Desnutrição infantil: experiência em uma comunidade rural

Mirna Albuquerque Frota, Luciana Vilas Boas Polte, Ana Tereza Sá Nogueira, Ivna Silva Andrade

Resumo


Objetivou-se retratar a desnutrição em menores de 6 anos nas famílias rurais, assim como investigar fatores relacionados. Estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa, realizado na comunidade do Sussuí, localizada em Quixadá, CE, com quatro famílias de crianças desnutridas, utilizando a observação nas visitas domiciliares e entrevista semiestruturada. Realizou-se análise de conteúdo, resultando nas categorias: Conhecendo a Desnutrição Infantil, Prejuízos da Doença na Família e Cuidado Cultural. Concluiu-se que a desnutrição infantil é assunto abordado de forma frequente, mas com pouca resolutividade, observando-se índices elevados da doença devido à ausência de funcionalidade das políticas públicas, capazes de promover a saúde dos indivíduos.

Descritores: Transtornos da Nutrição Infantil, Família, Promoção da Saúde.

Child malnutrition: experience in a rural community

The aim of this work was to portray the malnutrition among children that are less than six years old in rural families as well as to investigate related factors. That is a descriptive exploratory study with a qualitative approach, carried out in the community Sussuí, located in Quixadá, CE with four families and their malnourished children, using the observation in the home visits and semi-structured interview. We conducted content analysis, resulting the following categories: Knowing the Child Malnutrition, Disease Losses in Family and Cultural Care. It was concluded that the subject matter child malnutrition is often approached but there is no resolution, observing high rates of disease due to lack of functionality of public policies that promote the health of individuals.

Descriptors: Child Nutrition Disorders, Family, Health Promotion.

La desnutrición infantil: experiencia en una comunidad rural

El objetivo era retratar la desnutrición en niños menores de seis años en los hogares rurales, así como investigar los factores relacionados. Estudio exploratorio descriptivo con enfoque cualitativo, realizado en La comunidad Sussuí, ubicada en Quixadá, CE con cuatro famílias con niños desnutridos, con la observación en las visitas domiciliarias y entrevistas semi-estructuradas. Se realizó un análisis de contenido, lo que resulta en las categorías: Conocer la desnutrición infantil, las pérdidas por enfermedades en la familia y Cuidado Cultural. Se concluyó que la desnutrición infantil es asunto frecuente, pero no hay solución para el problema observándose las altas tasas de enfermedad debido a la falta de funcionalidad de las políticas públicas que promuevan la salud de los individuos.

Descriptores: Trastornos de Nutrición Infantil, Familia, Promoción de la Salud.

Texto completo:

PDF

Referências


Caldeira AP, França E, Perpétuo IHO, Goulart EMA. Evolução da mortalidade infantil por causas evitáveis. Rev Saúde Pública. 2005;39(1):67-74.

Lopes MSV, Vieira NFC. Cuidando da criança desnutrida, sobrevivendo apesar da adversidade do contexto familiar. In: Barroso MGT, Vieira NFC, Varela ZMV. Saúde da família II: espaço de incertezas e possibilidades. Fortaleza: Sociedade Brasileira de Enfermeiros Escritores; 2005. p. 43-56.

Batista Filho MA, Rissin A. A transição nutricional no Brasil: tendências regionais e temporais. Cad Saúde Pública. 2003;19(1):181-91.

Sousa RP, Ramalho WM, Fortaleza BM. Pobreza e desnutrição: uma análise do Programa Fome Zero sob uma perspectiva epidemiológica. Saúde Soc. 2003;12(1):21-30.

Macêdo EMC, Amorim MAF, Silva ACS, Castro CMMB. Efeitos da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças com desnutrição grave. Rev Paul Pediatr. 2010;28(3):329-36.

Frota MA, Albuquerque CM, Linard AG. Educação popular em saúde no cuidado à criança desnutrida. Texto Contexto Enferm. 2007;16(2):246-53.

Silveira VG, Araújo PF, Louzada AVA, Frota MA. Conhecimento acerca da desnutrição infantil e do reaproveitamento alimentar: estudo de caso. Rev Tenden Enferm Profis. 2010;4(1):281-4.

Minayo MCS. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29ª ed. Petrópolis: Vozes; 2010.

Almeida MA. Combatendo a desnutrição infantil [Internet]. [citado em 2004 Mai 25]. Disponível em: http://federativo.bndes.gov.br/dicas.

Queiroz MV, Jorge MS. Estratégias de educação em saúde e a qualidade do cuidar e ensinar em pediatria: a interação, o vínculo e a confiança no discurso dos profissionais. Interface Comum Saúde Educ. 2006;10(19):117-30.

Vieira VL, Souza JMP, Mancuso AMC. Insegurança alimentar, vínculo mãefilho e desnutrição infantil em área de alta vulnerabilidade social. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2010;10(2):199-207.

Verde SMML, Olinda QB. Educação nutricional: uma ferramenta para alimentação saudável. Rev Bras Promoç Saúde. 2010;23(3):197-98.

Martins MC, Frota MA. Fatores que interferem na utilização de alimentos regionais na cidade de Maranguape, Ceará. Cad Saúde Coletiva. 2007;15(2):169-82.

Black RE, Morris SS, Bryce J. Where and why are 10 million children dying every year? Lancet. 2003;361:2226-34.

Cauás RC, Falbo AR, Correia JB, Oliveira KMM, Montenegro FMU. Diarreia por rotavírus em crianças desnutridas hospitalizadas no Instituto Materno Infantil Prof. Fernando Figueira, Imip. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2006;(1):77-83.

Frota MA, Barroso MGT. Repercussão da desnutrição infantil na família. Rev Latinoam Enferm. 2005;13(6):996-1000.

Frota MA, Sousa RMV, Sousa Filho OA, Barroso MGT. Diagnóstico das necessidades humanas básicas no contexto sociofamiliar de crianças desnutridas. Cogitare Enferm. 2007;12(2):198-203.

Frota MA, Martins MC, Santos RCAN. Significados culturais da asma infantil. Rev Saúde Pública. 2008;42(3):512-6.

Frota MA, Sousa RMV, Barroso MGT. Beliefs and cultural values of the undernourished child's family. Acta Paul Enferm. 2008;21(1):101-06.

Leininger MM. Culture care diversity and universality: a theory of nursing. New York: National League for Nursing Press; 1991.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2011.v2.n3.128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.