A história de pessoas com obesidade mórbida: uma experiência no sul do Brasil

Alixandra Trindade dos Santos, Cintia Hugen Panata, Janaina Regina Schmitt, Maria Itayra Coelho de Souza Padilha, Lúcia Nazareth Amante

Resumo


Este estudo objetiva conhecer a história de vida de clientes com obesidade mórbida internados em um hospital geral para submeterem-se à cirurgia bariátrica. Pesquisa qualitativa descritiva por meio de entrevistas, abordando a história de vida de dez sujeitos, cujos resultados apontaram dificuldades para o autocuidado que se evidenciaram pela desistência da prática de atividades físicas e consequente dor corporal. A sexualidade aparentemente não é um fator importante, porém o preconceito faz parte do cotidiano do indivíduo obeso, interferindo em sua vida, atitudes e decisões. A autoimagem negativa motiva a realização da cirurgia bariátrica. Os discursos revelaram o desconhecimento quanto à doença e à cirurgia e a importância do papel da equipe de saúde.
Descritores: História, Obesidade, Obesidade Mórbida, Cirurgia Bariátrica.

The history of people with morbid obesity: experience in southern Brazil

This study aims to examine the history of life of patients with morbid obesity hospitalized in a general hospital to undergo bariatric surgery. Descriptive qualitative research by means of interviews, approaching the life history of 10 subjects, whose results indicated difficulties for self-care that is evidenced by the withdrawal of physical activity and consequent body pain. Sexuality is apparently not an important factor, but the bias is part of daily life in obese individuals, interfering in his life, attitudes and decisions. . The negative self-image motivates the bariatric surgery. The speeches revealed ignorance about the disease and surgery and the importance of the role of the health team.
Descriptors: History, Obesity, Morbid Obesity, Bariatric Surgery.

La historia de las personas con obesidad mórbida: experiencia en el sur de Brasil

Este estudio tiene como objetivo examinar la historia de vida de los pacientes con obesidad mórbida, hospitalizados en un hospital general de someterse a cirugía bariátrica. La investigación descriptiva cualitativa a través de entrevistas, que trata de la historia de vida de 10 sujetos, cuyos resultados indicaron dificultades para el autocuidado que se evidencia por el retiro de la actividad física y dolor corporal consecuente. La sexualidad no es al parecer un factor importante, pero el sesgo es parte de la vida diaria en personas obesas, lo que interfiere en su vida, las actitudes y decisiones. La imagen negativa de sí mismo fomenta la cirugía bariátrica. Los discursos revelaron la ignorancia sobre la enfermedad y la cirugía y la importancia del papel del equipo de salud.
Descriptores: Historia, Obesidad, Obesidad Mórbida, La Cirugía Bariátrica.

Texto completo:

PDF

Referências


Puglia CR. Indicações para o tratamento operatório da obesidade mórbida. Rev Assoc Med Bras. 2004;50(2):118.

Mariath AB. Obesidade e fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis entre usuários de unidade de alimentação e nutrição. Cad Saúde Pública. 2007; 23(4):897-905.

Rosado EL, Monteiro JBR. Obesidade e a substituição de macronutrientes da dieta. Rev Nutr. 2001;14(2):145-52.

Torres GV, Davim RMB, Nóbrega MML. Aplicação do processo de enfermagem baseado na teoria de Orem: estudo de caso com uma adolescente grávida. Rev Latinoam Enferm. 2009;7(2):47-53.

Minella LS. Gênero e contracepção: uma perspectiva sociológica. Florianópolis: UFSC; 2005. p. 191.

Barros ML. Família e gerações. Rio de Janeiro: FGV; 2006. p. 163.

Wagner A, Falcke D, Meza EBD. Crenças e valores dos adolescentes acerca de família, casamento, separação e projetos de vida. Psicol Reflex Crit. 1997;10(1).

Rossi A, Moreira EAM, Rauen MS. Determinantes do comportamento alimentar: uma revisão com enfoque na família. Rev Nutr. 2008;21(6): 739-48.

Rotenberg S, De Vargas S. Práticas alimentares e o cuidado da saúde: da alimentação

da criança à alimentação da família. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2004;4(1):85-94.

Parizzi MR. A importância do resgate da percepção da saciedade no tratamento e na prevenção da obesidade da criança e do adolescente. Textos Cient Soc Mineira Pediatr. 2004.

Albano RD, Souza SB. Ingestão de energia e nutrientes por adolescentes de uma escola pública. J Pediatr. 2001;77(6).

Francischi RPP. Obesidade: atualização sobre sua etiologia, morbidade e tratamento. Rev Nutr. 2000;13(1):17-28.

Godoy FC. Índice de qualidade da dieta de adolescentes residentes no distrito do Butantã, município de São Paulo, Brasil. Rev Nutr. 2006;19(6):663-71.

Sebold LF, Radünz V, Rocha PK. Proenf: saúde do adulto. 2ª ed. Florianópolis: ABEn; 2007.

Bouchard C, Pérusse L, Rice T. The genetics of human obesity. In: Bray GA, Bouchard C, James WPT. Handbook of obesity. New York: Marcel Dekker; 1998.

Nahas MV. Atividade física, saúde e qualidade de vida. 4ª ed. Londrina: Midiograf; 2006.

Rangel M. A violência do estigma e do preconceito à luz da representação social. Rev Bras Est Pedagog. 1993;74(178):639-54.

Pedrolo FT, Zago MMF. A imagem corporal alterada do laringectomizado: resignação com a condição. Rev Bras Cancerol. 2000;46(4):407-15.

Nascimento LMP, Amaral RM, Menezes RL. Percepção da imagem corporal, autoestima e qualidade de vida em alunos da Unati/UCG. Rev Digital EFDeportes. 2008;14(127).

Schillng F, Miyashiro SG. Como incluir? O debate sobre o preconceito e o estigma na atualidade. Educ Pesqui. 2008;34(2):243-54.

Bandeira L, Batista AS. Preconceito e discriminação como expressões de violência. Rev Estud Feminista. 2002;10(1):119-41.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2010.v1.n3.38

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.