AUTO EFICÁCIA NA AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA: AVALIAÇAO DOS DOMÍNIOS TÉCNICA E PENSAMENTOS INTRAPESSOAIS EM PUÉRPERAS

Camila Mesquita de Lima, Leilane Barbosa de Sousa, Edmara Chaves Costa, Marks Passos Santos, Marianna Carvalho e Souza Leão Cavalcanti, Nathanael de Souza Maciel

Resumo


Objetivo: Avaliar a autoeficácia de puérperas na amamentação exclusiva. Metodologia: Estudo avaliativo realizado por meio de entrevista com 80 puérperas cadastradas em unidades básicas de saúde da zona urbana do município de Acarape, Ceará. A investigação ocorreu de fevereiro a junho de 2017. Na coleta de dados foi utilizada a escala Breastfeeding Self- Efficacy Scale – Short Form. Resultados: Na análise individual, 70% das entrevistadas apresentaram eficácia alta, 25% apresentaram eficácia média e 5% (04) apresentaram eficácia baixa para amamentação exclusiva. Na análise global, verificou-se eficácia alta para 88% dos itens do domínio “Técnica” e para 100% itens do domínio “Pensamentos interpessoais”. Conclusão: O acompanhamento pré-natal, a consulta puerperal e a consulta de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança contribuem para a eficácia alta na amamentação exclusiva.

Descritores: Aleitamento materno; Auto eficácia; Saúde materno-infantil.

SELF-EFFECTIVENESS IN EXCLUSIVE BREASTFEEDING: EVALUATION OF TECHNICAL DOMAINS AND INTRAPESSIONAL THOUGHTS IN PUERPERAS

Objective: To evaluate the efficacy of postpartum women in exclusive breastfeeding. Methodology: Evaluative study carried out by means of an interview with 80 postpartum women enrolled in basic health units in the urban area of the municipality of Acarape, Ceará. The investigation was carried out from February to June 2017. The data collection was based on the Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form scale. Results: In the individual analysis, 70% of respondents had high efficacy, 25% presented mean efficacy and 5% (04) presented low efficacy for exclusive breastfeeding. In the overall analysis, high efficacy was observed for 88% of the items in the “Technical” domain and 100% items in the domain “Interpersonal thoughts”. Conclusion: Prenatal follow-up, puerperal consultation and follow-up consultation on the child’s growth and development contribute to the high efficacy of exclusive breastfeeding.

Descriptors: Breast Feeding; Self Efficacy; Maternal and Child Health.

AUTOEFICIENCIA EN LA LACTANCIA EXCLUSIVA: EVALUACIÓN TÉCNICA DEL DOMINIO Y PENSAMIENTOS INTRAPERSONALES EN PUERPERES

Objetivo: Evaluar la autoeficiencia de puérperas en la lactancia exclusiva. Metodología: Estudio evaluatorio realizado por medio de una entrevista con 80 puérperas registradas en unidades básicas de salud de la zona urbana del municipio de Acarape, Ceará. La investigación ocurrió de febrero a junio de 2017. En la recolección de datos se utilizó la escala Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form. Resultados: En el análisis individual, el 70% de las entrevistadas presentaron eficacia alta, el 25% presentó eficacia media y el 5% (04) presentaron una eficiencia baja para la lactancia exclusiva. En el análisis global, se verificó eficacia elevada para el 88% de los ítems del dominio “Técnica” y para el 100% ítems del dominio “Pensamientos interpersonales”. Conclusión: El seguimiento prenatal, la consulta puerperal y la consulta de seguimiento del crecimiento y desarrollo del niño contribuyen a la eficacia alta en la lactancia exclusiva.

Descriptores: Lactancia Materna; Autoeficiencia; Salud Maternoinfantil.


Texto completo:

PDF

Referências


Silva LLA, Cirino IP, Santos MS, Oliveira EAR, Sousa AF, Lima LHO. Prevalência do aleitamento materno exclusivo e fatores de risco. Revista Saúde e Pesquisa [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21];11(3):527- 534. Avaliable from: http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/ saudpesq/article/view/6871

Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica. Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Ministério da Saúde [internet]. 2016[cited 2019 jul 22]. Avaliable from: http://bvsms. saude.gov.br/bvs/publicacoes/aleitamento_materno_alimentacao_ complementar_2edicao.pdf

Andrade HS, Pessoa RA, Donizete RCV. Fatores relacionados ao desmame precoce do aleitamento materno. Rev Bras Med Fam Comunidade [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21];13(40):1-11. Avaliable from: https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1698

Pereira NNB, Reinaldo AMS. Não adesão ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida no Brasil: revisão integrativa. Rev APS [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21];21(2):300-319. Avaliable from: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/16281

Lima APC, Nascimento DS, Martins MMF. A prática do aleitamento materno e os fatores que levam ao desmame precoce: uma revisão integrativa. J Health Biol Sci [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21]; 6(2):189-196. Avaliable from: https://periodicos.unichristus.edu.br/ jhbs/article/view/1633

