Ocorrência do diagnóstico de enfermagem síndrome de terminalidade em pacientes oncológicos

Antonia Rios Almeida, Rosimere Ferreira Santana, Dayana Medeiros do Amaral, Daniel Espirito Santo da Silva

Resumo


Objetivo: identificar o diagnóstico de enfermagem Síndrome de Terminalidade em pacientes em cuidados paliativos oncológicos. Método: estudo clínico transversal desenvolvido no Instituto Nacional do Câncer – INCA com 217 pacientes. Resultados: maioria do sexo feminino (57,1%), idade 61 a 70 (33,6%), câncer de orofaringe (23,6%) mama (23,4%). Os principais diagnósticos encontrados como componentes da síndrome foram: Dor crônica (83,9%); Náusea (76%) e Nutrição desequilibrada: menor que as necessidades corporais (76%); Fadiga (75,5%), Ansiedade (72,0%), Padrão respiratório ineficaz (44,0%); Conforto prejudicado (53,4%), Sofrimento espiritual (42,0%), Constipação (49,0%); Distúrbio do padrão do sono (28,5%). Como fatores relacionados: Cuidados paliativos (100%) e Doença em estágio avançado (100%) Conclusões: estudo demonstrou a ocorrência da Síndrome de terminalidade de modo simultâneo e em conjunto. Com isso o enfermeiro tem em seu processo de enfermagem um diagnóstico sindrômico que proporciona julgamento clínico acurado em cuidados paliativos.

Descritores: Cuidados paliativos, Diagnóstico de enfermagem, Cuidados Paliativos na Terminalidade da Vida.


Texto completo:

PDF

Referências


Diagnósticos de Enfermagem da NANDA: definições e classificações 2018-2020/ NANDA internacional; Organizadoras: T. Healther Herdman, Shigemi Kamitsuru; tradução; Regina Machado Garcez; revisão técnica: Alba Lucia Bottura Leite de Barros [et. al.] Porta Alegre: Artmed, 2015. xx, 468p. il. 23 cm. p. 16.

Manual de residência de cuidados paliativos. Abordagem multidisciplinar. Vários editores. Barueri-SP. Ed. Manole, 2018.

Organização Mundial da Saúde (OMS). 2017. http://www.who.int/eportuguese/partners/pt/. Acesso em 21/05/2017.

Manual de Oncologia Clínica do Brasil (MOC): Cuidados paliativos. 2017. Editores: Ferrian AM, Prado BL. Editores da série MOC: Buzaid AC, Maluf FC.

Campbell, ML. Nurse to nurse: Cuidados paliativos em enfermagem. Tradução: Ritomy M. Revisão técnica: Ambrosini L, VieiraRW. Porto Alegre: AMGH ltda; 2011.

ECOG-Acrin- Cancer Rearch Group: Reshaping the fututre of patient care. 2017. cited 2018 march 10; Available from: http://ecog-acrin.org/resources/ecog-performance-status.

Monteiro DR, Almeida MA, Kruse MHL. Tradução e adaptação transcultural do instrumento Edmonton Symptom Assessment System para uso em cuidados paliativos. Rev. Gaúcha Enferm. [Internet]. 2013 June [cited 2018 Mar 10] ; 34( 2 ): 163-171. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472013000200021&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472013000200021.

Silva RS, Amaral JB, Malagutti W. Enfermagem em cuidados paliativos: cuidando para uma boa morte. São Paulo: Martinari; 2019

FRIELD, A.P. Discovering Statistics Using SPSS (Introducing Statistical Methods series). London, England: SAGE, 2009

TRIOLA, M.F. Introdução à Estatística. 10. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2011

MEDRONHO, R.A.; et al. Epidemiologia. 2ª ed. São Paulo: Atheneu, 2009

Ward Sullivan C, Leutwyler H, Dunn LB, Miaskowski C. A review of the literature on symptom clusters in studies that included oncology patients receiving primary or adjuvant chemotherapy. J Clin Nurs. 2018 Feb;27(3-4):516-545. doi: 10.1111/jocn.14057. Epub 2017 Oct 10. PubMed PMID: 28859255; PubMed Central PMCID: PMC5823712. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5823712/

Hui D, Dev R, Bruera E. The last days of life: symptom burden and impact on nutrition and hydration in cancer patients. Curr Opin Support Palliat Care. 2015 Dec;9(4):346-54. doi: 10.1097/SPC.0000000000000171. PubMed PMID: 26509860; PubMed Central PMCID: PMC4792116. Web 2019 may 26. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4792116/

Cooper C, Burden ST, Cheng H, Molassiotis A. Understanding and managing cancer-related weight loss and anorexia: insights from a systematic review of qualitative research. J Cachexia Sarcopenia Muscle. 2015 Mar;6(1):99-111. doi: 10.1002/jcsm.12010. Epub 2015 Mar 31. PubMed PMID: 26136417; PubMed Central PMCID: PMC4435102. Web 2019 may 26. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4435102/

Bausewein C, Simon ST. Shortness of breath and cough in patients in palliative care. Dtsch Arztebl Int. 2013 Aug;110(33-34):563-71; quiz 572. doi: 10.3238/arztebl.2013.0563. Epub 2013 Aug 19. PubMed PMID: 24069091; PubMed Central PMCID: PMC3782037. Web 2019 may 26. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3782037/.

Syrjala KL. et. al. Psychological and Behavioral approaches to câncer pain management. Journal of Clinical Oncology 32, no. 16 (June 1 2014) 1703-1711. DOI: 10.1200/JCO.2013.54.4825. Web 2019 may 26. Available from: https://ascopubs.org/doi/full/10.1200/JCO.2013.54.4825

Sociedade brasileira de geriatria e gerontologia (SBGG). Divulgando índice de qualidade de morte 2015, da economist intelligence unit. São Paulo. Acesso em 10 de junho de 2019. Disponível: http://www.sbgg-sp.com.br/pro/divulgado-indice-de-qualidade-de-morte-2015-da-economist-intelligence-unit/

Instituto Nacional de Câncer. Cuidados paliativos oncológicos: controle da dor [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2001. [citado 2014 Jan 20]. Disponível em: < http://www1.inca.gov.br/publicacoes/manual_dor.pdf. [ Links ]

Menezes PA. Lima CP. Sedação paliativa em fim de vida: debates em torno das prescrições médicas. REVISTA M. Rio de Janeiro, v. 3, n. 6 p. 405-420, jul./dez. 2018. Acesso em junho de 2019; Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/revistam/article/view/9047/7777.

Castro E K, Barreto SM. Critérios de Médicos Oncologistas para Signi Encaminhamento Psicológico em Cuidados Paliativos. Psicologia: Ciência e Profissão, 2015 35(1), 69-82. Acesso em 10 de março de 2018. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-98932015000100069&script=sci_arttext.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n1.2460

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.