DESAFIOS DA GESTÃO DO CUIDADO NA ATENÇÃO BÁSICA: PERSPECTIVA DA EQUIPE DE ENFERMAGEM

Rafael Soder, Isabel Cristine Oliveira, Luiz Anildo Anacleto da Silva, José Luís Guedes Santos, Caroline Cechinel Peiter, Alacoque Lorenzini Erdmann

Resumo


Objetivo: Analisar os desafios da gestão do cuidado na atenção básica a partir da perspectiva da equipe de enfermagem. Método: Estudo descritivo-exploratório de abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com 20 profissionais de enfermagem da Estratégia Saúde da Família de municípios do interior do Rio Grande do Sul e analisados mediante técnica de análise de conteúdo. Resultados: Apresentam-se três categorias: Morosidade da gestão pública; Sobrecarga de trabalho; e, Fragmentação e descontinuidade da assistência. Conclusão: Os desafios apresentados podem ser propulsores de mudanças, por meio de ações de gestão planejada desenvolvidas coletivamente, conforme a realidade de cada cenário.

Descritores: Organização e Administração; Gestão em Saúde; Atenção Primária à Saúde; Enfermagem de Atenção Primária; Estratégia Saúde da Família.

CHALLENGES FOR THE CARE MANAGEMENT IN PRIMARY HEALT H CARE: PERSPECTIVE OF THE NURSING TEAM

Objective: To analyze the challenges for the care management in primary health care from the perspective of the nursing team.Method: Descriptive-exploratory study of a qualitative approach. Data were collected through interviews with 20 nursing professionals from the Family Health Strategy of municipalities in the interior of Rio Grande do Sul and analyzed using a content analysis technique.Results: Three categories are presented: Morosity of public management; Work overload; and, Fragmentation and discontinuance of assistance. Conclusion: The challenges presented can be drivers of change, through planned management actions developed collectively, according to the reality of each scenario.

Descriptors: Organization and Administration; Health Management; Primary Health Care; Primary Care Nursing; Family Health Strategy.

DESAFÍOS DE LA GESTI ÓN DEL CUIDADO EN LA ATEN CIÓN BÁSICA: PERSPECTIVA DEL EQUIPO DE ENFERMERÍA

Objetivo: Analizar los desafíos de la gestión del cuidado en la atención básica desde la perspectiva del equipo de enfermería. Metodologia: Estudio descriptivo-exploratorio de abordaje cualitativo. Los datos fueron recolectados por medio de entrevistas con 20 profesionales de enfermería de la Estrategia Salud de la Familia de municipios del interior de Rio Grande do Sul y analizados mediante técnica de análisis de contenido.Resultados: Se presentan tres categorías: Morosidad de la gestión pública; Sobrecarga de trabajo; y, Fragmentación y discontinuidad de la asistencia.Conclusión: Los desafíos presentados pueden ser propulsores de cambios, a través de acciones de gestión planificada desarrolladas colectivamente, conforme a la realidad de cada escenario.

Descriptores: Organización y Administración; Gestión en Salud; Atención Primaria de Salud; Enfermería de Atención Primaria; Estrategia de Salud Familiar.


Texto completo:

PDF

Referências


Matuda CG, Pinto NRS, Martins CL, Frazão P. Colaboração interprofissional na Estratégia Saúde da Família: implicações para a produção do cuidado e a gestão do trabalho. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2015 [cited 2017 Oct 12];20(8):2511-21. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015208.11652014

Santos JS, Teixeira CF. Política de saúde no Brasil: produção científica 1988-2014. Saúde debate [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 12];40(108):219-30. Available from: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/ v40n108/0103-1104-sdeb-40-108-00219.pdf

Barbiani R, Nora CRD, Schaefer R. Práticas do enfermeiro no contexto da atenção básica: scoping review. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 12];24:e2721. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0880.2721

Dias MSA, Parente JRF, Vasconcelos MIO, Dias FAC. Intersetorialidade e Estratégia Saúde da Família: tudo ou quase nada a ver? Ciência saúde coletiva [Internet]. 2014 [cited 2015 Nov 15];19(11):4371- 82. Available from: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S1413-81232014001104371&lng=en

Merhy EE. Um dos grandes desafios para os gestores do SUS: apostar em novos modos de fabricar os modelos de atenção. In: Merhy EE, Magalhães Jr HM, Rímoli J, Franco TB, Bueno WS. O trabalho em saúde: olhando e experienciando o SUS no cotidiano. 3.ed. São Paulo: Hucitec; 2006. p.15-36.

