DEPRESSÃO PÓS-PARTO: IDENTIFICAÇÃO DE SINAIS, SINTOMAS E FATORES ASSOCIADOS EM MATERNIDADE DE REFERÊNCIA EM MANAUS

Sarah Regina Aloise, Alaidistania Aparecida Ferreira, Raquel Faria da Silva Lima

Resumo


Objetivos: Identificar sinais e sintomas de Depressão Pós-Parto (DPP) e fatores associados em mulheres no puerpério mediato, entre 48h e 72h.Metodologia: estudo descritivo transversal com abordagem quantitativa realizado em maternidade de referência de Manaus- AM de junho a setembro de 2018. Foram aplicadas a versão brasileira da escala Edinburgh Postnatal Depression Scale- EPDS e formulário socioeconômico e obstétrico.Resultados: 15,06% das 166 participantes apresentaram sinais e sintomas de DPP, porém não houve associação entre possível DPP e fatores socioeconômicos e clínicos-obstétricos.Conclusões: o percentual de puérperas com score sugestivo de DPP encontra-se na média de outras pesquisas nacionais e a pesquisa mostrou ser eminente a identificação precoce de sinais e sintomas de DPP ainda no ambiente hospitalar 48h a 72h após o parto.

Descritores: Depressão Pós-Parto, Período Pós-Parto, Sinais e Sintomas

 

POSTPARTUM DEPRESSION: IDENTIFICATION OF SIGNS AND SYMPTOMS AND ASSOCIATED FACTORS IN REFERENCE MATERNITY HOSPITAL IN THE CITY OF MANAUS

Objectives: To identify signs and symptoms of Postpartum Depression (PPD) and associated factors in women in postpartum between 48h and 72h.Methods: cross-sectional descriptive study with a quantitative approach performed in a reference maternity hospital of Manaus-AM from June to September 2018. The instruments used were the Brazilian version of the Edinburgh Postnatal Depression Scale-EPDS and socioeconomic and obstetric form. Results: 15.06% of 166 participants presented signs and symptoms of PPD, but there wasn’t association between PPD and socioeconomic and clinical-obstetric factors. Conclusions: the percentage of postpartum women with a suggestive score of PPD is in the mean of other national surveys, and the research showed that is important the early identification of signs and symptoms of PPD at hospital in 48h-72h postpartum. Descriptors: Depression, Postpartum; Postpartum Period; Signs and Symptoms.

 

DEPRESIÓN POST-PARTO: IDENTIFICACIÓN DE SIGNOS, SÍNTOMAS Y FACTORES ASOCIADOS EN LA MATERNIDAD DE REFERENCIA EN MANAUS

Objetivos: identificar signos y síntomas de Depresión Post-parto (DPP) y factores asociados en mujeres en puerpério mediato, entre 48h y 72h.Metodología: estudio descriptivo transversal con abordaje quantitativo realizado en maternidad de referencia de Manaus-AM de junio a septiembre de 2018. Los instrumentos utilizados fueron la versión brasileña de la escala Edinburgh Postnatal Depression Scale- EPDS y formulario socioeconómico y obstetrico. Resultados: 15,06% de 166 de las participantes presentaban signos y síntomas de DPP, pero no hicieron asociación entre posible DPP y factores socioeconómicos y clínicos-obstétricos. Conclusión: El porcentaje de puérperas con puntuación sugestivo de DPP se encuentra en la media de otras pesquisas nacionales y la pesquisa mostró ser importante la identificación precoz de signos y síntomas de DPP en el ambiente hospitalario 48h a 72h pasado el parto.

Descriptores: Depresión Posparto, Período Posparto, Signos y Síntomas.


Referências


- Pereira FM. Sintomas depressivos no puerpério: uma revisão de literatura [Internet]. São Paulo: Marília; 2011. Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/bvsvs/resource/pt/ses-31110

- Valença CN, Germano RM. Prevenindo a depressão puerperal na estratégia saúde da família: Ações do enfermeiro no pré-natal. Rev Rene. Fortaleza. 2010; 11(2):129-39.

