CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA

Rafaela Costa de Medeiros Moura, Thaynã Fonseca Pereira, Felipe Jairo Rebouças, Calebe de Medeiros Costa, Andressa Mônica Gomes Lernades, Luzia Kelly Alves da Silva, Karolina de Moura Manso da Rocha

Resumo


Objetivo: identificar, na literatura científica nacional, a assistência de enfermagem na prevenção da violência obstétrica. Metodologia: revisão integrativa da literatura, realizada entre os meses de maio a junho de 2017, nas bases de dados online Scientific Electronic Library Online (SciELO) e na Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS). Foram detectados 30 artigos sendo utilizados 09 artigos. Resultados: após a leitura e análise dos artigos, surgiram as seguintes categorias temáticas: Medidas de prevenção a violência obstétrica; Experiências com a prevenção da violência obstétrica e Conhecendo os fatores de risco para a violência obstétrica. O enfermeiro buscar em sua assistência o vínculo com a parturiente para proporcionar um parto saudável, evitando assim a violência obstétrica. Conclusão: Para prevenir a violência obstétrica fazse necessário uma assistência de enfermagem e um ambiente que proporcionem a autonomia da mulher gestante.

Descritores: Violência; Gravidez; Assistência de Enfermagem.

NURSING CARE IN THE PREVENTION OF OBSTETRIC VIOLENCE

Objective: to identify, in the national scientific literature, nursing care in the prevention of obstetric violence. Methodology: integrative review of the literature, conducted between May and June 2017, in the online databases Scientific Electronic Library Online (SciELO) and in the Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS). There were 30 articles and 09 articles were used. Results: after reading and analyzing the articles, the following thematic categories emerged: Obstetric violence prevention measures; Experiences with the prevention of obstetric violence and Knowing the risk factors for obstetric violence. The nurse seeks in her assistance the bond with the parturient to provide a healthy delivery, thus avoiding obstetric violence. Conclusion: To prevent obstetric violence, it is necessary to provide nursing care and an environment that provides the autonomy of pregnant women.

Descriptors: Violence; Pregnancy; Nursing Care.

CUIDADOS DE ENFERMERÍA EN LA PREVENCIÓN DE LA VIOLENCIA OBSTÉTRICA

Objetivo: identificar, en la literatura científica nacional, la asistencia de enfermería en la prevención de la violencia obstétrica. Metodología: revisión integrativa de la literatura, realizada entre los meses de mayo a junio de 2017, en las bases de datos online Scientific Electronic Library Online (SciELO) y en la Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud (LILACS). Se han detectado 30 artículos que se utilizan en los artículos. Resultados: después de la lectura y análisis de los artículos, surgieron las siguientes categorías temáticas: Medidas de prevención a la violencia obstétrica; Experiencias con la prevención de la violencia obstétrica y Conociendo los factores de riesgo para la violencia obstétrica. El enfermero buscar en su asistencia el vínculo con la parturienta para proporcionar un parto saludable, evitando así la violencia obstétrica. Conclusión: Para prevenir la violencia obstétrica se hace necesaria una asistencia de enfermería y un ambiente que proporcionen la autonomía de la mujer gestante.

Descriptores: Violência; Embarazo; Asistencia de Enfermería.


Texto completo:

PDF

Referências


Sanfelice CFO, Abbud FSF, Pregnolatto OS, Silva MG, Shimo AKK. Do parto institucionalizado ao parto domiciliar. Rev Rene. 2014 mar-abr; 15(2):362-70. Available from:

Aguiar JM, Oliveira AFPL, Schraiber LB. Violência institucional, autoridade médica e poder nas maternidades sob a ótica dos profissionais de saúde. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 29(11):2287- 2296, nov, 2013. Available from: Acesso em: 04 de maio de 2017.

Sena LM, Tesser CD. Violência obstétrica no Brasil e o ciberativismo de mulheres mães: relato de duas experiências. Interface, 21(60) p.209-20, 2017. Available from: http://www.scielo.br/scielo. php?pid=S141432832017000100209&script=sci_abstract&tlng=pt.

Silva MG, Marcelino M, Rodrigues LSP, Toro RC, Shimo AKK. Violência obstétrica na visão de enfermeiras obstetras. Rev Rene. 2014 jul-ago; 15(4):720-8. Available from: < http://periodicos.ufc.br/index.php/rene/ article/view/1121>.

Rosenstock KIV. Aspectos éticos no exercício da enfermagem: revisão integrativa da literatura. Cogitare Enferm, v. 16, n. 4, p. 727-733, 2011. Available from: .

Rodrigues DP, Alves VH, Penna LHG, Pereira AV, Branco MBLR, Silva LA. A peregrinação no período reprodutivo: uma violência no campo obstétrico. Esc Anna Nery 2015;19(4):614-620. Available from: http:// www.scielo.br/pdf/ean/v19n4/1414-8145-ean-19-04-0614.pdf >.

Francisco SSO. Humanização No Centro Obstétrico. 18 f, Curso Técnico em Enfermagem- Escola GHC, Instituto federal de educação, ciência e tecnologia do rio grande do sul – câmpus porto alegre, 2016. Available from:

Okada MM, Hoga LAK, Borges ALV, Albuquerque RS, Belli MA. Violência doméstica na gravidez. Acta Paul Enferm. 2015; 28(3):270- 4. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ape/v28n3/1982-0194- ape-28-03-0270.pdf

Soares AF. Parto humanizado e a violência obstétrica: o cuidado do técnico de enfermagem. 18 f, Curso Técnico em Enfermagem- Escola GHC, Instituto federal de educação, ciência e tecnologia do rio grande do sul – câmpus porto alegre, 2016.

Andrade BP, Aggio CM. Violência obstétrica: a dor que cala. In: SIMPÓSIO GÊNERO E POLÍTICAS PÚBLICAS, 3, 2014, Londrina. Anais... Londrina, Universidade Estadual de Londrina, 2014. Available from: http://www.uel.br/eventos/gpp/pages/arquivos/GT3_Briena%20 Padilha%20Andrade.pdf

Andrade PON, Silva JQP, Diniz CMM, Caminha MFC. Fatores associados à violência obstétrica na assistência ao parto vaginal em uma maternidade de alta complexidade em Recife, Pernambuco. Rev. Bras. Saude Mater. Infant., Recife, 16 (1): 29-37 jan. / mar., 2016. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519- 38292016000100029&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/1806- 93042016000100004.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2018.v9.n4.1333

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.