Tecnologias educacionais na promoção da saúde do idoso

Andrea Márcia da Cunha Lima, Carmem Silvia Laureano Dalle Piagge, Antônia Lêda Oliveira Silva, Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi, Cláudia Batista Mélo, Selene Cordeiro Vasconcelos

Resumo


Objetivo: Identificar as evidências científicas acerca das tecnologias educacionais na promoção da saúde do idoso. Método: Estudo de revisão integrativa, que utilizou as bases de dados Medline via PubMed, Web of Science, Scopus, Cinahl e Cochrane, no período de 2010 a 2019, submetidos a uma categorização por temática. Resultados: Foram identificados 303 artigos nas bases pesquisadas e após leitura do título e resumo foram selecionados seis artigos para compor a amostra final. As tecnologias educacionais surgiram como ferramentas na promoção da saúde do idoso e qualificação de cuidadores. Os vídeos (n=1), cartilhas (n=1) e encontros grupais (n=1) foram as tecnologias mais aceitas pelos idosos, no entanto os aplicativos para dispositivos móveis e computadores tiveram maior aceitação pelos cuidadores de idosos (n=3). Além disso, os resultados destacaram que é necessário elaborar estratégias para integrar tecnologias educacionais inovadoras na assistência e em políticas públicas de saúde, ampliando seu alcance na promoção da saúde dos idosos. Conclusões: São diversas as tecnologias educacionais utilizadas na promoção da saúde do idoso. O conhecimento do perfil do público alvo é necessário para que a seleção da tecnologia educacional a ser empregada seja adequada e, desta forma, possa atingir sua finalidade, proporcionando autonomia e empoderamento dessa população.

Descritores: Tecnologia educacional; promoção da saúde; idoso.

 

Objective: To identify the scientific evidence about the educational technologies in health promotion for the elderly. Method: Integrative review study, which used the Medline databases via PubMed, Web of Science, Scopus, Cinahl and Cochrane, from 2010 to 2019, submitted to a categorization by theme. Results: The search returned 303 articles on the databases and after reading the title and abstract, six articles were selected to compose the final sample. The educational technologies have emerged as tools in the health promotion of the elderly and qualification of caregivers. The videos (n=1), booklets (n=1) and group meetings (n=1) were the most widely accepted technologies by the elderly, however the applications for mobile devices and computers had greater acceptance by caregivers of the elderly (n=3). Moreover, the results highlighted the need for developing strategies to integrate innovative educational technologies in care and in public health policies, extending their scope in promoting the health of the elderly. Conclusions: There are various educational technologies used in the health promotion of the elderly. The knowledge of the profile of the target audience is necessary to ensure the selection of the adequate educational technology, and, in this way, to achieve its goal, providing autonomy and empowerment of this population.

Descriptors: Educational technology; health promotion; aged.

 

Objetivo: Identificar la evidencia científica acerca de las tecnologías educativas en la promoción de la salud para los ancianos. Método: Estudio de revisión integral, que utilizó las bases de datos Medline a través de PubMed, Web of Science, Scopus, Cinahl y Cochrane, de 2010 a 2019, sometido a una categorización por tema. Resultados: Se identificaron 303 artículos en las bases de datos y después de la lectura del título y del resumen, seis artículos fueron seleccionados para componer la muestra final. Las tecnologías educativas han surgido como herramientas en la promoción de la salud de los ancianos y la cualificación de los cuidadores. Los vídeos (n=1), cartillas (n=1) y reuniones de grupo (n=1) fueron las tecnologías más ampliamente aceptada por los ancianos, sin embargo, las aplicaciones para dispositivos móviles y ordenadores tuvo mayor aceptación por parte de los cuidadores de pacientes ancianos (n=3). Además, los resultados destacaron que existe una necesidad de desarrollar estrategias para integrar tecnologías educativas innovadoras en la atención y en las políticas de salud pública, ampliando su alcance en la promoción de la salud de los ancianos. Conclusiones: Existen diversas tecnologías educativas utilizadas en la promoción de la salud en los ancianos. El conocimiento del perfil del público es necesario para garantizar la selección de la tecnología educativa adecuada, y de esta manera, lograr su objetivo, proporcionando la autonomía y el empoderamiento de esta población.

Descriptores: Tecnología educativa; promoción de la salud; anciano.


