Boas práticas de Enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva: Desenvolvendo o Histórico de Enfermagem

Marisa Gomes dos Santos, Tatiana Gaffuri da Silva, Alexsandra Martins da Silva, Júlia Valéria de Oliveira Vargas Bitencourt, Eliane Regina Pereira do Nascimento, Katia Cilene Godinho Bertoncello

Resumo


Objetivo: Analisar o significado da prática do histórico de enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva. Método: Estudo qualitativo, realizado em uma Unidade de Terapia Intensiva do sul do Brasil, com nove enfermeiros. A coleta de dados ocorreu por meio de grupo de discussão, tendo como questão disparadora: O que significa a prática do Histórico de Enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva? Os dados foram analisados por meio do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: O estudo deu origem a três discursos com as ideias centrais: O histórico de enfermagem representa a qualificação do cuidado e o empoderamento da enfermagem; A informação como ferramenta do cuidado; O instrumento utilizado para o histórico de enfermagem como construção coletiva. Considerações Finais: O histórico de enfermagem como boa prática confere à profissão, autonomia, empoderamento e visibilidade. Ademais, qualifica e assegura o cuidado oferecido respaldando o exercício profissional.   


Texto completo:

PDF

Referências


Dal Sasso GTM, Barra DCC, Paese F, Ameida SRW de, Rios GC, Marinho MM, Debétio M. Computerized nursing process: methodology to establish associations between clinical assessment, diagnosis, interventions, and outcomes. Rev. esc. enferm. USP[internet]. 2013 [cited 2018 may 25]; 47 (1) 242-249. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342013000100031

Cofen. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução cofen-358, 15 de outubro de 2009. http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

Alvim ALS. O Processo de Enfermagem e suas Cinco Etapas. Enferm Foco [internet]. 2013 [cited 2018 may 25]; 4(2): 140-141. Available from: http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/download/531/214 >

Malucelli A, Otemaler KR, Bonnet M, Cubas MR, Garcia TR. Information system for supporting the nursing care systematization. Rev Bras Enferm [internet]. 2010 [cited 2018 may 25]; 63(4):629-36. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v63n4/20.pdf

Ferreira AM, Rocha EN, Lopes CT, Bachion MM, Lopes JL, Barros ALBL. Nursing diagnoses in intensive care: cross-mapping and NANDA-I taxonomy. Rev Bras Enferm [Internet]. 2016 [cited 2018 5 25]; 69(2): 285-93. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690214i.

Amorim LKA, Souza NVDO, Pires AS, Ferreira ES , Souza MB, Vonk ACRP. O trabalho do enfermeiro: reconhecimento e valorização profissional na visão do usuário. Rev enferm UFPE on line [internet]. 2017 [cited 2018 May 19]; 11(5):1918-25. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/23341/18946

Miranda Neto MV, Rewa T, Leonello VM, Oliveira MAC. Advanced practice nursing: a possibility for Primary Health Care?. Rev Bras Enferm [Internet]. 2018 [cited 2018 May 19]; 71(Supl 1):716-21. [Issue Edition: Contributions and challenges of practices in collective health nursing] http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s1/pt_0034-7167-reben-71-s1-0716.pdf

Brasil. Anvisa. RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº. 63 DE 25 DE NOVEMBRO DE 2011. Dispõe sobre os Requisitos de Boas Práticas de Funcionamento para os Serviços de Saúde. file:///C:/Users/Windows%207/Downloads/RDC_2011-63%20(1).pdf

Backes MTS, Erdmann AL, Büscher A. O ambiente vivo, dinâmico e complexo de cuidados em Unidade de Terapia Intensiva. Rev.Latino-Am. [Internet]. 2015 Enfermagem [cited 2018 May 31];23(3):411-8 Available from: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v23n3/pt_0104-1169-rlae-0568-2570.pdf

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.htm

Bordinhão RC, Almeida MA. Instrumento de coleta de dados para pacientes críticos fundamentado no modelo das necessidades humanas básicas de Horta. Rev. Gaúcha Enferm [Internet]. 2012 [cited 2018 June 01]; 33( 2 ): 125-131. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472012000200018&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472012000200018.

Polit DF, Beack CT. Prática de enfermagem baseada em evidências. In: Fundamentos da pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática de enfermagem. 7ª Ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

Lefévre F. Discurso do Sujeito Coletivo-nossos modos de pensar - nosso eu coletivo. 2017.