Oriá MOB. Ximenes LB. Tradução, adaptação e validação da Breastfeeding SelfEfficacy Scale: aplicação em gestantes. Acta Paul Enferm [internet]. 2010 [cited 2019 jul 21]; 23(2):230-238. Avaliable from: https://www.redalyc.org/pdf/3070/307023858013.pdf

Dodt RCM. Aplicação e validação da Breastfeeding Self- Efficacy Scale- Short Form (BSES- SF) em puérperas. Rev RENE [internet]. 2008 [cited 2019 jul 21];9(2):165-167. Avaliable from: https://www. redalyc.org/pdf/3240/324027962019.pdf

Soares LS, Silva GRF, Gouveia MTO, Brandão EC, Oriá MOB. Aplicação da escala reduzida de autoeficácia em amamentação no contexto da Estratégia Saúde da Família. Enferm Foco [internet]. 2014 [cited 2019 jul 21];5(3/4):49-52. Avaliable from: http://biblioteca. cofen.gov.br/aplicacao-da-escala-reduzida-de-autoeficacia-emamamentacao- no-contexto-da-estrategia-saude-da-familia/

Silva AX, Martins GFR, Cavalcanti MD, França PCG, Silva Júnior AO, Gomes JA. Assistência de enfermagem no aleitamento materno exclusivo: uma revisão integrativa. Braz J Hea Rev [internet]. 2019 [cited 2019 jul 21];2(2): 6, 989-1004. Avaliable from: http://brazilianjournals. com/index.php/BJHR/article/view/1282/1156

Ferreira MGC, Gomes MFP, Fracolli LA. Aleitamento materno: orientações recebidas por gestantes acompanhadas pela estratégia saúde da família. Rev Aten Saúde [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21];16(55):36-41. Avaliable from: http://seer.uscs.edu.br/index.php/ revista_ciencias_saude/article/view/4888/pdf

Sousa ELO, Melo LGNS, Medeiros DMF. Práticas de complementação ao leite materno: concepções de puérperas sobre aleitamento materno e uso de fórmula infantil. Rev Bra Edu Saúde [internet]. 2019 [cited 2019 jul 21];9(2):76-84. Avaliable from: https://editoraverde.org/ gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/6149/5615

Giordani RCF, Piccoli D, Bezerra I, Almeida CCB. Maternidade e amamentação: identidade, corpo e gênero. Ciênc saúde coletiva [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21]; 23(8):2731-2739. Avaliable from: http:// www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232018000802731&script =sci_arttext&tlng=pt

Silva MFFS, Pereira LB, Ferreira TN, Souza AAM. Autoeficácia em amamentação e fatores interligados. Rev Rene [internet]. 2017 [cited 2019 jul 21];19:e3175. Avaliable from: http://periodicos.ufc.br/rene/ article/view/31315

Macedo MDS, Torquato IMB, Trigueiro JVS, Albuquerque AM, Maria Pinto MB, Nogueira MF. Aleitamento materno: identificando a prática, benefícios e os fatores de risco para o desmame precoce. Rev enferm UFPE on line [internet]. 2015 [cited 2019 jul 21];9(supl.1):414-23. Avaliable from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/ view/10354

Visintin AB, Primo CC, Amorim MHC, Leite FMC. Avaliação do conhecimento de puérperas acerca da amamentação. Enferm Foco [internet]. 2015 [cited 2019 jul 21];6 (1/4): 12-16. Avaliable from: http:// revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/570

Brecailo MK, Tamanini M. Amamentar, cuidar, maternar: regulações, necessidades e subjetividades. Demetra [internet]. 2016 [cited 2019 jul 21];11(3); 825-846. Avaliable from: https://www.e-publicacoes.uerj.br/ index.php/demetra/article/view/22507/18428

Martins SVQ, VIEIRA MRR. Aleitamento materno: necessidades e demandas de serviços de saúde das mães no alojamento conjunto. Arq Ciênc Saúde [internet]. 2016 [cited 2019 jul 21];23(3):32-37. Avaliable from: http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/ racs/article/view/346/214

Rocha GP, Oliveira MCF, Ávila LBB, Longo GZ, Cotta RMM, Araújo RMA. Condicionantes da amamentação exclusiva na perspectiva materna. Cad Saúde Pública [internet]. 2018 [cited 2019 jul 21]; 34 (6). Avaliable from: https://www.scielosp.org/article/csp/2018.v34n6/e00045217/

Vidal VUA, Nogueira MI. O cuidado na puericultura e a promoção do aleitamento materno: reflexões a partir da percepção de mães usuárias. Revista de saúde coletiva e bioética [internet]. 2015 [cited 2019 jul 21];07(2):50-63. Avaliable from: http://www.diversitates.uff. br/index.php/1diversitates-uff1/article/view/104/78

Dias EG, Freitas ALSA, Martins HCSC, Martins KP, Alves JCS. Vantagens da amamentação e alterações no estilo de vida da lactante. Revista Contexto & Saúde [internet]. 2015 [cited 2019 jul 21];16(31):26-33. Avaliable from: https://revistas.unijui.edu.br/index. php/contextoesaude/article/view/5763




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n3.1597

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.