Representações Sociais sobre Esquecimento e Depressão por Pessoas Idosas: Abordagem Processual

Cristina Arreguy-Sena, Amanda Maísa Gava Marangon, Antônio Marcos Tosoli Gomes, Laércio Deleon de Melo, Renata Martins, Fabiola Lisboa da Silveira Fontes

Resumo


Objetivo: compreender os conteúdos representacionais e suas origens a partir do esquecimento e da depressão em pessoas com idade ≥ 65 anos, identificando-se as aproximações e as diferenciações atribuídas ao declínio cognitivo. Metodologia: estudo qualitativo delineado na abordagem processual da Teoria das Representações Sociais, realizado numa Unidade de Atenção Primária à Saúde, numa cidade de Minas Gerais, Brasil. Entrevistas individuais em profundidade com gravação de áudio a partir de questões norteadoras. Conteúdos discursivos transcritos na íntegra e tratados em Programa NVivo Pro11, análise de conteúdo. Atendidos todos os aspectos ético-legais de pesquisa. Resultados: foram 49 participantes, cujos fragmentos de discurso permitiram identificar dimensões: comportamental, atitudinal, cognitivo, informativo, valorativo e objetival. A perda cognitiva foi percebida como algo peculiar ao envelhecimento e vinculada à presença da depressão. Conclusão: as representações sociais do esquecimento e depressão foram associadas ao isolamento social com origens vinculadas a problemas (pessoais, sociais ou familiares) identificadas a partir da observação do cotidiano.

Descritores: Enfermagem, Envelhecimento, Idoso, Memória, Depressão.

Contribuição dos autores: 1) concepção e/ou desenho: Arreguy-Sena e Marangon, 2) análise e interpretação dos dados: Tosoli, de Melo, Martins, Arreguy-Sena, Marangon e Silveira Fortes, 3) redação do artigo: Marangon, Arreguy-Sena, Martins e de Melo, 4) revisão final: Marangon, Arreguy-Sena, Martins e de Melo


Texto completo:

PDF

Referências


Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Projeções da população do Brasil e das Unidades da Federação [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2018 [cited 2019 Jul 11]. Available from: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao

Uchmanowicz I, Jankowska-Polańska B, Wleklik M, Lisiak M, Gobbens R. Frailty syndrome: nursing interventions. Sage Open Nurs [Internet]. 2018 [cited 2019 Jul 11]; 4(1):1-11. Available from: https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/2377960818759449

Simão LTSS, Lages LP, Paiva MHP, Ribeiro NLS, Araújo ERM, Leão GM. Perfil dos idosos com doenças crônicas não transmissíveis internados em unidade de terapia intensiva. Enferm. Foco [Internet]. 2019 [cited 2019 Jul 11]; 10(1):76-80. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1329/499

Kim HJ, Min JY, Min KB. Successful aging and mortality risk: the Korean longitudinal study of aging (2006-2014). JAMDA [Internet]. 2019 [cited 2019 Jul 11]; 20(8):1013-20. Available from: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S1525861018307175

Organização Mundial da Saúde. Resumo: Relatório mundial de envelhecimento e saúde [Internet]. Genève: WHO; 2015 [cited 2019 Jul 11]; 1-30. Available from: https://sbgg.org.br/wp-content/uploads/2015/10/OMS-ENVELHECIMENTO-2015-port.pdf

Bingham KS, Flint AJ, Mulsant BH. Management of late-life depression in the context of cognitive impairment: a review of recent literature. Curr Psychiatry Rep. 2019 [cited 2019 Jul 13]; 21(8):74. Available from: https://link.springer.com/article/10.1007/s11920-019-1047-7

Sá, CP. Estudos de psicologia social: história, comportamento, representações e memória. 1 ed. Rio de Janeiro: EdUerj. 2015; 458p. ISBN: 978-85-7511-394-3.7.

Moscovici S. Representações Sociais: investigações em psicologia Social. 11 ed. Petrópolis: Vozes; 2015. 408p. ISBN: 8532628966.

Bardin L. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70; 2011. 223p. ISBN: 9788562938047.

Brasil 2050 [recurso eletrônico] : desafios de uma nação que envelhece / Câmara dos Deputados, Centro de Estudos e Debates Estratégicos, Consultoria Legislativa; Brasília: Edições Câmara, 2017 – (Série estudos estratégicos; n.8 PDF) [cited 2019 Jul 13]. ISBN 978-85-402-0577-2.

Cambuim AN, Almeida AB, Borrozzino NF, Lopes RGC. O conceito de família na visão dos idosos. Rev Longeviver [Internet]. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 9(57):4-8. Available from: http://www.portaldoenvelhecimento.com/index.php

Oliveira JM, Marçal DFS, Silva ES, Cortez LER, Bennemann RM. Cognição, condições socioeconômicas e estado nutricional de idosos cadastrados em uma unidade básica de saúde. Arq Ciênc Saúde. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 25(2):3-7. Available from: http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/795

Morando EMG, Schmitt JC, Ferreira MEC. Treino de memória em idosos saudáveis: uma revisão da literatura. Rev INFAD Psicol. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 4(1): 293-310. Available from: http://www.infad.eu/RevistaINFAD/OJS/index.php/IJODAEP/article/view/1136

Cherix K, Coelho Junior NE. Luto e melancolia nas demências: a psicanálise na clínica do envelhecimento. Trivium. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 10(2):182-95. Available from: https://bdpi.usp.br/item/002916047

Hackett RA, Davies‐Kershaw H, Cadar D, Orrell M, Steptoe A. Walking speed, cognitive function, and dementia risk in the English longitudinal study of ageing. J Am Geriatr Soc. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 66(9):1670-5. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29508385

Ramos FP, Silva SC, Freitas DF, Gangussu LMB, Bicalho AH, Sousa BVO, et al. Fatores associados à depressão em idoso. Rev Eletr Acervo Saúde. 2019 [cited 2019 Jul 13]; 19(19):1-8. Available from: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/239

Liguori C, Pierantozzi M, Chiaravalloti A, Sancesario GM, Mercuri NB, Franchini F, et al. When cognitive decline and depression coexist in the elderly: CSF biomarkers analysis can differentiate alzheimer’s disease from late-life depression. Front Aging Neurosci. 2018 [cited 2019 Jul 13]; 10:38. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29527163




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n1.2480

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.