Representações Sociais de Mães sobre o Cuidado ao Filho com Câncer

Eliane dos Santos Bomfim, Bruno Gonçalves de Oliveira, Rita Narriman Silva de Oliveira Boery

Resumo


Objetivo: Apreender as representações sociais de mães sobre a condição de ter um filho com câncer. Método: Pesquisa qualitativa, fundamentada no referencial Teórico das Representações Sociais. Realizada em uma Unidade de Tratamento Oncológico, com 19 mães de criança com diagnóstico de câncer, através da técnica projetiva desenho-estória com Tema e a entrevista semiestruturada, em janeiro a março de 2016. Resultados: Após análise dos dados, emergiram as
seguintes categorias temáticas: Impacto do câncer infantil; e processo de enfrentamentos de mães ao filho com câncer, sendo que esta última categoria se desdobrou em duas subcategorias: A espiritualidade no processo de enfrentamento da doença; e Apoio familiar e social no processo da doença. Conclusão: O estudo evidenciou que os cuidados específicos das mães expressos através da proteção, afeto e amor visam atender as necessidades ao filho com câncer. Essa experiência de cuidar traz dificuldades ocasionadas pela adaptação à nova realidade social.

Descritores: Cuidado; Mãe; Criança; Câncer; Representação.


Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva; organização Mario Jorge Sobreira da Silva. – 3. ed. rev. atual. – Rio de Janeiro: Inca, 2017 [cited 2018 Jan 23]. Available from: http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/livro-abc-3ed-8a-prova.pdf.

Costa MADJ, Agra G, Santos NCCB et al. Experiências de mães de crianças com câncer em cuidados paliativos. Rev enferm UFPE on line., Recife [Internet] 2018 [cited 2018 Jun 23]; 12(5):1355-64. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/235877/28885.

Ferrazza A, Muniz RM, Pinto BK et al. A sobrevivência ao câncer na perspectiva da família. Rev enferm UFPE on line., Recife [Internet] 2016 [cited 2018 Jun 23]; 10(3):1022-8. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/11054/12469.

Alves KMC, Comassetto I, Almeida TG et al. A vivência dos pais da criança com câncer na condição de impossibilidade terapêutica. Texto contexto - enferm., Florianópolis [Internet] 2016 [cited 2018 Jun 23]; 25 (2): e2120014. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072016000200322&script=sci_abstract&tlng=pt.

Nascimento CAD, Cartaxo CMB, Lopes KAM, Bushatsky M, Batista AF. Leucemia Mieloide Aguda (lMA): As condições psicológicas do paciente adulto. Psicologia em Revista, Belo Horizonte [Internet]2016 [cited 2016 Jul 03];22(2):336-355. Available from: http://periodicos.pucminas.br/index.php/psicologiaemrevista/article/view/P.1678-9523.2016V22N2P336.

Mendes EC. Cuidados paliativos e câncer: uma questão de direitos humanos, saúde e cidadania. [Tese de Doutorado em Ciências]. Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca: Rio de Janeiro; 2017.

Waldow VR. Cuidado humano: o resgate necessário. Porto Alegre: Sagra Luzzatto; 1998. 204p.

Moscovici S. Representações sociais: Investigações em Psicologia Social. Rio de Janeiro: Vozes; 2010.

Jovchelovitch S. Representações sociais: Para uma fenomenologia dos saberes sociais. Psicologia e sociedade. 1998.

Jodelet D. As Representações Sociais. Rio de Janeiro: UFRJ; 2001.

Sá CP. A Construção do objeto de pesquisa em representações sociais. Rio de Janeiro: Eduerj; 1998.

Moscovici S. O fenômeno das representações sociais. In: Representações Sociais. Investigações em psicologia social. Petropolis: Vozes; 2003.

Trinca W. Investigação clínica da personalidade: O desenho livre como estímulo de a percepção temática. 3ª ed. São Paulo (SP): EPU, 2003.

Coutinho MPL, Serefim RCNS. Aplicabilidade do desenho-estória com tema no campo da pesquisa. In: Coutinho MPL. Métodos de pesquisa em Psicologia social perspectivas qualitativas e quantitativas. João pessoa: editora universitária; 2011.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

Minayo MCS, Assis SG, Souza ER. Avaliação por triangulação de métodos: Abordagem de Programas Sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2010.

Silva PLN, Xavier GC, Oliveira VV et al. Câncer infantil: vivências de crianças em tratamento oncológico. Enferm. Foco [Internet]. 2016 [cited 2018 Aug 16]; 7 (3/4): 51-55. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/916.

Jodelet D. Representações sociais: um domínio em expansão. In: Jodelet D (Org.). As representações sociais. Rio de Janeiro (RJ): EDUERJ; 2001.

Moreira DA, Freire EFM, Oliviera VGR, Silva PLN, Fonseca JR. Meu filho está com câncer: mudanças vivenciadas pelas crianças segundo as mães. Rev Enferm UFSM [Internet] 2014[cited 2016 Jul 16];4(3):584-593. Available from: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/10435.

Abric JC. A abordagem estrutural das representações sociais. In: Moreira ASP, Oliveira DC. Estudos interdisciplinares de representação social. Goiânia: AB; 2000.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n1.2337

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.