A percepção dos enfermeiros de uma universidade pública do Piauí sobre saúde mental na Estratégia Saúde da Família

Meryhelen Costa Moura, Selminha Barbosa Bernardes, Maria Luciene Feitosa Rocha

Resumo


Este estudo objetivou identificar as percepções dos enfermeiros que atuam na docência de uma universidade pública do Piauí sobre as ações desenvolvidas na Estratégia Saúde da Família para indivíduos com transtorno mental. Trata-se de pesquisa qualitativa, sendo que, na coleta de dados, recorreu-se à entrevista semiestruturada e à análise de discurso para sistematizar o material obtido. Os resultados evidenciam que os enfermeiros da Estratégia Saúde da Família atuam de forma restrita em saúde mental e as ações realizadas são deficientes devido à falta de qualificação na área.

Descritores: Enfermagem, Saúde Mental, Estratégia Saúde da Família.

The perception of nurses of Piauí public university on mental health in the Family Health Strategy

This study aimed to identify the perceptions of nurses that work in teaching department at a public university of Piauí, on initiatives developed at the Family Health Strategy for people with mental disorders. We opted for qualitative research, data collection; we resorted to semi-structured interviews and discourse analysis to systematize the material obtained. The results show that nurses, the Family Health Strategy, act narrowly on mental health and the actions taken are deficient due to lack of qualification in the area.

Descriptors: Nursing, Mental Health, Family Health Strategy.

La percepción de los enfermeros de la Universidad Publica de Piauí en la salud mental en Estratégia Salud de la Familia

Este estudio tubo como objetivo indentificar las percepciones de las enfermeras que trabajan en la enseñanza en una Universidad Pública del Piauí, sobre las acciones emprendidas en la Salud de la Familia para las personas con trastornos mentales. Nosotros optamos por la investigación cualitativa, la recogida de datos, se recurrió a entrevistas semi-estructuradas y análisis del discurso para sistematizar el material obtenido. Los resultados muestran que las enfermeras, la Salud de la Familia, que actúen estrictamente en la salud mental y las medidas adoptadas son deficientes debido a la falta de cualificación en el área.

Descriptores: Enfermería, Salud Mental, Estratégia Salud de la Familia.

Texto completo:

PDF

Referências


Informes Técnicos Institucionais. Programa Saúde da Família. Rev Saúde Pública. 2000;34(3):316-9.

Ferriolli SHT, Marturano EM, Puntel LP. Contexto familiar e problemas de saúde mental infantil no Programa Saúde da Família. Rev Saúde Pública. 2007;41(2):251-9.

Bandeira M, Freitas LC, Filho JGTC. Avaliação da ocorrência de transtornos mentais comuns em usuários do Programa de Saúde da Família. J Bras Psiquiatr. 2007;56(1):41-7.

Souza AJF, Matias GN, Gomes KFA, Parente ACM. A saúde mental no Programa de Saúde da Família. Rev Bras Enferm. 2007;60(4):391.

Gallucci Neto J, Marchetti RL. Aspectos epidemiológicos e relevância dos transtornos mentais associados à epilepsia. Rev Bras Psiquiatr. 2005;27(4):323-8.

Mendes MH, Freitas VA, Gomes ET. Consulta de enfermagem: uma prática necessária aos indivíduos com transtornos mentais. Rev Enferm Integr. 2009;2(1):225-97.

Pereira MAO, Barbieri L, Paula VP, Franco MSP. Saúde mental no programa de saúde da família: conceitos dos agentes comunitários sobre o transtorno mental. Rev Esc Enferm USP. 2007;41(4):567-72.

Silva ATM. O trabalho de enfermagem no Hospital Dia na perspectiva da reforma psiquiátrica em João Pessoa – Paraíba. Rev Esc Enferm USP. 2004;39(3):310-6.

Neves JL. A pesquisa qualitativa – características, usos e possibilidades. Cad Pesq Adm. 1996;1(3).

Lobiondo-Wood G, Haber J. Pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação crítica e utilização. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2001.

Nunes M, Jucá VJ, Valentin CPB. Ações de saúde mental no Programa Saúde da Família: confluências e dissonâncias das práticas com os princípios das reformas psiquiátrica e sanitária. Cad Saúde Pública. 2007;23(10):2375-84.

Guimarães J, Medeiros SM. Contribuição ao ensino de saúde mental sob o signo da desinstitucionalização. Ciên Saúde Coletiva. 2001;6(1):97-104.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2010.v1.n2.18

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.