Perfil e Satisfação Profissional do Enfermeiro Oncologista: Retrato de Sergipe

Simone Yuriko Kameo, Larissa Raquel Costa Rocha, Moniery da Silva Santos

Resumo


Objetivo: Traçar o perfil do enfermeiro de unidades ambulatoriais e hospitalares
oncológicas no estado de Sergipe e analisar seu nível de satisfação no trabalho em oncologia. Metodologia: Estudo exploratório, transversal, quantitativo, realizado com 26 enfermeiras que atuam em oncologia em Sergipe. Realizadas entrevistas sobre os aspectos sociodemográficos, acadêmicos, profissionais e avaliação do nível de satisfação profissional, mediante questionário S20/23, no período de julho/dezembro de 2017. Resultados: Todas do sexo feminino, média de 35 anos de idade, maioria sem especialização na área oncológica. Quanto à satisfação profissional global, verificou-se que 45% são parcialmente satisfeitas e 30% totalmente satisfeitas para os fatores abordados, com escore médio de satisfação de 4,22. Conclusão: Ficou evidente a falta de qualificação especializada, predomínio da satisfação no trabalho quanto ao relacionamento com os pacientes. Espera-se que os gestores percebam à importância de um olhar para a saúde e subjetividade de enfermeiros oncológicos para melhoria da assistência.

Palavras-chave: Enfermagem, Oncologia, Competência Profissional.


Texto completo:

PDF

Referências


INCA Instituto Nacional do Câncer. Estimativa 2018: Incidência do câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2017. Available from: https://www.inca.gov.br/publicacoes/livros/estimativa-2018-incidencia-de-cancer-no-brasil.

INCA Instituto Nacional do Câncer. Rio de Janeiro: INCA, 2018. Available from: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/cancer/site/oquee. Acesso: 11 nov. 2018.

JS Freitas, AEBC Silva, Minamisava R, Bezerra ALQ, Sousa MRG. Qualidade dos cuidados de enfermagem e satisfação do paciente atendido em um hospital de Ensino. Rev. latinoam. Enferm. [Internet]. 2014 [cited 2017 Oct 9]; 22(3). Available from: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v22n3/pt_0104-1169-rlae-22-03-00454.pdf

J Soratto, DEP Pires, Trindade LL, Oliveira JSA, Forte ECN, Melo TP. Insatisfação no trabalho de profissionais da saúde na estratégia saúde da família. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2017 [cited 2018 Nov 11]; 26(3): Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010407072017000300325&lng=en.

MCN Silva. O nursing now desembarca no Brasil para evidenciar a força e a capacidade da enfermagem. Enferm Foco. [Internet] 2019 [cited 2019 Set 18]; 10(1). Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2322/494.

MS Carlotto, SG Câmara. Propriedades psicométricas do Questionário de Satisfação no Trabalho (S20/23). 2008. Psico-USF, 13(2), 203-10.

COFEN Conselho Federal de Enfermagem. Enfermagem em números. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2018. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/enfermagem-em-numeros

NA Oliveira, MB Thofehrn, Cecagno D, Siqueira HCH, Porto AR. Especialização em projetos assistenciais de enfermagem: contribuições na prática profissional dos egressos. Texto contexto - Enferm. 2009. Vol.18 nº.4.

FG Lins, SR Souza. Formação dos Enfermeiros para o cuidado em oncologia. Rev enferm UFPE on line. 2018. 12(1):66-74.

VR Silva, LS Velasque, Tonini T. Satisfação profissional de uma equipe de enfermagem oncológica. Rev. Bras. Enferm. [Internet] 2017;70(5):988-95. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672017000500988&lng=en&nrm=iso&tlng=pt.

DS Backes, MS Backes, Lunardi VL, Erdmann AL, Büscher A. Internationalization as a challenge to the impact of globalization: nursing contributions. Rev. Esc. Enferm. USP [Internet]. 2014[cited 2017 nov 23];48(5): 772-777. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n5/pt_0080-6234-reeusp-48-05-772.pdf.

TF Andrade, MMJ Silva. Características dos enfermeiros no atendimento pré-hospitalar: concepções sobre a formação e exercício profissional. Enferm Foco [Internet] 2019; 10 (1): 81-86. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1444.

HX Faria, M Dalbello-Araujo. Precarização do trabalho e processo produtivo do cuidado. Mediações [Internet]. 2011 [cited 2017 nov 23];1(16):142-156. Available from: http://www.uel.br/ revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/7880/8495.

G Druck. Labor. Precarization and resistances: old and new challenges. Cad. CRH [Internet]. 2011 [cited 2017 nov 23];24(1): 37-57. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ccrh/v24nspe1/ a04v24nspe1.pdf.

MM Theme Filha, MAS Costa, Guilam MCR. Occupational stress and self-rated health among nurses. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2013 [cited 2015 Nov 19];21(2):475-83. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n2/0034-7167-reben-69-02-0229.pdf.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n1.2070

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.