Sistematização da Assistência de Enfermagem: compreensão à luz de seus pilares e elementos constituintes

George Luiz Alves Santos, Rosimere Ferreira Santana, Anderson Reis de Sousa, Glaucia Valente Valadares

Resumo


Objetivo: Analisar os pilares da Sistematização da Assistência de Enfermagem e seus elementos constituintes. Método: Estudo teórico-reflexivo, que estabeleceu como categorias analíticas Método, Pessoal, Instrumentos. Resultados: Se decompôs cada pilar estruturante da Sistematização, o que permitiu identificar seus elementos constituintes, e ampliou-se a compreensão do que é Sistematização da Assistência de Enfermagem, considerando-a como fenômeno distinto do Processo de Enfermagem. Conclusão: Descortinaram-se os elementos que compõem cada pilar da Sistematização da Assistência de Enfermagem, permitindo melhor entendimento quando se discute a organização do trabalho profissional a partir desta, bem como, ampliou-se a compreensão do termo, conceitual e operacionalmente.

DESCRITORES: Processo de enfermagem; Teoria de enfermagem; Terminologia Padronizada em Enfermagem; Recursos humanos; Protocolos.

 

SYSTEMATIZATION OF NURSING CARE: UNDERSTANDING IN THE LIGHT OF ITS PILLARS AND CONSTITUENT ELEMENTS

Objective: To analyze the pillars of the Nursing Care Systematization and its constituent elements. Method: Theoretical-reflective study, which established as analytical categories Method, Personnel, Instruments. Results: Each structuring pillar of the Systematization was decomposed, which allowed the identification of its constituent elements, and the understanding of what is Systematization of Nursing Care was expanded, considering it as a distinct phenomenon of the Nursing Process. Conclusion: The elements that make up each pillar of the Systematization of Nursing Assistance were revealed, allowing a better understanding when discussing the organization of professional work from it, as well as the understanding of the term, conceptually and operationally, was expanded.

DESCRIPTORS: Nursing process; Nursing theory; Standardized Nursing Terminology; Human Resources; Protocols.

 

SISTEMATIZACIÓN DE LA ATENCIÓN DE ENFERMERÍA: ENTENDIMIENTO A LA LUZ DE SUS PILARES Y ELEMENTOS CONSTITUYENTES

Objetivo: Analizar los pilares de la Sistematización del Cuidado de Enfermería y sus elementos constitutivos. Método: Estudio teórico-reflexivo, que establece como categorías analíticas Método, Personal, Instrumentos. Resultados: se descompuso cada pilar estructurador de la Sistematización, lo que permitió la identificación de sus elementos constitutivos, y se amplió la comprensión de lo que es la Sistematización de la Atención de Enfermería, considerándolo como un fenómeno distinto del Proceso de Enfermería. Conclusión: se revelaron los elementos que componen cada pilar de la Sistematización de la Asistencia de Enfermería, lo que permitió una mejor comprensión al analizar la organización del trabajo profesional a partir de ella, así como la comprensión del término, conceptual y operativamente, se amplió.
DESCRIPTORES: Proceso de enfermería; Teoría de enfermería; Terminología de enfermería estandarizada; Recursos humanos; Protocolos.


Texto completo:

PDF

Referências


Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução COFEN-358/2009 [Internet]. Brasília, DF: COFEN; 2009 [citado 2020 Jan 31]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

Garcia TR, Nóbrega MM. Systematization of nursing care: is there agreement on the concept? Rev Eletr Enf [Internet]. 2009 [cited 2020 Jan 28];11(2):233. Available from: https://doi.org/10.5216/ree.v11.46933

Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (COREN-BA). SAE - Sistematização da Assistência de Enfermagem. Um guia para a prática [Internet]. Salvador: COREN-BA, 2016 [citado 2020 Jan 28]. Disponível em: http://ba.corens.portalcofen.gov.br/wp-content/uploads/2016/07/GUIA_PRATICO_148X210_COREN.pdf

Leopardi MT. Teoria e método em assistência de enfermagem. Porto Alegre: Soldasoft; 2006.

Brasil. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre o exercício da enfermagem, e dá outras providências. Brasília, DF: Diário Oficial da União; 1986. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7498.htm

Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). Resolução COFEN 543/2017 [Internet]. Brasília, DF: COFEN; 2017 [citado 2020 Jan 28]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-5432017_51440.html

Conselho Regional de Enfermagem-SP (COREN-SP). Guia de boas práticas de enfermagem na atenção básica: norteando a gestão e a assistência [Internet]. São Paulo: COREN-SP, 2017 [citado 2020 Jan 28]. https://portal.coren-sp.gov.br/wp-content/uploads/2010/01/guia_de_boas_praticas_de_enfermagem_na_atencao_basica_norteando_gestao_a_assistencia.pdf

Conselho Regional de Enfermagem-SP (COREN-SP). Guia para construção de protocolos assistenciais de enfermagem [Internet]. São Paulo: COREN-SP, 2015 [citado 2020 Jan 28]. Disponível em: https://portal.coren-sp.gov.br/wp-content/uploads/2010/01/Protocolo-web.pdf

Llapa-Rodríguez EO, Oliveira JK, Melo FC, Silva GG, Mattos MC, Macieira Júnior VP. Insertion of central vascular catheter: adherence to infection prevention bundle. Rev Bras Enferm [Internet]. 2019 [cited 2020 Jan 28];72(3):774-79. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0124

Debon R, Fortes VL, Rós AC, Scaratti M. The Nurses’ Viewpoint Regarding the Use of the braden Scale With the Elderly Patient. Rev Fund Care Online [Internet]. 2018 [cited 2020 Jan 28];10(3):817-23. Available from: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2018.v10i3.817-823

Tavares FM, Tavares WS. Elaboration of a nursing assistance systematization instrument: experience report. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro [Internet]. 2018 [cited 2020 Jan 28];8:e2015. Available from: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.2015

NANDA International. Diagnósticos de enfermagem da NANDA-I: definições e classificação 2018-2020. 11. ed. Porto Alegre: Artmed; 2018.

Moorhead S, Johnson M, Maas M, Swanson E. NOC. Classificações dos resultados de enfermagem: mensuração dos resultados em saúde. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2016.

Bulechek GM, Butcher HK, Dochterman JM. NIC. Classificação das intervenções de enfermagem. 6. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2016.

Garcia T. Avanços no conhecimento da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem - CIPE® (1989-2017). In: Anais do I Encontro Internacional do Processo de Enfermagem (ENIPE), 22 e 27 de junho de 2017 [Internet]. Campinas: GALOÁ, 2018 [citado 2020 Jan 28]. Disponível em: https://doi.org/10.17648/enipe-20




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n1.3993

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.