Sintomas depressivos entre gestantes soropositivas e soronegativas para o vírus da imunodeficiência humana

Elisangela dos Santos Marques, Géssyca Cavalcante de Melo, Thyara Maia Brandão, Anderson da Silva Moreira, Julya Thereza dos Santos Paixão

Resumo


Objetivo: analisar a intensidade de sintomas depressivos entre gestantes soropositivas e soronegativas para o Vírus da Imunodeficiência Humana. Metodologia: estudo com abordagem quantitativa e corte transversal. A coleta de dados foi realizada no período de março a novembro de 2018 em dois ambulatórios de uma capital do nordeste que prestam atendimento pré-natal. Foi utilizado o Inventário de Depressão de Beck como instrumento de coleta de dados e o teste exato de Fisher para análise. Resultados: entre as 49 gestantes pesquisadas, 23 foram soronegativas e 26 soropositivas. A maioria das gestantes que vivem com o Vírus da Imunodeficiência Humana apresentaram sintomas depressivos classificados como moderado a grave, enquanto que, entre as gestantes soronegativas, prevaleceu a intensidade leve ou a ausência dos sintomas em 69,2% (n=18). Essa comparação apresentou diferença estatisticamente significativa (p=0,001). Conclusão: a presença desses sintomas, em níveis elevados, pode levar a desfechos maternos e perinatais desfavoráveis, o que mostra a importância de uma ferramenta de triagem específica para a identificação de riscos.

Descritores: Gestação; HIV; Sintomas Depressivos.


DEPRESSIVE SYMPTOMS BETWEEN SEROPOSITIVE AND SORONEGATIVE PREGNANT WOMEN FOR HUMAN IMMUNODEFICIENCY VIRUSES

Objective: to analyze the intensity of depressive symptoms among seropositive and seronegative pregnant women for the Human Immunodeficiency Virus. Methodology: study with a quantitative approach and cross-section. Data collection was carried out from March to November 2018 in two outpatient clinics in a northeastern capital that provide prenatal care. The Beck Depression Inventory was used as a data collection instrument and Fisher's exact test for analysis. Results: among the 49 pregnant women surveyed, 23 were seronegative and 26 seropositive. Most of the pregnant women living with the Human Immunodeficiency Virus presented depressive symptoms classified as moderate to severe, while, among seronegative pregnant women, mild intensity or absence of symptoms prevailed in 69.2% (n = 18). This comparison showed a statistically significant difference (p = 0.001). Conclusion: the presence of these symptoms, at high levels, can lead to unfavorable maternal and perinatal outcomes, which shows the importance of a specific screening tool for the identification of risks.

Descriptores: Gestation; HIV; Depressive Symptoms.


SINTOMAS DEPRESIVOS ENTRE MUJERES EMBARAZADAS SOROPOSITIVAS Y SORONEGATIVAS PARA EL VIRUS DE INMUNODEFICIENCIA HUMANA

Objetivo: analizar la intensidad de los síntomas depresivos entre las embarazadas seropositivas y seronegativas para el Virus de Inmunodeficiencia Humana. Metodología: estudio con enfoque cuantitativo y corte transversal. La recolección de datos se llevó a cabo de marzo a noviembre de 2018 en dos clínicas ambulatorias en una capital del noreste que brindan atención prenatal. El Inventario de Depresión de Beck se utilizó como instrumento de recolección de datos y la prueba exacta de Fisher para el análisis. Resultados: entre las 49 mujeres embarazadas encuestadas, 23 fueron seronegativas y 26 seropositivas. La mayoría de las mujeres embarazadas que viven con el Virus de Inmunodeficiencia Humana presentaron síntomas depresivos clasificados como moderados a severos, mientras que, entre las mujeres embarazadas seronegativas, la intensidad leve o la ausencia de síntomas prevalecieron en 69.2% (n = 18). Esta comparación mostró una diferencia estadísticamente significativa (p = 0.001). Conclusión: la presencia de estos síntomas, en niveles altos, puede conducir a resultados maternos y perinatales desfavorables, lo que demuestra la importancia de una herramienta de detección específica para la identificación de riesgos.

Descriptores: Gestación; VIH; Síntomas Depresivos.


Texto completo:

PDF

Referências


Lima MOP, Tsunechiro MA, Bonadio IC, Murata. Sintomas depressivos na gestação e fatores associados: estudo longitudinal. Acta Paul Enferm. [internet]. 2017 Jan [citado em 1 Jun. 2020]; 30(1):39-46. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201700007.

Aloise SR, Ferreira AF, Lima RFS. Depressão pós-parto: identificação de sinais, sintomas e fatores associados em maternidade de referência em Manaus. Enferm. Foco [internet]. 2019 Set;10(3): 41-45. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2455/584.

Kassada DS, Waidman MAP, Miasso AI, Marcon SS. Prevalência de transtornos mentais e fatores associados em gestantes. Acta paul. enferm. [internet]. 2015 Jan [citado em 28 Mai. 2020];28(9):495-502. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-0194201500084.

Leão AM, Gomes IP, Ferreira MJM, Cavalcanti LP. Prevalência e fatores associados à depressão e ansiedade entre estudantes universitários da área da saúde de um grande centro urbano do nordeste do Brasil. Rev. bras. educ. méd. . [internet]. 2018 Dec [citado em 28 Mai. 2020];42(4):55-65. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v42n4rb20180092.

