CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICACLÍNICA E DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM NA ENFERMARIA PEDIÁTRICA

Suelen Reiniack, Jamile Pascoal Franco Gonçalves, Alexandre Sousa da Silva, Teresa Tonini

Resumo


Objetivo: caracterizar o perfil de pacientes internados na enfermaria de pediatria e identificar os Diagnósticos de Enfermagem mais prevalentes, de acordo com a taxonomia NANDA-I. Metodologia: estudo descritivo realizado a partir de prontuários de 100 pacientes. Foram consideradas variáveis como: idade, gênero, sistema de classificação de pacientes, diagnóstico clínico e de enfermagem. Utilizou-se o programa Rcommander® para realização da análise exploratória e testes de hipóteses nãoparamétricos, sendo considerado nível de significância de 5%. Resultado: predominância do sexo masculino (71%), idade média de 7,32 anos, o Cuidado Intermediário (49%) foi o mais frequente, Pediatria foi a clínica com maior número de internações (39%), encontrados 44 diagnósticos médicos e 46 diagnósticos de enfermagem, sendo 27 considerados preponderantes. Conclusão: a realização do diagnóstico situacional possibilita um caráter norteador para as demais etapas do Processo de Enfermagem e direciona as ações de cuidado, contribuindo para a melhora contínua da qualidade e segurança dos cuidados.

Descritores: Processo de Enfermagem, Diagnósticos de Enfermagem, Enfermagem Pediátrica.

CLINICAL SOCIODEMOGRAPHICAL AND DIAGNOSTIC CHARACTERIZATION OF NURSING IN PEDIATRIC NURSING

Ojective: to characterize the profile of hospitalized patients in the pediatric ward and to identify the most prevalent Nursing Diagnoses, according to the NANDA-I taxonomy. Methodology: descriptive study based on medical records of 100 patients. Variables such as: age, gender, patient classification system, clinical and nursing diagnosis were considered. The Rcommander® program was used to perform the exploratory analysis and tests of non-parametric hypotheses, being considered level of significance of 5%. Results: predominance of males (71%), mean age of 7.32 years, Intermediate Care (49%) was the most frequent, Pediatrics was the clinic with the greatest number of hospitalizations (39%), 44 medical and 46 nursing diagnoses, of which 27 were considered as preponderant. Conclusion: the accomplishment of the situational diagnosis allows a guiding character for the other stages of the Nursing Process and directs care actions, contributing to the continuous improvement of quality and safety of care.

Descriptors: Nursing Process; Nursing Diagnostics; Pediatric Nursing.

CARACTERIZACIÓN SOCIODEMOGRÁFICA Y DIAGNÓSTICA CLÍNICA DE ENFERMERÍA EN ENFERMERÍA PEDIÁTRICA

Objetivo: caracterizar el perfil de pacientes internados en la enfermería de pediatría e identificar los Diagnósticos de Enfermería más prevalentes, de acuerdo con la taxonomía NANDA-I. Metodología: estudio descriptivo realizado a partir de prontuarios de 100 pacientes. Se consideraron variables como: edad, género, sistema de clasificación de pacientes, diagnóstico clínico y de enfermería. Se utilizó el programa Rcommander® para realizar el análisis exploratorio y pruebas de hipótesis no paramétricas, siendo considerado nivel de significancia del 5%. Resultado: En la mayoría de los casos, el cuidado intermedio (49%) fue el más frecuente, la Pediatría fue la clínica con mayor número de internaciones (39%), encontrados 44 diagnósticos médicos y, 46 diagnósticos de enfermería, siendo 27 considerados preponderantes. Conclusión: la realización del diagnóstico situacional posibilita un carácter orientador para las demás etapas del proceso de enfermería y dirige las acciones de cuidado, contribuyendo a la mejora continua de la calidad y seguridad del cuidado.

Descriptores: Proceso de Enfermería; Diagnósticos de Enfermería; Enfermería Pediátrica.


Texto completo:

PDF

Referências


Souza ATF. Proposta de instrumento para avaliação da implantação da sistematização da assistência de enfermagem - SAE: construção e validação. [Dissertação]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; 2016.

Tannure MC, Pinheiro AM. SAE: Sistematização da Assistência de Enfermagem: Guia Prático. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011.

