Engajamento do profissional da enfermagem no trabalho com crianças em tratamento oncológico

Lara Gerino Gerino Garcia, Maria Helena Pinto, Rafaela Moreira da Silva Canille

Resumo


Objetivo: Identificar o nível de engajamento e a satisfação dos profissionais da enfermagem no trabalho com crianças em tratamento oncológico. Método: Trata-se de estudo descritivo exploratório, realizado com 41 profissionais das unidades de internação pediátrica do hospital da criança e maternidade, utilizando um questionário com dados sociodemográficos, uma pergunta aberta de satisfação no trabalho e um questionário autoaplicável para a avaliação do engajamento, aplicado no mês de agosto de 2018. Resultados: A análise dos dados demonstrou alto engajamento dos profissionais no trabalho, com escore médio total de 4,62, alto em vigor e absorção e muito alta em dedicação. Conclusão: Os dados evidenciam a necessidade de maior atenção e suporte a esses profissionais para manter os níveis de engajamento no trabalho, o que influencia na qualidade do cuidado prestado, e é relevante para a saúde da equipe de enfermagem e segurança do paciente.

Descritores: Satisfação no emprego; Oncologia; Equipe de enfermagem; Câncer, Criança.

ENGAGEMENT OF NURSING PROFESSIONALS AT WORK WITH CHILDREN UNDER ONCOLOGICAL TREATMENT

Objective: To identify the level of engagement and satisfaction of nursing professionals in working with children undergoing cancer treatment. Methods: This is an exploratory descriptive study, carried out with 41 professionals from the pediatric inpatient units of the children’s and maternity hospital, using a questionnaire with sociodemographic data, an open question of job satisfaction and a self-administered questionnaire to assess engagement, applied in the month of August 2018. Results: Data analysis showed high engagement of professionals at work, with a total average score of 4.62, high in force and absorption and very high in dedication. Conclusion: The data show the need for greater attention and support for these professionals to maintain levels of engagement at work, which influences the quality of care provided, and is relevant to the health of the nursing team and patient safety.

Keywords: Job satisfaction; Oncology; Nursing team; Cancer; Child.

NIVEL DE COMPROMISO DEL PROFESIONAL DE ENFERMERÍA DE LOS PROFESIONALES DE ENFERMERÍA AL TRABAJAR CON NIÑOS SOMETIDOS A TRATAMIENTO ONCOLÓGICO

Objetivo: Identificar el nivel de compromiso y satisfacción de los profesionales de enfermería al trabajar con niños sometidos a tratamiento oncológico. Métodos: Este es un estudio exploratorio descriptivo, realizado con 41 profesionales de las unidades de hospitalización pediátrica del hospital infantil y de maternidad, utilizando un cuestionario con datos sociodemográficos, una pregunta abierta de satisfacción laboral y un cuestionario autoadministrado para evaluar el compromiso. se aplicó en agosto de 2018. Resultados: el análisis de datos mostró una alta participación de profesionales en el trabajo, con un puntaje promedio total de 4.62, alta en fuerza y absorción y muy alta dedicación. Conclusión: los datos muestran la necesidad de una mayor atención y apoyo para que estos profesionales mantengan niveles de compromiso en el trabajo, lo que influye en la calidad de la atención brindada y es relevante para la salud del equipo de enfermería y la seguridad del paciente.

Descriptores: Satisfacción laboral; Oncología equipo de enfermería; Cáncer; Niño.


Texto completo:

PDF

Referências


Marques FRB, Ferreira MCV, Duarte AM, Balieiro MMFG, Mandetta MA. Nature and source of conflicts of relationships in the context of pediatric oncology: an integrative literature review. Cienc Cuid Saude [Internet]. 2015 Apr/Jun;14(2):1184-93. Disponível em: http://eduem.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/ view/25247/pdf_354 [Acesso em 8/jul/2019]

Negrão SMC, Conceição MN, Mendes MJF, Araújo JS, Pimentel IMS, Santana ME. Avaliação da prática de enfermagem na segurança do paciente oncológico. Enferm. Foco 2019;10(4):136-142 Disponível em: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n4.2129 [Acesso em: 14/dez/2020]

Machado PGB, Porto-martins PC. Condições organizacionais enquanto terceiras variáveis entre burnout e engajamento. Diaphora. Rev Soc Psicol. Rio Grande do Sul. 2013;13(1):35-44.

Silva JT, Matheus MCC, Fustinoni SM, Gutiérrez, MGR. Prática profissional de enfermeiras que cuidam de pacientes com câncer em hospitais gerais. Rev. bras. enferm. Brasília. 2012;65(3):460-65.

Maronesi LC, Silva NR, Cantu SO, Santos AR. Indicadores de estresse e sobrecarga em cuidadores formais e informais de pacientes oncológicos. Estud. pesqui. psicol., Rio de Janeiro. 2014;14(3):877-892. Disponível em: file:///C:/Users/Acer/Downloads/Indicadores_de_estresse_e_sobrecarga_em_cuidadores.pdf [Acesso em 09/mar/2018].