Texto completo:

PDF

Referências


Fernández-Ardèvol M. Práticas digitais móveis das pessoas idosas no Brasil. Panorama Setorial [Internet]. 2019; 11(1): 1-20. Disponivel em: https://www.cetic.br/media/docs/publicacoes/1/panorama_estendido_mar_2019_online.pdf . Acesso em: 23 mar 2019.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Tabelas 2018 – Projeções da População do Brasil e Unidades da Federação por sexo e idade: 2010-2060 [Internet]. Disponível em: https://www.ibge. gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/populacao/9109-projecao-da-populacao.html?=&t=resultados. Acesso em: 5 dez. 2018.

Ferreira MMM. A velhice: olhares das pessoas idosas e seus familiares. 2019. 174 f. Tese (Doutorado em Família na Sociedade Contemporânea) Universidade Católica de Salvador, Salvador-BA, 2019. Disponível em: http://ri.ucsal.br:8080/jspui/bitstream/prefix/852/1/TESEMARILAINEFERREIRA.pdf. Acesso em: 17 set 2019.

Brasil. Lei Federal nº 2.528, de 19 de outubro de 2006. Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa [Internet]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html. Acesso em: 17 jul 2019.

Mallmann DG, Galindo Neto NM, Sousa JDC, Vasconcelos EMRD. Educação em saúde como principal alternativa para promover a saúde do idoso. Ciência Saúde Coletiva [Internet]. 2015; 20(6): 1763-72. 2015. Disponível em : https://www.scielosp.org/pdf/csc/2015.v20n6/1763-1772/pt. Acesso em: 11 jun 2019.

Malta DC, Morais Neto O, Silva MMAD, Rocha D, Castro AMD, Reis AACD et al. Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS): capítulos de uma caminhada ainda em construção. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2016; 21(6): 1683-94. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/csc/2016.v21n6/1683-1694/pt. Acesso em: 17 set 2019.

Janini JP, Bessler D, Vargas AB. Educação em saúde e promoção da saúde: impacto na qualidade de vida do idoso. Saúde em Debate [Internet]. 2015; 39:480-90. Disponível em : https://www.scielosp.org/article/sdeb/2015.v39n105/480-490/pt/. Acesso em: 17 set 2019.

Silveira MS, Cogo ALP. Contribuições das tecnologias educacionais digitais no ensino de habilidades de enfermagem: revisão integrativa. Revista gaúcha de enfermagem [Internet]. 2017; 38(2): e66204. Disponivel em:

http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v38n2/0102-6933-rgenf-1983-144720170266204.pdf. Acesso em: 15 abr 2019.

Cestari VRF, Sampaio LRL, Barbosa IV, Studart RMB., Moura BBF, Araújo AR. Tecnologias do Cuidado utilizadas pela Enfermagem na Assistência ao Paciente Politraumatizado: Uma Revisão Integrativa. Cogitare Enfermagem [Internet]. 2015; 20(4): 701-10. Disponivel em:

https://www.redalyc.org/pdf/4836/483647681022.pdf . Acesso em: 23 mar 2019.

Koller SH, Couto MCP, Von Hohendorff J. Manual de produção científica [Internet]. Porto Alegre: Penso Editora, 2014. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=2sDFAwAAQBAJ&oi=fnd&pg=PR1&dq=Manual+de+produ%C3%A7%C3%A3o+cient%C3%ADfica&ots=yFpwM1ZwOP&sig=NHEKhFn5ebvockm5-wwcLeGglKU#v=onepage&q=Manual%20de%20produ%C3%A7%C3%A3o%20cient%C3%ADfica&f=false. Acesso em: 06 mai 2019.

Ursi ES, Galvão CM. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Rev. Latino Americana de Enfermagem [Internet]. 2006 [cited 2018 Nov 25]; 14(1):124-31. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v14n1/v14n1a17.pdf. Acesso em: 08 abr 2019.

Souza MTD, Silva MDD, Carvalho RD. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Revista Einstein [Internet]. 2010; 8(1): 102-106. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102. Acesso em: 06 mai 2019.

Araújo MIR, Moreira ACA, Silva MJD, Aragão AEDA, Freitas CASL, Monteiro PAA. Sexualidade e Envelhecimento: Necessidades Identificadas para a Construção de uma Tecnologia Educacional. Revista de Enfermagem UFPE / Revista de Enfermagem UFPE [Internet]. 2017; 11(7): 2674-82. Disponivel em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/23439/19138. Acesso em: 19 fev 2019.

