A liderança do enfermeiro na atenção primária à saúde: revisão integrativa.

Julio Cesar de Oliveira Mattos, Alexandre Pazetto Balsanelli

Resumo


Objetivo: identificar como a liderança do enfermeiro tem sido estudada na atenção primária à saúde. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados: Scientific Electronic Library Online, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Base de dados em Enfermagem, Portal Periódicos da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior e Base de Dados Bibliográficas em Medicina, utilizando os descritores: “liderança” and “Enfermagem” and “Atenção Primária à Saúde” no qual foram selecionados 13 artigos em português, inglês e espanhol, no período de 2007 a 2018. Resultados: A liderança na Atenção Primária é abordada considerando os seguintes aspectos: trabalho em equipe, gerenciamento da unidade, tomada de decisão, condutas assistenciais e supervisão da equipe. Conclusão: Concluiu-se que os enfermeiros exercem papel fundamental na Atenção Primária e a liderança é uma competência que precisa ser mais estudada neste contexto.


Texto completo:

PDF

Referências


Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. Departamento de atenção básica. Brasília; 2012.

Castro RCL, Knauth DR, Harzheim E, Hauser L, Duncan BB. Avaliação da qualidade da atenção primária pelos profissionais de saúde: comparação entre diferentes tipos de serviços. Cad Saúde Pública. 2012; 28(9): 1772-84.

Galvalote HS et.al. O trabalho do enfermeiro na atenção primária à saúde. Esc. Anna Nery [Internet]. Mar 2016 [cited 2018 Nov 28]; 20(1):90-98. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141481452016000100090&lng=en. http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20160013.

Negandhi, P., Negandhi, H.; Tiwari, R.; Sharma, K.; Zodpey, S. P.; Quazi, Z.; Yeravdekar, R. Building Interdisciplinary Leadership Skills among Health Practitioners in the Twenty-First Century: An Innovative Training Model. Frontiers in Public Health [internet]. 2015 [cited 2018 Nov 23]; 3:221. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4595738/pdf/fpubh-03-00221.pdf

Lima FS, Amestoy SC, Jacondino MB, Trindade LL, Silva CN, Fuculo PRB. Exercício da liderança do enfermeiro na estratégia saúde da família. Rev. pesqui. cuid. fundam.[internet] 2016 [cited 2018 Nov 28]; 8(1): 3893-3906.Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3905/pdf_1808

Mendes, K.D.S.; Silveira, R.C.C.P.; Galvão, C.M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto Enferm. [internet]. 2008 [cited 2018 Nov 24];17(4):758-764. Available from:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010407072008000400018&lng=en&nrm=iso

Santos CMC, Pimenta CAM, Nobre MRC. The PICO strategy for the research question construction and evidence search. Rev. Latino-Am. Enfermagem [internet]. 2007 [cited 2018 Dec 10];15(3). Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692007000300023

Ursi E.S.;Galvão C.M. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Rev. Latino Americana de Enfermagem. [internet] 2006 [cited 2018 Nov 25];14(1):124-31. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n1/v14n1a17.pdf

Galvão TF, Pansani TSA. Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and MetaAnalyses: The PRISMA Statement. Epidemiol. Serv. Saúde. 2015. 24(2): 335-342. DOI: 10.5123/S1679-49742015000200017

Malta M, Cardoso LO, Bastos FI, Magnanini MMF, Silva CMFP. STROBE initiative: guidelines on reporting observational studies. Rev Saúde Pública. 2010 44(3):559-65. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102010000300021

Stillwell S, Melnyk BM, Fineout-Overholt E, Williamson K. Evidence–based practice: step by step. Am J Nurs [Internet]. 2010 [cited 2016 June 15];110(5):41-7. Available from: http://download.lww.com/wolterskluwer_vit alstream_com/PermaLink/NCNJ/A/NCNJ_546_ 156_2010_08_23_SADFJO_165_SDC216.pdf

Lanzoni GMM, Meirelles BHS, Cummings G. Praticas de liderança do enfermeiro na atenção básica à saúde: uma teoria fundamentada nos dados. Texto Contexto Enferm. 2016; 25(4).

Lanzoni GMM, Meirelles BHS. Liderança do enfermeiro: elemento interveniente na rede de relações do agente comunitário de saúde. Rev Bras Enferm. 2013 jul-ago; 66(4): 557-63.

