Infecção do trato urinário associada ao cateter: fatores associados e mortalidade

Andressa Midori Sakai, Jaqueline Meira Uelse dos Santos, Giovana Ciquinato, Maria Fernanda Razaboni Del Conti, Renata Aparecida Belei, Gilselena Kerbauy

Resumo


Objetivo: Identificar os fatores associados ao desenvolvimento de Infecção do Trato Urinária Associada ao Cateter (ITU-AC) e mortalidade entre pacientes com cateter urinário. Metodologia: Estudo de coorte, prospectivo, com amostragem por conveniência envolvendo 790 pacientes com idade superior a 12 anos, em uso de cateter durante hospitalização. Os dados coletados do prontuário e fichas de notificação de infecção hospitalar foram analisados pelo programa SPSS. Resultados: Contribuíram para o desenvolvimento da ITU-AC a permanência com o cateter urinário por período >20 dias (OR 26,5; p<0,001), ser cateterizado mais de uma vez (OR 8,92; p<0,001) e hospitalização >30 dias (OR 26,8; p<0,001). Pacientes que desenvolveram ITU-AC apresentaram chance maior de mortalidade (OR 2,7; p<0,001). Conclusão:Frequência da inserção do dispositivo urinário, períodos prolongados de hospitalização e de permanência com o cateter contribuíram para o desenvolvimento de ITU-AC, e as chances de mortalidade foram aumentadas entre pacientes com essa infecção. 

Descritores: Infecções Urinárias; Cateterismo Urinário; Infecções Relacionadas a Cateter; Controle de Infecções; Cuidados de Enfermagem.

 

Objective: To identify factors associated with the development of Catheter-related Urinary Tract Infection (CR-UTI) and mortality among patients using urinary catheter. Methodology: Prospective cohort study in a convenience sample of 790 patients older than 12 years using catheter during hospitalization.[A1]  The data collected from medical records and hospital infection notification were analyzed using the SPSS program. Results: Permanence with the urinary catheter >20 days (OR 26.5; p<0.001), being catheterized more than once (OR 8.92; p<0.001) and hospitalization >30 days (OR 26.8; p<0.001) contributed to the development of CR-UTI. Patients who developed CR-UTI presented a greater chance of mortality (OR 2.7; p<0.001). Conclusion: Frequency of urinary device insertion, prolonged periods of hospitalization and of permanence with the catheter contributed to the development of CR-UTI, and the chances of mortality were increased among patients with this infection.

Descriptors: Urinary Tract Infections; Urinary Catheterization; Catheter-Related Infections; Infection Control; Nursing Care.

 

Objetivo: Identificar los factores asociados con el desarrollo de Infección del Tracto Urinario Asociada con el Catéter (ITU-AC) y la mortalidad entre los pacientes que usan catéter urinario. Metodología: Estudio de cohorte, prospectivo con una muestra de conveniencia de 790 pacientes mayores de 12 años, que usan catéter durante su hospitalización. Los datos recopilados de los registros médicos y los formularios de notificación de infección nosocomial fueron analizados por el programa SPSS. Resultados: Contribuyendo al desarrollo de la (ITU-AC) la permanencia con el catéter urinario por un plazo >20 días (OR 26,5; p <0,001), tener recibido catéter más de una vez (OR 8,92; p<0,001) y hospitalización >30 días (OR 26,8; p<0,001). Los pacientes que desarrollaron (ITU-AC) presentaron una mayor posibilidad de mortalidad (OR 2,7; p<0,001). Conclusión: Frecuencia de inserción del dispositivo urinario, períodos prolongados de hospitalización y de permanencia con el catéter contribuyeron al desarrollo de (ITU-AC), y las posibilidades de mortalidad aumentaron entre los pacientes con esta infección.

Descriptores: Infecciones Urinarias; Cateterismo Urinario; Infecciones Relacionadas con Catéteres; Control de Infecciones; Atención de Enfermería.


Texto completo:

PDF

Referências


Magil SS, Edwards JR, Bamberg W, Beldavs ZG, Dumvati G, Kainer MA, et al. Multistate Point-Prevalence Survey of Health Care-Associated Infections. N Engl J Med [Internet]. 2014 Mar 27 [citado 2019 Mar 20];370(13):1198-1208. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4648343/

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Critérios diagnósticos de infecção do trato urinário. 2 ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2017 [citado 2018 Mar 20]; Cap. 4. p. 69-75. Disponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/criterios-diagnosticos-das-infeccoes-relacionadas-a-assistencia-a-saude.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. 2 ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2017 [citado 2018 Mar 20]; Cap. 4. p. 37-45. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/3507912/Caderno+4+-+Medidas+de+Preven%C3%A7%C3%A3o+de+Infec%C3%A7%C3%A3o+Relacionada+%C3%A0+Assist%C3%AAncia+%C3%A0+Sa%C3%BAde/a3f23dfb-2c54-4e64-881c-fccf9220c373

Letica-Kriegel AS, Salmasian H, Vawdrey DK, Youngerman BE, Green RA, Furuya EY, et al. Identifying the risk factors for catheter associated urinary tract infections: alarge cross sectional study of six hospitals. BMJ Open [Internet]. 2019 Feb 21 [citado 2019 Mar 20]; 9:1-7. Disponível em: https://bmjopen.bmj.com/content/9/2/e022137

Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Healthcare-associated Infections. Catheter-associated Urinary tract Infections (CAUTI). [citado 2018 Fev 15]. Disponível em: https://www.cdc.gov/hai/ca_uti/uti.html

Gomes AC, Carvalho PO, Lima ATA, Gomes ET, Valença MP. Cavalcanti ATA. Caracterização das infecções relacionadas à assistência à saúde em unidade de terapia intensiva. Rev Enferm UFPE on line [Internet]. 2014 Jun [citado 2018 Jan 12]; 8(6):1577-85. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/9848/10059

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução COFEN Nº 0450/2013. Normatiza o procedimento de Sondagem Vesical no âmbito do Sistema Conselho Federal de Enfermagem Cofen/ Conselhos Regionais de Enfermagem. Parecer normativo para atuação da equipe de enfermagem em sondagem vesical. 2013. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-04502013-4_23266.html

Health Research & Educational Trust. Catheter-Associated Urinary Tract Infection: Change Package, 2017. Chicago, IL Health Research & Educational Trust. Disponível em: http://www.hret-hiin.org

Li F, Song M, Xu L, Deng B, Zhu S, Li X. Risk factors for catheter-associated urinary tract infection among hospitalized patients: A systematic review and meta-analysis of observational studies. J Adv Nurs. 2019;75(3):517–527.

Pigosso YG, Silva CM, Peder LD. Infecção do trato urinário em gestantes: incidência e perfil de suscetibilidade. Acta Biom Bras [Internet]. 2016 [citado 2020 Abr 4];7(1):62-71. Disponível em: https://www.actabiomedica.com.br/index.php/acta/article/view/128

Santos CC, Madeira HS, Silva CM, Teixeira JJV, Peder LD. Prevalência de infecções urinárias e do trato genital em gestantes atendidas em Unidades Básicas de Saúde. Rev Ciênc Med [Internet]. 2018 [citado 2020 Abr 4];27(3):101-113. Disponível em: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/cienciasmedicas/article/view/4115

Mota EC, Andrade ML, Silveira BRM, Oliveira AC. Infecção do trato urinário em pacientes internados em clínica médica de um hospital universitário. Vigil Sanit Debate [Internet]. 2017 Fev 20 [citado 2018 Jun 20]; 5(1):69-75. Disponível em: https://visaemdebate.incqs.fiocruz.br/index.php/visaemdebate/article/view/782/372

Campos CC, Alcoforado CLGC, Franco LMC, Carvalho RLR, Ercole FF. Incidência de infecção do trato urinário relacionada ao cateterismo vesical de demora: um estudo de coorte. REME – Rev Min Enferm [Internet]. 2016; [citado 2019 Fev 20]; 20:973. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=BDENF〈=p&nextAction=lnk&exprSearch=29852&indexSearch=ID

Secretaria de Estado da Saúde do Paraná. Boletim Informativo SONIH – agosto a dezembro de 2017.Avaliação dos Indicadores Estaduais das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, Resistência Microbiana e Consumo de Antimicrobianos no Paraná, notificados no Sistema Online de Notificação de Infecções Hospitalares (SONIH) de janeiro a junho de 2018. Curitiba (PR): Secretária de Estado da Saúde do Paraná. Superintendência de Vigilância em Saúde. Centro Estadual de Vigilância Sanitária Divisão de Vigilância Sanitária em Serviços de Saúde; 2018. P 40-42. Disponível em: http://www.saude.pr.gov.br/arquivos/File/BOLETIMSONIH_JAN_JUL_2018.pdf

Leelakrishna P, Karthik RB. A study of risk factors for catheter associated urinary tract infection. Int J Adv Med [Internet]. 2018 Apr [citado 2018 Jan 12];5(2):334-339. Disponível em: https://www.ijmedicine.com/index.php/ijam/article/view/1020/840

Hu FW, Tsai CH, Lin HS, Chen CH, Chang CM. Inappropriate urinary catheter reinsertion in hospitalized older patients. Am J Infect Control [Internet]. 2017 [citado 2018 Jan 12]; 45:8-12. Disponível em: https://www.ajicjournal.org/article/S0196-6553(16)30755-6/pdf

Siqueira LDC, Santos MC, Calmon ITS, Siqueira Junior PC. Dimensionamento de profissionais de enfermagem da clínica médica de um hospital universitário. Enfermagem em Foco [Internet]. 2019 [citado 2020 Abr 4]; 10(4):35-40. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2179

Al-Hazmi H. Role of duration of catheterization and length of hospital stay on the rate of catheter-related hospital-acquired urinary tract infections. Res Rep Urol [Internet]. 2015 Mar 25 [citado 2018 Jan 12];7 41–47. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4378875/

Souza ES, Belei RA, Carrilho CMDM, Matsuo T, Yamada-Ogatta SF, Andrade G, Perugini MRE, et al. Mortality and risks related to healthcare-associated infection. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2015 Jan-Mar [citado 2018 Mar 12]; 24(1):220-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/ v24n1/0104-0707-tce-24-01-00220.pdf




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n3.2927

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.