DETECÇÃO PRECOCE E PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO UTERINO: SABERES E PRÁTICAS EDUCATIVAS

Tamires Corrêa de Paula, Maria de Lourdes Silva Marques Ferreira, Maria Jóse Sanches Marin, Silmara Meneguin, Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira

Resumo


Objetivo: Apreender os saberes de mulheres sobre a prevenção do câncer de colo uterino por meio do exame de Papanicolaou. Metodologia: Estudo qualitativo realizado em Unidade Básica de Saúde de um município do interior de São Paulo - Brasil, a partir de entrevista semiestruturada, áudio gravadas com uma população de 20 mulheres. Os dados foram analisados pelo discurso do sujeito coletivo e fundamentado na teoria da representação social. Resultados: As mulheres referiram sentimentos de desconforto, incômodo, vergonha e medo. Quanto ao conhecimento, apresentaram-se deficientes, em relação à finalidade do exame e à própria doença. Conclusão: Depreende-se que a falta de conhecimento pode intervir na adesão ao exame de Papanicolaou pelas mulheres, destacando-se a importância da prática educativa como ferramenta nessa prevenção.

Descritores: Mulheres, Teste Papanicolaou, Câncer de colo uterino.

EARLY DETECTION AND PREVENTION OF UTERINE COLUMN CANCER: EDUCATIONAL PRACTICES AND KNOWLEDGE

Objective: To apprehend the knowledge of women about cervical cancer prevention through a Pap smear. Methodology: A qualitative study carried out in a Basic Health Unit of a city in the interior of São Paulo, Brazil, from a semi - structured interview, recorded with a population of 20 women. The data were analyzed by the discourse of the collective subject and based on the theory of social representation. Results: Women reported feelings of discomfort, discomfort, shame and fear. As for knowledge, they were deficient in relation to the purpose of the examination and to the disease itself. Conclusion: It can be seen that the lack of knowledge can intervene in the adhesion to the Pap smear by women, highlighting the importance of the educational practice as a tool in this prevention.

Keywords: Women, Papanicolaou test, Cervical cancer.

DETECCIÓN PRECOCE Y PREVENCIÓN DEL CÁNCER DE COLUMNA UTERINA: PRÁCTICAS EDUCACIONALES Y CONOCIMIENTO

Objetivo: Apreciar los saberes de mujeres sobre la prevención del cáncer de cuello uterino mediante el examen de Papanicolaou. Metodología: Estudio cualitativo realizado en Unidad Básica de Salud de un municipio del interior de São Paulo - Brasil, a partir de entrevista semiestructurada, audio grabadas con una población de 20 mujeres. Los datos fueron analizados por el discurso del sujeto colectivo y fundamentado en la teoría de la representación social. Resultados: Las mujeres refirieron sentimientos de incomodidad, incomodidad, vergüenza y miedo. En cuanto al conocimiento, se presentaron deficientes, en relación a la finalidad del examen ya la propia enfermedad. Conclusión: Se desprende que la falta de conocimiento puede intervenir en la adhesión al examen de Papanicolaou por las mujeres, destacándose la importancia de la práctica educativa como herramienta en esa prevención.

Descriptores: Mujeres, Prueba Papanicolaou, Cáncer de cuello uterino.


Texto completo:

PDF

Referências


- Instituto Nacional de Câncer (BR). Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro, 2016. [Acesso em 2016, maio 02]. Disponível em http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/estimativa-2016-v11.pdf

- Olson B, Gribble B, Dias J, Curryer C, Vo K, Kowal P, et al. Cervical cancer screening programs and guidelines in low- and middle-income countries. International Journal of Gynecology and Obstetrics. 2016; 134: 239-246. [Acesso em 2016, maio 02] Disponível em https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27350227

- Barbosa IR, Souza DLB Bernal MM, Costa ICC. Desigualdades regionais na mortalidade por câncer de colo de útero no Brasil: tendências e projeções até o ano 2030. Ciênc. saúde coletiva. 2016;21(1):253-262. [Acesso em 2018, Maio 02]. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015211.03662015.

- Miranda SA , Gonçalves LHT. Autocuidado de mulheres amazônidas na prevenção e controle do papiloma virus humano (hpv) – participação da(o) enfermeira(o). Enferm. Foco 2016; 7 (1): 08-12. [Acesso em 2019, Jan 14]. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/657/276

- Renna JNL, Silva GA. Tendências temporais e fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino: análise dos dados dos registros hospitalares de câncer no Brasil, 2000-2012. Epidemiol. Serv. Saúde. 2018; 27 (2): e2017285 [Acesso, 2019 Jan 14]; . DOI: http://dx.doi.org/10.5123/s1679-49742018000200003.