Lanzoni GMM, Meirelles BHS, Cummings G. Práticas de liderança do enfermeiro na atenção básica à saúde: uma teoria fundamentada nos dados. Texto contexto – enferm [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 12];25(4):e4190015. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0104- 07072016004190015

Sulti ADC, Lima RCD, Freitas PSS, Felsky CN, Galavote HS. O discurso dos gestores da Estratégia Saúde da Família sobre a tomada de decisão na gestão em saúde: desafio para o Sistema Único de Saúde. Saúde debate [Internet]. 2015 [cited 2015 Nov 22];39(104):172- 82. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0103-11042015000100172&lng=en.

Gomes MHA, Martin D, Silveira C. Comentários pertinentes sobre usos de metodologias qualitativas em saúde coletiva. Interface (Botucatu) [Internet]. 2014 [cited 2017 Oct 12];18(50):469-77. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.0271.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011.

Rolim-Ensslin S, Dutra A, Souza-Duarte C, Cezar BS, Ripoll-Feliu VM. A avaliação de desempenho como proposta para gestão das equipes do programa brasileiro “Estratégia da Saúde da Família” (ESF). Revista Gerenciamento Politica Salud [Internet]. 2014 [cited 2015 Oct 14];13(26):10-25. Available from: http://www.scielo.org.co/pdf/rgps/ v13n26/v13n26a02.pdf

Ferreira VL. As múltiplas faces da gestão: a prática gerencial nos serviços de saúde de Piraí. 2012. 100 f. [Dissertação]. Rio de Janeiro (RJ): Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Programa de Pós- Graduação em Saúde Coletiva; 2012.

Peiter CC, Lanzoni GMM, Oliveira WF. Regulação em saúde e promoção da equidade: o Sistema Nacional de Regulação e o acesso à assistência em um município de grande porte. Saúde em Debate [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 23];40(111)63-73. Available from: http://www.scielo.br/ pdf/sdeb/v40n111/0103-1104-sdeb-40-111-0063.pdf

Graziano AP, Egry EY. Micropolítica do trabalho dos profissionais de saúde na UBS: visão sobre necessidades de saúde das famílias. Revista Escola Enfermagem USP [Internet]. 2012 [cited 2015 Nov 22];46(3):650-6. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v46n3/17.pdf

Sarti TD, Campos CEA, Zandonade E, Ruschi GEC, Maciel ELN. Avaliação das ações de planejamento em saúde empreendidas por equipes de saúde da família. Caderno de Saúde Pública [Internet]. 2012 [cited 2015 Nov 14];28(3):537-48. Available from: http://www. scielosp.org/pdf/csp/v28n3/14.pdf

Lage CEB, Alves MS. (Des)valorização da Enfermagem: implicações no cotidiano do Enfermeiro. Enferm. Foco [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 23];7(3/4):12-16. Available from: http://revista.portalcofen.gov.br/ index.php/enfermagem/article/view/908/338

Guerrero-Núñez S, Cid-Henríquez P. Una reflexión sobre la autonomía y el liderazgo en enfermería. Aquichán [Internet]. 2015 [cited 2017 Oct 23];15(1):129-140. Available from: http://www.scielo. org.co/pdf/aqui/v15n1/v15n1a12.pdf

Backes DS, Zamberlan Z, Colomé J, Souza MT, Marchiori MT, Erdmann AL, Salazar-Maya AM. Interatividade sistêmica entre os conceitos interdependentes de cuidado de enfermagem. Aquichan [Internet]. 2016 [cited 2017 Oct 23];16(1):24-31. Available from: http:// www.redalyc.org/pdf/741/74144215004.pdf

Backes DS, Büscher A. Qualidade do cuidado na perspectiva da rede alemã do cuidado. Enferm. Foco [Internet]. 2015 [cited 2017 Oct 30];6(1/4):77-81. Available from: http://revista.portalcofen.gov.br/ index.php/enfermagem/article/view/582/263

Ribeiro SFR, Martins, STF, Sofrimento psíquico do trabalhador da saúde da família na organização do trabalho. Psicologia estudantil [Internet]. 2011 [cited 2015 Nov 15];16(2):241-50. Available from: http:// www.scielo.br/pdf/pe/v16n2/a07v16n2.pdf




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2018.v9.n3.1496

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.