Método Canguru: a importância da família na recuperação do recém-nascido de baixo peso

Jair Alves Maia, Manoel Pereira de Oliveira, Simone de Souza Furtado, Lissiane Matos da Silva, Maria Lucrecia Batista Pereira

Resumo


O Método Canguru é uma assistência neonatal voltada para o atendimento do recém-nascido prematuro que consiste em colocar o bebê em contato pele a pele com a genitora. Este estudo teve como objetivo geral, esclarecer a importância da família durante o período de recuperação do recém-nascido de baixo peso. A metodologia utilizada foi uma pesquisa de caráter descritivo, com abordagem qualitativa. Os dados da pesquisa foram coletados por meio de entrevistas com perguntas abertas, no setor específico “Mãe Canguru” na Maternidade Bárbara Heliodora (MBH) em Rio Branco – AC. A pesquisa teve uma amostra de quinze (15) famílias de ambos os sexos: dez (10) mães e cinco (5) pais, que se encontravam no período de puerpério. Todas as mães tiveram parto prematuro e seus RNs apresentaram baixo peso. Os dados da pesquisa foram obtidos em junho de 2011. Concluiu-se que o MMC é um método simples. No entanto não é devidamente explicado pela equipe. Muitas mães praticam o método, no entanto, sem saber os inúmeros benefícios que ele proporciona.

Descritores: Método Canguru, Baixo Peso, Família.

Kangaroo Method: the importance of family in recovery of babies of low weight

The Kangaroo Mother Care is a service focused on neonatal care of premature newborns that consists in placing the baby skin to skin contact with the progenitor. This study aimed to clarify the overall importance of family during the recovery period of newborns of low birth weight. This is a descriptive and qualitative research. The data of the research were collected by means of interviews with open questions, in particular sector “kangaroo mother” in the maternity Heliodora Barbara (MBH) in Rio Branco – Acre. There were a sample of fifteen (15) families of both genders: ten (10) mothers and five (5) fathers, who were in the postpartum period. All mothers suffered premature delivery, and their newborns were underweighted. The data of the research were obtained in June 2011. It is concluded that MMC is simple but it is not well explained by the team. Although many mothers practice the method, they don’t know the many benefits that the method provides.

Descriptors: Kangaroo Mother Care, Low Weight, Family.

Método Canguro: la importancia de la familia em la recuperacion de los bebés de bajo peso

El Cuidado Madre Canguro es un servicio centrado en la atención neonatal de recién nacidos prematuros que consiste en la colocación de la piel del bebé en contacto piel con el progenitor. Este estudio tuvo como objetivo aclarar en general la importancia de la familia durante el período de recuperación de los recién nacidos con bajo peso. La metodología utilizada fue un estudio descriptivo con enfoque cualitativo. Los datos del estudio se recogieron por medio de entrevistas con preguntas abiertas, en particular la industria "madre canguro" en la Maternidad Barbara Heliodora (MBH), en Río Branco – AC. La encuesta tuvo una muestra de quince (15) familias de ambos sexos: diez (10) madres y cinco (5) padres, que estaban en el período posparto. Todas las madres tenían un parto prematuro y sus recién nacidos tuvieron bajo peso. Los datos del estudio fueron obtenidos en junio de 2011. Se concluye que la MMC es un método simple. Sin embargo, no se explican adecuadamente por el equipo. Muchas madres practican el método sin conocer los numerosos beneficios que proporciona.

Palabras clave: Cuidado Madre Canguro, Bajo Peso al Nacer, La Familia.

Texto completo:

PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Políticas de Saúde. Área de Saúde da Criança. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso – Método Mãe Canguru: manual do curso. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

Venâncio SI, Almeida H. Método Mãe-Canguru: aplicação no Brasil, evidencia cientificas e impacto sobre o aleitamento materno. J Pediatr (Rio J.). 2004;80(5 Supl.):S173-S80.

Cardoso ACA, Romiti R, Ramos JLA, Issler H, Sanches MTC. Método Mãe-Canguru: aspectos atuais. São Paulo: Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; 2006.

Lamy ZC, Gomes MASM, Gianini NOM, Hennig MAS. Atenção humanizada ao recém–nascido de baixo peso: Método Canguru; a proposta brasileira. Ciênc Saúde Coletiva. 2005;10(3):659-68.

Silva FF, Prado SRA. Método Mãe–Canguru: um novo paradigma na assistência ao recém-nascido e sua família. Rev Enferm UNISA. 2003.

Neves PN, Ravelli APX. Método Mãe-Canguru: percepções de puérperas [monografia]. Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa; 2010.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Políticas de Saúde. Área de Saúde da Criança. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso – Método Mãe Canguru: manual do curso. Brasília: Ministério da Saúde; 1999.

Charpak N, Figueroa CZ. O Método Mãe-Canguru – pais e familiares dos bebês prematuros podem substituir as incubadoras. Rio de Janeiro: McGraw Hill; 1999.

Lana APB. O livro de estímulo à amamentação – uma visão biológica, fisiológica e psicóloga – comportamental da amamentação. São Paulo: Atheneu; 2001.

Guimaraes GP, Monticelli M. A formação do apego pais/recém-nascido pré-termo e/ou baixo peso no Método Mãe-Canguru: uma contribuição da enfermagem. Rev Gaúch Enferm. 2006.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2011.v2.n4.190

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.