Asma infantil sob a óptica materna: uma abordagem qualitativa

Conceição de Maria de Albuquerque, Dárcia Pinheiro Nogueira, Samyra Rodrigues Maciel Medina Guimarães, Caroline Soares Nobre, Sayonara Aquino de Almeida Tavares

Resumo


Objetivou-se conhecer a percepção materna acerca da vivência com o filho asmático e investigar o conhecimento das mães sobre o tratamento
da asma. Estudo exploratório qualitativo realizado na Unidade de Sanitária César Cals. A coleta de dados ocorreu de abril a maio de 2009, com
20 participantes. Efetuou-se a transcrição dos relatos por análise dos dados, logo emergindo as categorias: conhecimento aparente da patologia;
benefícios quanto aos gastos com medicamentos; "mudou muito, porque ela só vivia internada"; "pratica esporte e não se cansa mais". Portanto, o
conhecimento da população acerca do programa advém das orientações profissionais, vislumbrando as políticas de saúde da criança.

Descritores: Asma, Enfermagem em Saúde Comunitária, Criança.

Childhood asthma under maternal approach: a qualitative approach

Here we intend to learn about the maternal perception about the life with an asthmatic child and investigate the mothers' knowledge about the
treatment of asthma. This is an exploratory and qualitative study carried out by the Sanitary César Cals. The data collection occurred in April/May
2009, among twenty participants. The reports transcription were made by data analysis, soon emerging these categories: apparent knowledge
of the pathology; benefits regarding drug spending; she’s changed a lot, because she lived only in hospital; practicing sports and not get tired
anymore. So people's knowledge about the program comes from professional advice, thus catching a glimpse of the politics of child health.

Descriptors: Asthma, Community Health Nursing, Child.

El asma infantil en la perspectiva de la madre: una aproximación cualitativa

Tuvo como objetivo conocer la percepción materna del niño que vive con asma e investigar los conocimientos de las madres sobre el tratamiento
del asma. Estudio exploratorio cualitativo se llevó a cabo en los Cals Sanitaria César. La recogida de datos tuvo lugar en abril/mayo de 2009 con veinte
participantes. La transcripción fue hecha por el análisis de los datos, luego emergiendo las categorías: la patología del conocimiento aparente, los
beneficios sobre los gastos de medicamentos, ha cambiado mucho, porque sólo se vivía en el hospital, practica deporte y no se cansan más. Por lo
tanto el conocimiento de la gente sobre el programa proviene de un asesoramiento profesional, y de la política de la salud infantil.

Descriptores: Asma, Enfermería em Salud Comunitaria, Niño.

Texto completo:

PDF

Referências


Ferrari PF, Rosário FNA, Ribas LFO, Cálice LG. Frequência de asma em escolares de Curitiba – projeto Isaac (Internacional Study of Asthma and Allergies in Childhood). J Pediatr. 1998;74(4):299-305.

Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. III Consenso Brasileiro no Manejo da Asma. J Pneumol. 2002.

Bettencourt ARC, Oliveira MA, Fernandes ALG. Educação de pacientes com asma: atuação do enfermeiro. J Pneumol. 2002:193-200.

Silva LC, Freire LM, Mendes NF, Lopes AC, Cruz A. Carta de Salvador. J Pneumol. 2002.

Ministério da Saúde (BR). Datasus, informações de saúde 2005 [Internet].[citado em 2008 Set 17]. Disponível em: http://www.datasus.gov.br/.

Solé D, Rizzo MCV. Asma aguda na infância. São Paulo: Lemos; 2002.

Frota MA, Maia JA, Pereira AS, Nobre CS, Vieira LJES. Reflexão sobre políticas públicas e estratégias na saúde integral da criança. Enferm Foco. 2010;1(3):89-140.

Holanda MA. Asmáticos brasileiros: o tratamento desejado. J Pneumol. 2000;26(3):187-8.

Silva CM, coordenador. Asma e rinite: linhas de conduta em atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

British TS, Scottish IGN. British guideline on the management of asthma. Thorax: BMJ Journal. 2003; 58(Suppl 1):S1-S94.

Minayo MCS. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28ª ed. Petrópolis: Vozes; 2010.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 196 de 10 de Out/196. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília: Ministério da Saúde; 1996.

Chatkin M, Menezes AMB, Albernaz E, Victora CG, Barros FC. Fatores de risco para consultas em pronto-socorro por crianças asmáticas no sul do Brasil. Rev Saúde Pública. 2000.

Dalcin PTR, Perin C. Manejo da asma aguda em adultos na sala de emergência: evidências atuais. AMB Rev Assoc Med Bras. 2009.

Gonçalves RC, Nunes MPT, Cukier A, Stelmach R, Martins MA. Carvalho CRF. Efeito de um programa de condicionamento físico aeróbio nos aspectos psicossociais, na qualidade de vida, nos sintomas e no óxido nítrico exalado de portadores de asma persistente moderada ou grave. Rev Bras Fisioter. 2008.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2011.v2.n2.109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.