PROTOCOLOS DE ENFERMAGEM: PROMOVENDO O ACESSO E QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Carlos Leonardo Figueiro Cunha, Nádia Mattos Ramalho

Resumo


A Atenção Primária à Saúde (APS), no Brasil é entendida como termo correlato à Atenção Básica, tem a Saúde da Família como estratégia prioritária e se constitui como a porta de entrada nos serviços de saúde frente as necessidades e problemáticas apresentadas pela população. É entendida como um nível de atenção, cuja as intervenções de saúde estão agrupadas em um conjunto organizado de medidas com tecnologias simples e de baixo custo, a fim de proporcionar promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação ao indivíduo¹

Texto completo:

PDF

Referências


STARFIELD, B. Atenção Primária: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO, Ministério da Saúde, 2002. 726p.

BRASIL. CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM. Diretrizes para elaboração de Protocolos de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde pelos Conselhos Regionais/ Conselho Federal de

Enfermagem. Brasília: COFEN, 2018.

PIMENTA, C. A. M. et al. Guia para construção de protocolos assistenciais enfermagem/COREN-SP. São Paulo: Coren-SP, 2015.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.3209

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.