Goh AM, Loi SM, Westphal A, Lautenschlager NT. Person-centered care and engagement via technology of residents with dementia in aged care facilities. International psychogeriatrics [Internet]. 2017; 29(12): 2099-2103. Disponivel em: https://www.cambridge.org/core/journals/international-psychogeriatrics/article/personcentered-care-and-engagement-via-technology-of-residents-with-dementia-in-aged-care-facilities/15F22D1BA58FB5BB695B3969063EA3D4. Acesso em: 22 fev 2019.

Landeiro MJL, Peres HHC, Martins TV. Evaluation of the educational technology" Caring for dependent people" by family caregivers in changes and transfers of patients and tube feeding. Revista latino-americana de enfermagem [Internet]. 2016; 24. Disponível em : http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02774.pdf. Acesso em: 19 fev 2019.

Goes TM, Polaro SHI, Gonçalves LHT. Cultivo do bem viver das pessoas idosas e tecnologia cuidativo-educacional de enfermagem. Enferm Foco [Internet]. 2016; 7(2): 47-51. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/794/319. Acesso em: 19 fev 2019.

Chiu CJ, Hu YH, Lin DC, Chang FY, Chang CS, Lai CF. The attitudes, impact, and learning needs of older adults using apps on touchscreen mobile devices: Results from a pilot study. Computers in Human Behavior [Internet]. 2016; 63: 189-97. Disponivel em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0747563216303478. Acesso em: 18 fev 2019.

Barros EJL, Santos SSC, Gomes GC, Erdmann AL. Gerontotecnologia educativa voltada ao idoso estomizado à luz da complexidade. Revista Gaúcha de Enfermagem [Internet]. 2012; 33(2): 95-101. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v33n2/14.pdf . Acesso em: 19 fev 2019.

Nietsche EA, Teixeira E, Medeiros HP. Tecnologias cuidativo-educacionais: Uma possibilidade para o empoderamento do (a) enfermeiro(a). Porto Alegre: Moriá, 2014.

Áfio ACE, Balbino AC, Alves MDS, Carvalho LVD, Santos MCL, Oliveira NR. Análise do conceito de tecnologia educacional em enfermagem aplicada ao paciente. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste [Internet]. 2014; 15(1): 158-65. Disponivel em: http://periodicos.ufc.br/rene/article/view/3108/2382. Acesso em: 23 mar 2019.

Razera APR, Buetto LS, Lenza NDFB, Sonobe HM. Vídeo educativo: estratégia de ensino-aprendizagem para pacientes em tratamento quimioterápico. Cienc Cuid Saude [Internet]. 2013; 13(1): 172-7. Disponivel em:http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/19659/pdf_156. Acesso em: 23 mar 2019.

Fernandes AFC. Construção de um vídeo educativo sobre detecção precoce do câncer de mama. Revista Brasileira de Cancerologia [Internet]. 2013; 59(3): 401-7. Disponivel em: http://www1.inca.gov.br/rbc/n_59/v03/pdf/10-artigo-construcao-video-educativo-sobre-deteccao-precoce-cancer-mama.pdf . Acesso em: 08 abr 2019.

Fleming SE, Reynolds J, Wallace B. Lights... camera... action! a guide for creating a DVD/video. Nurse Educator [Internet]. 2009; 34(3): 118-21. Disponível em: https://journals.lww.com/nurseeducatoronline/Abstract/2009/05000/Lights____Camera____Action__A_Guide_for_Creating_a.14.aspx. Acesso em: 28 fev 2019.

Duarte UO. Desenvolvimento e validação de tecnologia educativa leve-dura, sob o formato de aplicativo multimídia para plataforma móvel, para favorecimento a garantia do dever de cuidado com idoso no município de Mossoró-RN. 2018. Dissertação (Mestrado em Cognição, Tecnologias e Instituições) – Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró-RN, 2018. Disponível em: http://repositorio.ufersa.edu.br/bitstream/prefix/1099/1/Uliss%c3%a9aOD_DISSERT.pdf. Acesso em: 28 fev 2019.