- Barbosa RCA. Prevalência e Incidência de Depressão Pós-Parto e Sua Associação com o Apoio Social [dissertação]. Recife, PE: Universidade Federal de Pernambuco; 2008. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/9231/1/arquivo4156_1.pdf

- Moraes GPA, Lorenzo L, Pontes GAR, Montenegro MC, Cantilino A. Screening and diagnosing postpartum depression: when and how? Trends Psychiatry Psychother. 2017;39(1) – 54-61. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/trends/v39n1/2237-6089-trends-39-01-00054.pdf

- Theme Filha MM, Ayers S, Gama SGN, Leal MC. Factors associated with postpartum depressive symptomatology in Brazil: The Birth in Brazil National Research Study, 2011/2012. J Affect Disord. 2016; 194:159–67.

- Kingston D, Kehler H, Austin MP, Mughal MK, Wajid A, Vermeyden L, et al. Trajectories of maternal depressive symptoms during pregnancy and the first 12 months postpartum and child externalizing and internalizing behavior at three years. PLoS ONE. 2018 Apr 13; (4). Disponível em: https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0195365

- Brasil. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução no 3/2001. Diário Oficial da União, Brasília. 2001 Nov 9; Sect 1: 37.

- Schardosim J M, Heldt E. Escalas de rastreamento para depressão pós-parto: uma revisão sistemática. Rev Gaúcha Enferm. (Online), Porto Alegre. 2011 Mar; 32(1):159-66. Disponível em:

- Cox JL, Holden JM, Sagovsky R. Detection of postnatal depression: development of the 10-item Edinburgh Postnatal Depression Scale. Br J Psychiatry. 1987; 150:782-86.

- Santos IS, Matijasevich A, Tavares BF, Barros AJD, Botelho IP, Lapolli C, et al. Validation of the Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS) in a sample of mothers from the 2004 Pelotas Birth Cohort Study. Cad Saúde Pública. Rio de Janeiro. 2007; 23(11):2577-88.

- Menezes FL, Oliveira AMN, Lemos LAP, Silva PA, Kerber NPC, Silva MRS. Frequência da depressão puerperal na maternidade de um hospital universitário da Região Sul. Rev Enfermeria Global. 2012 Jul; (27): 419-29. Disponível em Acesso em 22 de maio de 2017.

- Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução no 466/2012. Diário Oficial da União. Brasília. 2012 Dez 12.

- Hartmann JM, Sassi RAM, Cesar JA. Depressão entre puérperas: prevalência e fatores associados. Cad Saúde Pública. 2017; 33(9):e00094016.

- Araújo IS, Aquino KS, Fagundes LKA, Santos VC. Postpartum Depression: Epidemiological Clinical Profile of Patients Attended In a Reference Public Maternity in Salvador-BA. Rev Bras Ginecol Obstet. 2019;41(3):155–63. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/rbgo/item/791-revista-brasileira-de-ginecologia-e-obstetricia-2019-vol-41-n-03

- Figueira P, Corrêa H, Malloy-Diniz L, Romano- Silva MA. Escala de depressão pós-natal de Edimburgo para triagem no sistema único de saúde. Rev Saúde Pública. 2009; 43 Suppl 1:79-84.

- Buist A, Janson H. Childhood sexual abuse, parenting and postpartum depression: A 3-year follow-up study. Child Abuse Negl. 2001; 25, 909-21.

- Melo SB, Jordão RRR, Guimarães FJ, Perrelli JGA, Cantilino A, Sougey EB. Sintomas depressivos em puérperas atendidas em Unidades de Saúde da Família. Rev Bras Saúde Mater Infant. Recife. Jan-mar 2018; 18(1): 171-77.

- Morais MLS, Fonseca LAM, David VF, Viegas LM, Otta E. Fatores psicossociais e sociodemográficos associados à depressão pós-parto: Um estudo em hospitais público e privado da cidade de São Paulo, Brasil. Estud Psicol (Natal). 2015 Jan-Mar; 20(1): 40-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1678-4669.20150006

- Félix TA, Ferreira AGN, Siqueira DA, Nascimento KV, Ximenes Neto FRG, Mira QL. Atuação da enfermagem frente à depressão pós-parto nas consultas de puericulturas. Rev Enfermería Global. 2013 Jan; (29): 420-35.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n3.2455

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.