Benedet SA, Gelbcke FL, Amante LN, Padilha MIS, Pires DP. Nursing process: systematization of the nursing care instrument in the perception of nurses. J res fundam care online [Internet]. 2016 [cited 2018 Oct 5];8(3). Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/4237

Brasil. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução n.º 358, de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a sistematização da assistência de enfermagem e a implementação do processo de enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem, e dá outras providências. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil]. Brasília, Oct 2009 [cited 2017 Apr 10]. Available from: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen3582009_4384.html

Luvisaro BMO, Lima GS, Freire EMR, Martinez MR. Diagnóstico situacional em unidade de terapia intensiva: relato de experiência. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde – RAHIS [Internet]. 2014 [cited 2018 Sept 3];11(2). Available from: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/rahis/article/view/2012

Andrade JS, Mattos MCT, Vieira MJ, organizadoras. Experiências em Sistematização da Assistência de Enfermagem. Aracaju: editora; 2016 [cited 2018 Oct 10]. Available from: http://se.corens.portalcofen.gov.br/wp-content/uploads/2017/02/parte-1.pdf

Silva RS, Almeida ARLP, Oliveira FA, Oliveira AS, Sampaio MRFB, Paixão GPN. Sistematização da Assistência de Enfermagem na perspectiva da equipe. Enferm Foco [Internet]. 2016 [cited 2019 Jun 24];7(2):32-36. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/803/328

Oliveira ALG, Silvino ZR. Prevalência de diagnósticos de enfermagem NANDA-I em um hospital pediátrico. Nursing (São Paulo) [Internet]. 2017 Ago [cited 2018 Sept 22];20(231):1792-1796. Available from: http://pesquisa.bvsalud.org/enfermagem/resource/pt/bde-31482

Chaves LD, Solai C. Sistematização da assistência de enfermagem: considerações teóricas e aplicabilidade. 2 ed. São Paulo: Martinari; 2015.

Ferreira AM, Rocha EN, Lopes CT, Bachion MM, Lopes JL, Barros ALBL. Diagnósticos de enfermería en terapia intensiva: mapeo cruzado y taxonomía de la NANDA-I. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2016 Mar/Apr [cited 2018 Sept 5];69(2):307-15. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n2/0034-7167-reben-69-02-0307.pdf

Nanda International. Diagnósticos de Enfermagem da NANDA: definições e classificação 2015-2017. Tradução: Regina Machado Garcez. 10ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2015.

INCA. Instituto Nacional de Câncer. Incidência, mortalidade e morbidade hospitalar por câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens no brasil: informações dos registros de câncer e do sistema de mortalidade [Internet]. Brasil; 2017 [cited 2019 Feb 11]. Available from: http://www1.inca.gov.br/wcm/incidencia/2017/pdf/incidencia.pdf

Dini AP, Guirardello EB. Sistema de classificação de pacientes pediátricos: aperfeiçoamento de um instrumento. Rev esc enferm USP [Internet]. 2014 [cited 2018 Aug 12];48(5):787-93. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v48n5/pt_0080-6234-reeusp-48-05-787.pdf

Brasil. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução n.º 543, de 18 de abril de 2017. Atualiza e estabelece parâmetros para o Dimensionamento do Quadro de Profissionais de Enfermagem nos serviços/locais em que são realizadas atividades de enfermagem. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil]. Brasília, Apr 2017 [cited 2018 Oct 10]. Available from: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-5432017_51440.html

Reichert APS, Rodrigues PF, Albuquerque TM, Collet N, Minayo MCS. Bond between nurses and mothers of children younger than two years: perception of nurses. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2016 [cited 2018 Aug 5];21(8):2375-2382. Available from: http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n8/1413-8123-csc-21-08-2375.pdf

Cruz AF, Rodríguez SP, Fernández IDP, Rabí MH. Sistema de acciones para desarrollar la habilidad diagnosticar en el Proceso de Atención de Enfermerí. Humanidades Médicas [Internet]. 2015 [cited 3018 Aug 10];15(2):294-306. Available from: https://www.medigraphic.com/cgi-bin/new/resumen.cgi?IDARTICULO=60488

Paiano LAG, Matos FGOA, Richetti MAA, Casarolli ACG, Girardello DTF, Barbosa HB, et al. Padronização das ações de enfermagem prescritas para pacientes clínicos e cirúrgicos em um hospital universitário. R Enferm Cent O Min. [Internet]. 2014 [cited 2018 Nov 11];4(3). Available from: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/557

Barros ALBL, Sanchez CG, Lopes JL, Dell’Acqua MCQ, Lopes MHBM, Silva RCG; Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo. Processo de enfermagem: guia para a prática. São Paulo: COREN-SP; 2015 [cited 2018 Sept 20]. Available from: http://www.coren-sp.gov.br/sites/default/files/SAE-web.pdf

Kirchesch CL. Estratégias para implementar a sistematização da assistência de enfermagem nos serviços de saúde: revisão integrativa. R Interd. [Internet]. 2016 [cited 2019 Jan 11];9(4):173-180. Available from: https://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/1100

Pereira GN, Abreu RNDC, Bonfim IM, Rodrigues AMU, Monteiro LB, Sobrinho JM. Relação entre sistematização da assistência de enfermagem e segurança do paciente. Enferm Foco [Internet]. 2017 [cited 2019 Jun 24];8(2):21-25. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/985/389




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n7.2426

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.