Ngocho JS, Watt MH, Minja L, Knettel BA, Mmbaga BT, Willians PP, et al. Depression and anxiety among pregnant women living with HIV in Kilimanjaro region, Tanzania. Plos One [internet]. 2019 Out [citado em 29 Mai. 2020];14(10):1-15. Disponível em: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0224515.

Ministério da Saúde (BR). Boletim Epidemiológico – HIV/Aids. Dezembro 2019. Ministério da Saúde [Internet]. 2018 [citado em 29 Mai 2020]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2019/boletim-epidemiologico-de-hivaids-2019.

Hernandes CP, Rocha RK, Hausmann A, Appelt JB, Marques CM. Análise qualitativa dos sentimentos e conhecimentos acerca da gestação e do HIV em gestantes soropositivas e soronegativas. J. Health Biol Sci. [internet]. 2019 Mar [citado em 30 Mai 2020];7(1):32-40. Disponível em: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v7i1.2211.p32-40.2019.

Feuillet P, Lert F, Tron L, Aubriere C. Spire B, Dray-spira R. Prevalence of and factors associated with depression among people living with HIV in France. Hiv Medicine [internet]. 2016 Set [citado em 30 Mai. 2020];18(6):383-94. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1111/hiv.12438.

Rezaei S, Ahmadi S, Rahmati J, Hosseinifard H, Dehnad A, Aryankhesal A, et al. Global prevalence of depression in HIV/AIDS: a systematic review and meta-analysis. BMJ support. palliat. care (Online) [internet]. 2019 Dez [citado em 05 jun. 2020]; 9 (4): 404-412. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1136/bmjspcare-2019-001952.

Costa DO, Souza FIS, Pedroso GC, Strufaldi MWL. Transtornos mentais na gravidez e condições do recém-nascido: estudo longitudinal com gestantes assistidas na atenção básica. Ciênc. Saúde Colet. [internet]. 2016 Fev [citado em 30 Mai. 2020];23(3):691-700. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018233.27772015.

Castro GG, Ferreira FFG, Camargos AS, Leite MAFJ, Mattos JCS. Diferenças da qualidade de vida entre mulheres com alto e habitual risco gestacional. Aletheia [internet]. 2019 Jun [citado em 29 mai. 2020];51(1):102-15.Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/aletheia/article/view/5292.

Silva MMJ, Lima GS, Monteiro JCS, Clapis MJ. Depressão na gravidez: fatores de risco associados à sua ocorrência. SMAD, Rev Eletrônica Saúde Mental Álcool Drog [internet]. 2020 Fev [citado em 29 mai. 2020];16(1):1-12. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2020.153332.

Dias EG, Anjos GB, Alves L, Pereira SN, Campos LM. Ações do enfermeiro no pré-natal e a importância atribuída pelas gestantes. Revista Sustinere [internet]. 2018 Jun [citado em 30 mai. 2020];6(1):52-62. Disponível em: https://doi.org/10.12957/sustinere.2018.31722.

Hartmann JM, Mendoza-Sassi RA, Cesar JA. Depressão entre puérperas: prevalência e fatores associados. Cad. Saúde Pública (Online) [internet]. 2017 Out [citado em 30 mai. 2020];33(9):327-45. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0102-311x00094016.

Junqueira TL, Coelho ASF, Sousa MC, Louro NS, Silva PS, Almeida NAM. Gestantes que recebem informações de profissionais de saúde e o conhecimento de seus direitos no período gravídico-puerperal. Enferm. Foco [internet]. 2019 Mar [citado em 3 Jun. 2020];10(4):67-72. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2213/607.

Arruda TA, Trindade EC, Pacheco MLKL, Mathias WCFS, Cavalcanti PCS. O papel do enfermeiro no cuidado à mulher com depressão puerperal. Brazilian Journal of health Review [internet]. 2019 Fev [citado em 30 mai. 2020];2(2):1275-88. Disponível em: http://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1341.

Angrand RC, Sperling R, Roccobono K, Osborne LM, Jao J. Depression in perinatally HIV-infected pregnant women compared to non-perinatally HIV-infected and HIV-uninfected pregnant women. AIDS Care [internet]. 2018 Mai [citado em 31 mai. 2020];30(9):1168-72. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/09540121.2018.1476659.

Lima ACMACC, Bezerra KC, Sousa DMN, Rocha JF, Oriá MOB. Construção e Validação de cartilha para prevenção da transmissão vertical do HIV. Acta Paul Enferm [internet]. 2017 Mar [citado em 1 Jun. 2020];30(2):181-9. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201700028.

Silveira P, Tavares C, Marcondes F. Suporte emocional às gestantes que convivem com doenças crônicas. Rev. Port. Enferm. Saúde mental [internet]. 2016 Out [citado em 1 Jun. 2020]; (4):63-8. Disponível em: http://dx.doi.org/10.19131/rpesm.0143.

Lôbo ALSF, Santos AAP, Pinto LMTR, Rodrigues TC, Lima MGT, Bastos LJD. Representações sociais de mulheres que vivem com o vírus da imunodeficiência humana e desejam engravidar. Texto & contexto enferm. [internet]. 2018 Jul [citado em 1 Jun. 2020]; 27(3):1-10. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072018004440016.

Medeiros DS, Jorge MSB. A invenção da vida na gestação: viver com HIV/aids e a produção do cuidado. Sex., salud soc. (Rio J.) [internet]. 2018 Dec [citado em 1 Jun. 2020]; (30):242-61. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1984-6487.sess.2018.30.12.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n1.3985

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.