Lanzoni GMM et al. ações/interações motivadoras para liderança do enfermeiro no contexto da atenção básica à saúde. Texto Contexto Enferm, 2015; 24(4): 1121-9.

Silva RNA, Lima AKM, Carvalho FSS, Vilanova JM, Silva FL. Conhecimento e entendimento de enfermeiros sobre as ações gerenciais na atenção primária à saúde. Ciencia&saúde. 2016; 9(1): 21-29.

Farah BF, Dutra HS, SanhudoNF, Costa LM. Percepção de enfermeiros supervisores sobre liderança na atenção primária. Rev Cuid. 2017; 8(2): 1638-55.

Sola GD, Badia JG, Hito D, Obasa AC, Garcia JLDV. Self-perception of leadership styles and behaviour in primary health care. BMC Health Services Research. 2016; 16:572.

Tingvoll WA, Saeterstrand T, Mcclusky LM. The challenges of primary health care nurse leaders in the wake of New Health Care Reform in Norway. BMC Nursing.2016; 15:66.

Munyewende PO, Levin J, Rispel LC. An evaluation of the competencies of primary health care clinic nursing managers in two South African provinces. Glob Health Action. 2016; 9: 32486.

Könings KD, de Jong N, Lohrmann C, et al. Is blended learning and problem-based learning course design suited to develop future public health leaders? An explorative European study. Public Health Reviews. 2018;39:13. doi:10.1186/s40985-018-0090-y.

Nelson K, Wright T, Connor M, Buckley S, Cumming J. Lessons from eleven primary health care nursing innovations in New Zealand. International Nursing Review.2009; 56: 291–298.

Daire J, Gilson L. Does identity shape leadership and management practice? Experiences of PHC facility managers in Cape Town, South Africa. Health Policy and Planning. 2014; 29: ii82.

Fagerstro M, Salmela S. Leading change: a challenge for leaders in Nordic health care. Journal of Nursing Management. 2010; 18:613–17.

Van Hoof TJ, Bisogano M, Reinertsen JL, Meehan TP. Leading Quality Improvement in Primary Care: Recommendations for Success. The American Journal of Medicine. 2012; 125(9).

Santos RR, Lima EFA, Freitas PSS, Galavote HS, Rocha EMS, Lima RCD. The role of teamwork in Primary Health Care. Rev. Bras. Pesq. Saúde, Vitória. jan-mar 2016;18(1): 130-139.

Bezerra FD, Andrade MFC, Andrade JS, Vieira MJ, Pimentel D. Motivação da equipe e estratégias motivacionais adotadas pelo enfermeiro. Rev. bras. enferm. [Internet]. 2010 [cited 2018 Nov 27 ]; 63(1): 33-37. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S003471672010000100006&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672010000100006.

Al Sayah F, Szafran O, Robertson S, Bell NR, Williams B. Nursing perspectives on factors influencing interdisciplinary teamwork in the Canadian primary care setting. J Clin Nurs. 2014; 23(19-20): 2968-79.

Peruzzo HE, Bega AG, Lopes APAT, Haddad MCFL, Peres AM, Marcon SS. Os desafios de se trabalhar em equipe na estratégia saúde da família. Esc. Anna Nery. Ago 2018; 22(4).

Costa EMS, Peres AM, Bernardino E, Sade PMC. Estilos de liderança dos enfermeiros que atuam na estratégia de saúde da família. Ciênc Cuid Saúde [Internet]. 2015 [cited 2018 Mar 05]; 14(1):962-9. Available from : http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/20756

Amestoy SC, Cestari ME, Thofehrn MB, Milbrath VM, Trindade LL, Backes VMS. Processo de formação de enfermeiros líderes. Rev. bras. enferm. [Internet]. 2010 [cited 2019 Jan 17 ] ; 63( 6 ): 940-945. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672010000600011&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672010000600011.

Silva AS, Oliveira F, Spinola CM, Poleto VC. Atividades desenvolvidas por enfermeiros no PSF e dificuldades em romper o modelo flexneriano. Rev Enferm Centro Oeste Min. 2011; 1(1):30-9.

Furunes T, Kaltveit A, Akerjordet K. Health-promoting leadership: A qualitative study from experienced nurses perspective. J Clin Nurs. 2018;27:4290-4301.

Soares CES, Biagolini REM, Bertolozzi MR. Atribuições do enfermeiro na unidade básica de saúde: percepções e expectativas dos auxiliares de enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2013; 47(4): 915-21.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.2618

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.