CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE UM HISTÓRICO DE ENFERMAGEM PARA CONSULTA PRÉ-NATAL

Daniel Soares Tavares, Martha Souza, Claudia Zamberlan, Silvia Matumoto, Claudete Moreschi, Aline Medianeira Gomes Correa

Resumo


Objetivo: Construir e validar um modelo de Histórico de Enfermagem para consulta pré-natal. Método: Trata-se de uma pesquisa metodológica do tipo desenvolvimento, realizada entre maio de 2018 e fevereiro de 2019. A análise e validação de conteúdo ocorreram por meio da Técnica de Delphi, utilizando uma escala Likert. Para validação os itens do instrumento apresentaram índice de validade do conteúdo maior ou igual a 0,80. Resultados: O instrumento final conta com 57 itens validados, os quais contemplam as necessidades humanas básicas das gestantes, e local para registro do exame físico. O modelo possibilita, ainda, levantar dados das gestantes e observar seus problemas potenciais. Conclusão: O instrumento construído e validado representa oferta de tecnologia para o enfermeiro na atenção primária à saúde e evidencia o conhecimento científico envolvido na sistematização da assistência de enfermagem.


Texto completo:

PDF

Referências


Meneses ARC, et al. Dificuldades dos acadêmicos de enfermagem na aplicabilidade da sistematização da assistência de enfermagem. Rev Fun Care Online. 2019; 11(1): 181-185.

Nicolau S, et al. Implementação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) no Serviço de Atendimento Movel de Urgência (SAMU). Rev Fund Care Online. 2019; 11(n.esp): 417-424.

Jost M T, Viegas K, Caregnato RCA. Sistematização da assistência de enfermagem perioperatória na segurança do paciente: revisão integrativa. Rev Sobecc. 2018; 23(4): 218-225.

Cofen. Resolução nº 358 de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem, SAE e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem e dá outras providências [Internet]. 2009; Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html.

Oliveira RS, et al. Reflexões sobre as bases científicas e fundamentação legal para aplicação da sistematização da assistência de enfermagem. Rev Uniabeu. 2015; 8(20): 350-359.

Rodrigues IR, et al. Elementos constituintes da consulta de enfermagem no pré-natal na ótica de gestantes. Rev Rene. 2016; 17(6): 774-781.

Ramos ASMB, et al. A assistência pré-natal prestada pelo enfermeiro sob a ótica das gestantes. Rev Interdisciplinar. 2018; 11(2): 87-96.

Muniz F, Rocha F, Ramos A, Nunes SF. Assistência de enfermagem no pré-natal de baixo risco na atenção primária. JMPHC [Internet]. 19 dez. 2018 [citado 7 fevereiro 2019]; 9. Disponível em: http://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/433.

Lima NDC, Silva VM, Beltrão BA. Construção e validação de instrumento de coleta de dados em unidade neonatal. Rev Rene. 2009; 10(3): 97-106.

Guimarães FJ, Carvalho ALRF, Pagliuca LMF. Elaboração e validação de instrumento de avaliação de tecnologia assistiva. Rev Eletr Enf. 2015; 17(2): 302-311.

Rozados HBF. O uso da técnica Delphi como alternativa metodológica para a área da Ciência da Informação. Rev Em Questão. 2015; 21(3): 64-86.

Vinuto J. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Rev Temáticas. 2014; 44(22): 203-220.

Alexandre NMC, Coluci MZ. O. Validade de conteúdo nos processos de construção e adaptação de instrumentos de medidas. Rev Cien Saúde Colet. 2011; 16(7): 3061-3068.

Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Resolução nº. 466 de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e normas sobre pesquisas com seres humanos. Diário Oficial da União 13 de junho de 2013.

Nunes ECDA, Filho NAM. Sistematização da alta de enfermagem - uma análise fundamentada em Roy. Rev Cogitare Enferm. 2016; 21(2); 01-09.

Neto JMR, Fontes WD, Nóbrega MML. Instrumento de coleta de dados de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva Geral. Rev Bras Enferm. 2013: 66(4); 535-542.

Santos N, Veiga P, Andrade R. Importância da anamnese e do exame físico para o cuidado do enfermeiro. Rev Bras Enferm. 2011; 64(2): 355-358.

Silva JP, Garanhani ML, Guariente MHDM. Sistematização da assistência de enfermagem e o pensamento complexo na formação do enfermeiro: análise documental. Rev Gaúcha Enferm. 2014: 35(2); 128-134.

Correia S, Santos A, Silva J, Comassetto I, Lima G, Ferreira D. Cuidados de Enfermagem prestada à parturiente adolescente sob a luz da Teoria de Wanda Horta Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2017; 9(3): 857-866.

Barros LMN. Melhoria na atenção ao pré-natal na unidade básica de saúde samaritana, Parnaíba-Piauí. Maranhão. Monografia [Pós-Graduação em Atenção Básica em Saúde] - Universidade Federal do Maranhão; 2016.

Horta W. Processo de enfermagem. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo; 1979.

Domingos CS, et al. Construção e validação de conteúdo do histórico de enfermagem guiado pelo referencial de Orem. Rev Min Enferm. 2015; 19(2): 165-175.

Neto JMR, Fontes WD, Nóbrega MML. Instrumento de coleta de dados de enfermagem em unidade de terapia intensiva geral. Rev Bras Enferm. 2013; 66(4): 535-542.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n7.2333

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.