AVALIAÇÃO DA PRÁTICA DE ENFERMAGEM NA SEGURANÇA DO PACIENTE ONCOLÓGICO

Sara Maria da Costa Negrão, Mayara Nicodemos da Conceição, Manoel Junior Ferreira Mendes, Jeferson Santos Araujo, Ingrid Magali de Souza Pimentel, Mary Elizabeth de Santana

Resumo


Objetivo: Avaliar as práticas adotadas por enfermeiros para a segurança dos pacientes oncológicos. Metodologia: Estudo exploratório descritivo de abordagem quantitativa, utilizando questionário “Pesquisa sobre Segurança do Paciente em Hospitais” (HSOPSC) da “Agency Healthcare Research and Quality”. A pesquisa foi realizada em um hospital público de referência em atendimento oncológico em Belém-Pará. Resultados: Foram entrevistados 51(43,1%) profissionais de enfermagem, os quais consideram a segurança do paciente como muito boa ou excelente, sendo que os mesmos profissionais não relataram nenhuma notificação. Discussão: É possível detectar contradições nas respostas dos profissionais ao realizar a análise das variáveis abordadas na pesquisa. Além disso, não houve relato das ações adotadas pela enfermagem após a notificação de cada adversidade. Conclusão: A cultura de segurança ainda não se encontra no padrão ideal, sendo necessária a realização de educação permanente e avaliação frequente dos serviços prestados referentes à segurança do paciente oncológico.


Texto completo:

PDF

Referências


Kohn LT, Corrigan JM, Donaldson MS, editors. Institute of Medicine (US) Committee on Quality of Health Care in America. To Err is Human: Building a Safer Health System. Washington (DC): National Academies Press (US); 2000 [Internet]. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25077248

World Health Organization (WHO). A World Alliance for Safer Health Care. More Than Words: Conceptual Framework for the International Classification for Patient Safety. Version 1.1. Final Technical Report. Geneva (Switzerland): World Health Organization; 2009 [Internet]. Available from: https://www.who.int/patientsafety/taxonomy/icps_statement_of_purpose.pdf?ua=1

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 529, de 01 de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Ministério da Saúde; 2013 [Internet]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional De Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 36, de 25 de julho de 2013. Institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde e dá outras providências. Ministério da Saúde - MS. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA; 2013 [Internet]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0036_25_07_2013.html

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.377, de 9 de julho de 2013. Aprova os Protocolos de Segurança do Paciente. Ministério da Saúde; 2013 [Internet]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt1377_09_07_2013.html

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.095, de 24 de setembro de 2013. Aprova os Protocolos de Segurança do Paciente. Ministério da Saúde; 2013 [Internet]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt1377_09_07_2013.html

Brito NTG, Carvalho R. A humanização segundo pacientes oncológicos com longo período de internação. Rev Einst, 2010. v.8; n.2; p. 221-227 [Internet]. Available from: http://www.scielo.br/pdf/eins/v8n2/pt_1679-4508-eins-8-2-0221.pdf

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Dados consolidados INCA 2011 (média mensal / total anual) [Internet]. Available from: http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/boletim_vigilancia_1.pdf

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil. INCA. 2015 [Internet]. Available from: https://www.inca.gov.br/campanhas/dia-nacional-de-combate-ao-cancer/2015/estimativa-2016-incidencia-de-cancer-no-brasil

Stumm EMF, Leite MT, Maschio G. Vivências de uma equipe de enfermagem no cuidado a pacientes com Câncer. Rev Cogit Enf, Jan/Mar. 2008: 13 (1): 75-82 [Internet]. Available from: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/11955/8436

Carrera SA. Cultura de segurança do paciente: a percepção do enfermeiro em um hospital oncológico. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2013 [Tese]. Available from: http://www.repositorio-bc.unirio.br:8080/xmlui/handle/unirio/10830?show=full

Tomazoni A. et al. Cultura de segurança do paciente em unidades de terapia intensiva neonatal: perspectivas da equipe de enfermagem e médica. Rev Lat-Amer de Enf. 2014. v. 22, n. 5 [Internet]. Available from: http://www.revistas.usp.br/rlae/article/view/99291

Contrin M. et al. Eventos adversos na assistência de enfermagem em uma unidade de terapia intensiva. Rev Bras Ter Int. 2009. v. 21, n. 3, p. 276-282 [Internet]. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-507X2009000300007&script=sci_abstract&tlng=pt

Silva, AEBC. Segurança do paciente: desafios para a prática e a investigação em Enfermagem. Rev Elet de Enf. 2010. v. 12, n. 3, p. 422-4 [Internet]. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/v12/n3/v12n3a01.htm

Leitão IMTA. et al. Análise da comunicação de eventos adversos na perspectiva de enfermeiros assistenciais. Rev da Red de Enf do Nord. 2013. v. 14, n. 6. Available from: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/3713

Reis CT. A cultura de segurança do paciente: validação de um instrumento de mensuração para o contexto hospitalar brasileiro. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2013 [Internet]. Available from: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14358

Araujo, MAN et al. Segurança do paciente na visão de enfermeiros: uma questão multiprofissional. Rev Enf em Foco, v. 8, n. 1, p. 52-56, 2017. [Internet]. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/984




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.2129

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.