- Silveira NSP, Vasconcelos CTM, Nicolau AIO, Oriá MOB, Pinheiro PNC, Pinheiro AKB. Conhecimento, atitude e prática sobre o exame colpocitológico e sua relação com a idade feminina. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2016; 24:2699 [Acesso em 2018, maio 02]. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02699.pdf

- Tiensoli SD, Felisbino-Mendes MS, Velasquez-Melendez G. Evaluation of non-attendance for Pap test through the Surveillance System by telephone survey. Rev Esc Enferm USP. 2018;52: e03390. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017029503390

- Malta EFGD, Gubert FA, Vasconcelos CTM, Chaves ES, Silva JMFL, Beserra EP. Prática inadequada de mulheres acerca do papanicolaou. Texto contexto - enferm. 2017; 26 (1): e5050015 [Acesso em 2019, Jan 14]. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072017005050015.

- Sanches TT, Siqueira OT, Papp CM, Tovani MRP, Hishinuma G. Evolução do sistema público de saúde no Brasil frente ao estágio atual da prevenção do câncer de colo uterino em mulheres jovens e adolescentes. rev.fac.med. 2017; 65 (1):115-120 [Acesso em 2019, Jan 14]. DOI: http://dx.doi.org/10.15446/revfacmed.v65n1.56855.

- Ribeiro L, Bastos RR, Vieira MT, Ribeiro LC, Teixeira MTB, Leite ICG. Opportunistic screening versus missed opportunities: non-adherence to Pap smear testing in women attending prenatal care. Cad. Saúde Pública. 2016; 32 ( 6 ): e00001415. [Acesso em 2019, Jan 14]. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311X00001415.

- Fernandes ETBS, Nascimento ER, Ferreira SL, Coelho EAC, Silva LR, Pereira COJ. Prevenção do câncer do colo uterino de quilombolas à luz da teoria de Leininger. Rev Gaúcha Enferm. 2018;39:e20160004. [Acesso em 2019, Jan 14] DOI: https://doi. org/10.1590/19831447.2018.2016-0004.

- Lefevre F; Lefevre AMC. O Discurso do Sujeito Coletivo. Uma nova opção em pesquisa qualitativa (Desdobramentos). Caxias do Sul: Educs, 2003.

- Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília, Diário Oficial da União, 12 dez. 2012. [Acesso em 2019, jan 15]. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/reso466.pdf

- Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 311, de 08 de fevereiro de 2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. [Acesso em 2019, jan. 15]. Disponível em: http://novo.portalcofen.gov.br/categoria/legislacao/resolucoes

- Almeida CAPL, Sousa GM, Monteiro RB, Muller JBBS, Sampaio JPS. Concepções de mulheres sobre o exame preventivo do câncer do colo do útero. Acta Scientiarum Health Sciences, vol.40, no 1, 2018. Academic Onefile, [Acesso 2019, Jan 14]. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/ view/35898/pdf

- Barbosa IR, Souza DLB, Bernal MM, Costa ICC. Desigualdades regionais na mortalidade por câncer de colo de útero no Brasil: tendências e projeções até o ano 2030. Ciênc. saúde coletiva. 2016; 21(1): 253-262 [Acesso em 2019, Jan 14]; DOI: http://dx.doi. org/10.1590/1413-81232015211.03662015.

- Miller SM, Tagai EK, Wen KY, Lee M, Hui SA, Kurtz D, et al. Predictors of adherence to follow-up recommendations after an abnormal Pap smear among underserved inner-city women. Journal de Gynecologie Obstetrique et Biologie de la Reproduction. 2016;45:459-466. [Acesso em 2017, jul 07]. Disponível em http://ac-els-cdn-com.ez87.periodicos.capes.gov.br/S0368231516000259/1-s2.0-S0368231516000259-main.pdf?_tid=bbb7bbf4-15a6-11e7-9084-00000aab0f02&acdnat=1490919331_9b250060969096cb6c642927fed76410.

- Sousa GF, Cavalcanti DFMS. A importância do profissional da enfermagem na prevenção do câncer do colo de útero na saúde da mulher: uma revisão de literatura. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 14, n. 2, p. 1128-1135, ago./dez. 2016. [Acesso em 2019, Jan 14]. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/2740/pdf_602

- Farias ACB, Barbieri AR. Seguimento do câncer de colo de útero: Estudo da continuidade da assistência à paciente em uma região de saúde. Escola Anna Nery. 2016;20(4):e20160096 [Acesso em 2018, maio 02]. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ean/v20n4/1414-8145-ean-20-04-20160096.pdf

- Chiconela FV, Chidassicua JB. Conhecimentos e atitudes das mulheres em relação ao exame preventivo do câncer do colo uterino. Rev. Eletr. Enf. 2017; 19:a23 [Acesso em: 2019, jan 15]; Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v19.41334

- Peuker AC, Lima, Natália BF, Karine M, Oliveira CMM, Castro EK. Construção de um material educativo para a prevenção do câncer de colo do útero. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 2017 8(2), 146- 160. [Acesso em 2019, jan 15]. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2236-64072017000200009&lng =pt&tlng=pt.

- Paula TC, Ferreira MLSM. Prevenção do câncer de colo de útero. Informe-se sobre o exame de Papanicolaou. Botucatu: Faculdade de Medicina de Botucatu. 2016; 1:26. [Acesso em 2017, jul 07]. Disponível http://www.hcfmb.unesp.br/wp-content/uploads/2015/09/QuadrinhoPapanicolau-final.pdf




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n2.1624

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.