Oliveira AM, Stancato K, Silva EM. Formação do enfermeiro: políticas públicas na atenção oncológica. Enferm. Foco 2018;9(3):48-52. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1175/460 [Acesso em 14/dez/2020]

Pereira MMAL, Gomes ARS. Stress, burnout e avaliação cognitiva: estudo na classe de enfermagem. Arq. bras. psicol., Rio de Janeiro. 2016;68(1):72-83. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-2672016000100007 [Acesso em 25 /out/2018].

Rivas E, Barraza-macias A. Síndrome de burnout en el personal de enfermería y su relación con cuatro variables laborales. Enferm. univ, México.2018;15(2):136-146. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1665-70632018000200136&lng=es&nrm=iso [Acesso em 04/Jan/2019].

Roelen CAM, van Hoffen MFA, Waage S, et al. Psychosocial work environment and mental health-related long-term sickness absence among nurses. Int Arch Occup Environ Health. 2018;91(2):195–203. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29032390 [Acesso em 12/jul/2019]

Jenaro C, Flores N, Orgaz MB, Cruz M. Vigour and dedication in nursing professionals: towards a better understanding of work engagement. JAdv Nurs. 2011;67(4):865-75. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21129008 [Acesso em 12/jul/2019]

Magnan E S, Vazquez ACS, Pacico JC, Hutz C S. Normatização da versão Brasileira da Escala Utrecht de Engajamento no Trabalho. Avaliação Psicológica, 2016;15(2):133-40.

Adriaenssens J, De Gucht V, Maes S. Causes and consequences of occupational stress in emergency nurses, alongitudinal studyJournal of Nursing Management, 2015,23:346–58. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24330154 [Acesso em 12/jul/2019]

Vazquez, A. C., Magnan, E. S., Pacico, J. C., Hutz, C. S., & Schaufeli, W. B. (2015). Adaptação e validação da versão brasileira da Utrecht Work Engagement Scale, Psico-US. 2015;20(2):207-17.

Poulsen MG, Khan A, Poulsen EE, Khan SR, Poulsen AA. Work engagement in cancer care: the power of co-worker and supervisor support. European Journal of Oncology Nursing. 2016; 21:134–138. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26456901 [Acesso 02 Abr 2019].

González‐Gancedo J, Fernández‐ Martínez E, Rodríguez‐Borrego MA. Relationships among general health, job satisfaction, work engagement and job features in nurses working in a public hospital: A cross‐ sectional study. J Clin Nurs. 2019; 28:1273–88. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/jocn.14740 [Acesso em 12/jul/2019]

Lourenção LG, Teixeira PR, Gazetta CE, Pinto MH, Gonsalez EG, Rotta DS. Níveis de ansiedade e depressão entre residentes de pediatria. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro.2017;41(4):557-63. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022017000400557&lng=en&nrm=iso [Acesso em 28/ Jan/2019].

Merino CF, Gallardo RY. Describiendo el engagement en profesionales de enfermería de atención primaria de salud. Cienc. Doente. 2014;20(3):131-140. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-95532014000300012&lng=es [Acesso em 23 /Jun/2019].

Oliveira LB, Rocha JC. Engajamento no trabalho: antecedentes individuais e situacionais e sua relação com a intenção de rotatividade. Revista Brasileira de Gestão de Negócios. 2017; 19. (65):415-31. Disponível em: www.scielo.br/pdf/rbgn/v19n65/1806-4892-rbgn-19-65-00415.pdf [Acesso em 03/julho/2019.]

Teixeira PR, Lourenção LG, Gazetta CE, Gonsalez EG, Rotta DS, Pinto MH, et al. Engagement no trabalho em residentes médicos de pediatria. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro. 2017;41(1):126-33. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022017000100126&lng=en&nrm=iso [Acesso em 17/Jan/2019].

Gonçalvez C. O engajamento e o papel da liderança como impulsionadores do sucesso da instituiçzão. Revista Hospitais Brasil. 2017;12-8. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2017/05/rHB_84_site.pdf. [Acesso em 08/julho/2019].

Rotta DS, Lourenção LG, Gonsalez EG, Teixeira PR, Gazetta CE, Pinto MH. Engagement of multi-professional residents in health. Rev Esc Enferm USP. 2019;53: e03437. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2018003103437 [Acesso em 25/Mai/2019].

Orgambídez-ramos, A, Borrego-alés Y. Social support and engagement as antecedents of job satisfaction in nursing staff. Enfermería Global. 2017;(48):222-23. Disponível em: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/v16n48/en_1695-6141-eg-16-48-00208.pdf [Acesso em 15/mar/2018].




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n5.3264

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.