Estai M, Kanagasingam Y, Xiao D, Vignarajan J, Huang B, Kruger E et al. A proof-of-concept evaluation of a cloud-based store-and-forward telemedicine app for screening for oral diseases. Journal of telemedicine and telecare [Internet]. 2016; 22(6): 319-25. Disponivel em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26377126. Acesso em: 08 abr 2019.

Batista EB, Silva LWS, Moura LR, Queiroz VAR, Matos RS, Silva SJL et al. Inclusão Digital como ferramenta ao envelhecimento ativo: um relato de experiência. Prisma.com [Internet]. 2019; 38: 69-81. Disponível em : https://ojs.letras.up.pt/ojs/index.php/prismacom/article/view/5428. Acesso em: 15 abr 2019.

Martínez-Alcalá CI, Rosales-Lagarde A, Alonso-Lavernia MDLÁ, Ramírez-Salvador JÁ, Jiménez-Rodríguez B, Cepeda-Rebollar RM et al. Inclusão digital em idosos: uma comparação entre oficinas de alfabetização digital presencial e mista. Fronteiras em TIC [Internet]. 2018; 5:21. Disponível em : https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fict.2018.00021/full. Acesso em: 08 abr 2019.

Pereira ELC, Sanguino GZ, Ronchi TS, Previato GF, Jaques AE, Baldissera VDA. Tecnologias educativas gerontogeriátricas nas diferentes temáticas de saúde: uma revisão integrativa. Revista de Enfermagem do Centro Oeste Mineiro [Internet]. 2019; 9: 1-8. Disponivel em: http://seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/2768. Acesso em 19 fev 2019.

Berardinelli LMM, Guedes NAC, Ramos JP, Nascimento MG. Tecnologia educacional como estratégia de empoderamento de pessoas com enfermidades crônicas [Educational technology as a strategy for the empowerment of people with chronic illnesses]. Revista Enfermagem UERJ [Internet]. 2014; 22(5): 603-9. Disponivel em: http://www.facenf.uerj.br/v22n5/v22n5a04.pdf . Acesso em: 28 fev 2019.

Cordeiro LI, Lopes TDO, Lira LEDA, Feitoza SMDS, Bessa MEP, Pereira MLD et al. Validation of educational booklet for HIV/Aids prevention in older adults. Revista brasileira de Enfermagem [Internet]. 2017; 70(4): 775-82. Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672017000400775&lng=en&tlng=en. Acesso em: 23 mar 2019.

Camacho ACLF, Abreu LTA, Leite BS, Mata ACO, Louredo DS, Silva RP. Validação de cartilha informativa sobre idoso demenciado pelos enfermeiros e acadêmicos de enfermagem: estudo observacional-transversal. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2014; 6(1): 8-16. Disponivel em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=5057/5057506203_210. Acesso em: 23 mar 2019.

Arruda LM, Avansi TA. Analfabetismo na terceira idade: pesquisa do analfabetismo em Sinop-MT. Eventos Pedagógicos [Internet]. 2014; 5(2): 435-42. Disponivel em: http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/view/1425. Acesso em: 06 mai 2019.

Santos LTM, Bastos MG. Desenvolvimento de material educacional sobre doença renal crônica utilizando as melhores práticas em letramento em saúde. Brazilian Journal of Nephrology [Internet]. 2017; 39(1): 55-58. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-28002017000100055&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 23 mar2019.

Cruz FOAM, Ferreira EB, Vasques CI, Mata LRF, Reis PED. Validação de manual educativo para pacientes com câncer de cabeça e pescoço submetidos à radioterapia. Revista Latino-Americana de Enfermagem [Internet]. 2016; 24: 1-9. Disponivel em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02706.pdf . Acesso em: 28 fev 2019.

Chininthorn P, Glaser M, Tucker WD, Diehl JC. Exploration of deaf people’s health information sources and techniques for information delivery in Cape Town: a qualitative study for the design and development of a mobile health app. JMIR human factors [Internet]. 2016; 3(2): e28. Disponivel em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27836819. Acesso em: 08 abr 2019.

Módolo CM. Infográficos: características, conceitos e princípios básicos. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação da Região Sudeste [Internet]. 2007; 12:1-15. Disponivel em: http://www.intercom.org.br/papers/regionais/sudeste2007/resumos/r0586-1.pdf. Acesso em: 06 mai 2019.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n4.3277

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.