Soares MI, Resck ZMR, Terra FS, Camelo SHH. Sistematização da assistência de enfermagem: facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência. Esc. Anna Nery [internet]. 2015 [cited 2018 may 18]; 19 (1)47-53. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0047.pdf

Smith LM, andrusyszyn MA, laschinger HKS. Effects of workplace incivility and empowerment on newly graduated nurses organizational commitment. Journal of Nursing Management. [internet]. 2010 [cited 2018 may 18]; 18; 1004–1015. Available from: https://sci-hub.tw/10.1111/j.1365-2834.2010.01165.x

Kamille RS, Igho LNC, Antônio GAP. Implementação da sistematização da assistência de enfermagem em clínica médico-cirúrgica: limites e possibilidades. Suplemento - Artigos de revisão [internet]. 2016 [cited 2018 may 18]; 37-44. Available from: file:///C:/Users/Windows%207/Downloads/15053-108280-1-PB.pdf.

OMS Organização Mudial da Saúde – OMS. Guia para a documentação e Partilha das Melhores Práticas em Programas de Saúde. OMS – Escritório Regional Africano Brazzaville; 2008. Disponível em:

Diniz SOS, Silva PS, Figueiredo NMA, Tonini T. Qualidade dos registros de enfermagem: reflexões analíticas em suas formas e conteúdos. Rev Enferm UFPE [internet]. 2015 [cited 2018 may 18]; 9(10):9616-23. Available from: file:///C:/Users/Windows%207/Downloads/10908-23668-1-PB.pdf

Barral LNM, Laís Helena Ramos LH, Maria Aparecida Vieira MA, Dias OV, Souza LPS. Análise dos registros de enfermagem em prontuários de pacientes em um Hospital de Ensino. Rev. Min. Enferm. [internet]. 2012 [ cited 2018 may 25]; 16(2): 188-193. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0047.pdf

Barbosa SF, Tronchin DMR. Manual for monitoring the quality of nursing home care records. Rev Bras Enferm. [internet]. 2015 [ cited 2018 may 25]; 68(2):253-60. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680210i

Assunção RC, Dalri MCB. Avaliação dos aspectos éticos e legais dos registros de enfermagem. Ciênc Cuid Saúde [Internet]. 2010 [cited 2018 May 26];9(4):676-81. Available from: http://www.periodicos. uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/ 13812/7184

Frota LA, Camponogara S, Arboit EL, Tolfo F, Beck CLC, Freitas EO. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2015 jul./set.;17(3). Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i3.31608.

Souza LD, Lunardi Filho WD, Thofehrn MB. Visibility of nursing work in the context of the clinical model of health care Rev enferm UERJ, Rio de Janeiro, 2015 mai/jun; 23(3):407-12. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2015.6100

Miranda NMV , Rewa T, Leonello VM, Oliveira MAC. Advanced practice nursing: a possibility for Primary Health Care?. Rev. Bras. Enferm. [Internet]. 2018 [cited 2018 June 01] ; 71( Suppl 1 ): 716-721. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672018000700716&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0672.

Rocha EM, Vilela ABA, Oliveira DC, Silva DM, Alves MR, Meira SS. Falily health strategy personnels representational structures regarding domestic violence against older adults. Rev enferm UERJ. [internet]. 2015 [cited 2018 may 18]; 23(2):178-84. Available from: http://www.facenf.uerj.br/v23n2/v23n2a06.pdf

Souza MFG de, Santos ADB dos, Monteiro A. The nursing process in the opinion of the nursing staff of a teaching hospital. Rev bras enferm. [internet]. 2013 [cited 2018 may 18]; 66(2): 167-73. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66n2/03.pdf

Marinelli NP, Silva ARA, Silva DNO. Sistematização da assistência de enfermagem -desafios para a implantação. Revista enfermagem contemporânea [internet]. 2016 [cited 2018 may 23]; 4(2):254-263. Available from: file:///C:/Users/Windows%207/Downloads/523-3089-1-PB.pdf

Soares MI, Resck ZMR, Terra FS, Camelo SHH. Sistematização da assistência de enfermagem: facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência. Esc Anna Nery [internet]. 2015 [cited 2018 may 23]; 19(1):47-53. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v19n1/1414-8145-ean-19-01-0047.pdf

Acioli S, Kebian LVA, Faria MGA, Ferraccioli P, Correa VAF. Práticas do enfermeiro na atenção básica. Rev enferm UERJ [internet]. 2014 [cited 2018 may 23]; 22(5):637-42. Available from: file:///C:/Users/Windows%207/Downloads/12338-54576-1-PB.pdf

DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2015.6100.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n1.2327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.