O significado dos olhos nas representações sociais de clientes transplantados de córnea e suas implicações para o cuidado de si

Ralrizônia Fernandes Sousa, Sílvio Éder Dias da Silva, Esleane Vilela Vasconcelos, Lucialba Maria Silva dos Santos, Vander Monteiro da Conceição, Jeferson Santos Araujo

Resumo


Objetivou-se identificar o significado dos olhos nas representações sociais de clientes transplantados de córnea e suas implicações para o cuidado de si. Tratase de uma pesquisa descritiva qualitativa, adotando a Teoria das Representações Sociais na perspectiva de Moscovici. Fizeram parte deste estudo, 15 clientes submetidos a transplantes de córnea e que se encontravam em acompanhamento no Consultório de Oftalmologia do Ambulatório do Hospital Ophir Loyola, em Belém, PA. Os depoentes atribuíram significados diversos aos seus olhos, substanciados por sentimentos de tristeza e insatisfação, que contribuíram para mudanças significativas no cuidado de si. Há necessidade de se cogitar sobre o compromisso do enfermeiro com o cliente transplantado de córnea que, muitas vezes, encontra-se fragilizado, necessitando de um olhar mais atento.

Descritores: Enfermagem, Transplante de Córnea, Cuidado de Si.

Eye on the meaning of social representations corneal transplantation customers and it’s implications for the care of you

The aim of this study was to identify the meaning of the eyes of customers in the social representations of corneal transplant and its implications for self-care. It is a descriptive and qualitative study, adopting the Social Representation Theory in the context of Moscovici. The sample comprised 15 clients who underwent corneal transplantation and were followed up in the office of the Ophthalmology Clinic of the Ophir Loyola Hospital, in Belem, Pará. The respondents attributed different meanings to their eyes; substantiated by feelings of sadness and dissatisfaction, that contributed to significant changes in self-care. There is need to think about the commitment of the nurse with the client cornea transplant, which often is fragile, requiring a closer look.

Descriptors: Nursing, Corneal Transplantation, Self-care.

Los ojos sobre el significado de los clientes representataciones sociales transplante de córnea y sus conscuencias para el cuidad de usted

El objetivo fue identificar el significado de los ojos de los clientes en las representaciones sociales de trasplante de córnea y sus implicaciones para el autocuidado. Se trata de un estudio descriptivo cualitativo, adoptando laTeoría de las Representaciones Sociales en el contexto de Moscovici. La muestra es compuesta por 15 clientes que se sometieron a trasplante de córnea que se siguió en la oficina de la Clínica de Oftalmología del Hospital Ophir Loyola, en Belem, Pará. Los encuestados atribuyen diferentes significados a sus ojos, motivada por sentimientos de tristeza e insatisfacción, que han contribuido a cambios significativos en el auto-cuidado. Hay que pensar en el compromiso de la enfermera con el trasplante de cornea del cliente, que a menudo es frágil, lo que requiere una mirada más cercana.

Descriptores: Enfermería, Trasplante de Córnea, Cuidar de si.

Texto completo:

PDF

Referências


Calix Netto MJ. Principais indicações de transplante penetrante de córnea em um serviço de referência no interior de São Paulo (Sorocaba - SP, Brasil) [Internet]. [citado em 2010 Jun 15]. Disponível em: http://www.scielo.br/scieloOrg/php/citedScielo.php?pid=S007〈=en

Ministério da Saúde (BR). Notícias Transplantes. Transplantes de órgãos crescem 24,3% Brasília [Internet]. [citado 2010 Jun 12]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/default.cfm?pg=dspDetalheNoticia&id_area=124&CO_NOTICIA=10592

Moscovici S. Investigações em psicologia social. 2ª ed. Petrópolis: Vozes; 2007.

Ferreira V. Questionação a Foucault e algum estruturalismo. In: Foucault M. As palavras e as coisas. Lisboa: Edições 70; 2002. p. 21-46.

Shealy CN, Myss CM. Medicina intuitiva – reações emocionais, psicológicas e espirituais que propiciam a saúde e a cura. São Paulo: Cultrix; 1993.

Cyrillo PI. Aspectos psicológicos relacionados aos portadores de lesões oculares e a utilização de prótese. In: Fonseca EPD. Prótese ocular. São Paulo: CIP; 1987. p. 181-7.

Stoppe A, Segal A. Depressão – atualização neuropsiquiatria. São Paulo: Lemos; 1998.

Lubkin V. Psychological considerations. In: Stwart WB. Plastic surgery. California: San Francisco; 1984. p. 42-4.

Tavares MCGC. Imagem corporal: conceito e desenvolvimento. Barueri: Manole; 2003.

Moscovici S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar; 1978.

Maia AR. Princípios de cuidar. In: Reibnitz KS, Horr J, Souza ML, Spríccigo JS (organizadores). O processo de cuidar, ensinar e aprender o fenômeno das drogas: políticas de saúde, educação e enfermagem. Florianópolis: PEN/UFSC; 2003. v. 2, p. 49-62.

Boff L. Saber cuidar. Ética do humano – compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes; 1999.

Waldow VR. Cuidado humano: o resgate necessário. 3a ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto; 2001.

Moscovici S. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes; 2009.

Erdmann AL. O sistema de cuidados de enfermagem: suas organizações nas instituições de saúde. Texto Contexto Enferm. 1998;7(2):52-69.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2012.v3.n4.385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.