Cuidado Clínico e Cuidado Clínico de Enfermagem: circunscrevendo um novo campo conceitual

José Jeová Mourão Netto, Maria da Conceição Coelho Brito, Maria Vilani Cavalcante Guedes, Maria Célia de Freitas, Lúcia de Fátima da Silva, Lucilane Maria Sales da Silva

Resumo


Objetivo: Discutir sobre o Cuidado Clínico e o Cuidado Clínico de Enfermagem, neste percurso, propondo uma definição para esses conceitos. Métodos: Trata-se de um estudo teórico, de caráter reflexivo, ancorado na concepção de cuidado e de clínica de autores oriundos de diferentes áreas do conhecimento (Filosofia, Sociologia, Medicina e Enfermagem), com vistas a permitir a construção de um arcabouço teórico capaz de fundamentar as discussões e definições propostas. Resultados: Cuidado Clínico e Cuidado Clínico de Enfermagem têm sido expressões cada vez mais utilizadas por profissionais e pesquisadores. No entanto, estes conceitos ainda se apresentam pouco delimitados. Hegemonicamente, a clínica tem sido representada pelas atividades de investigação e terapêutica das repercussões da doença no corpo, este marcado por sinais e sintomas. Porém, nessa acepção, com foco na doença, a clínica pouco contribui para a resolução dos problemas na saúde. Conclusão: Propõe-se que o Cuidado Clínico represente um novo campo conceitual, com estabelecimento de novas relações entre os sujeitos, que se detenha aos sinais e sintomas, mas também às repercussões psicológicas e sociais do adoecimento, considerando centralmente a pessoa e o seu contexto de vida, e não a doença.

Descritores: Enfermeiras e enfermeiros; Cuidados de enfermagem; Sinais e sintomas.


CLINICAL CARE AND CLINICAL NURSING CARE: DELIMITING A NEW CONCEPTUAL FIELD

Objective: To discuss about Clinical Care and Clinical Nursing Care, in this path, proposing a definition for these concepts. Methods: It is a theoretical study, reflective, anchored in the conception of care and clinic by several authors from different areas of knowledge (Philosophy, Sociology, Medicine and Nursing), with a view to allowing the construction of a theoretical basis capable of supporting the proposed discussions and definitions. Results: Clinical Care and Clinical Nursing Care have been increasingly used by professionals and researchers. However, these concepts are still poorly defined. Hegemonically, the clinic has been represented by the research and therapeutic activities of the repercussions of the disease on the body, marked by signs and symptoms. However, in this sense, focusing on the disease, the clinic contributes little to the resolution of health problems. Conclusion: It is proposed that the Clinical Care represents a new conceptual field, with the establishment of new relationships between the subjects, which focuses on the signs and symptoms, but also on the psychological and social repercussions of the disease, considering the person, to the detriment of the patient. disease, and its context of life.

Descriptors: Nurses; Nursing care; Signs and symptoms


CUIDADO CLÍNICO Y CUIDADO CLÍNICO DE ENFERMERÍA: CIRCUNSCRIBIR UN NUEVO CAMPO CONCEPTUAL

Objetivo: Discutir la Atención clínica y la Atención de enfermería clínica, a lo largo de este camino, proponiendo una definición para estos conceptos. Métodos: Estudio teórico, reflexivo, anclado en la concepción del cuidado y la clínica por varios autores de diferentes áreas de conocimiento (Filosofía, Sociología, Medicina y Enfermería), con miras a permitir la construcción de una base teórica capaz de sustentar la discusiones y definiciones propuestas. Resultados: La atención clínica y la atención de enfermería clínica han sido expresiones cada vez más utilizadas por profesionales e investigadores. Sin embargo, estos conceptos todavía están mal definidos. Hegemónicamente, la clínica ha estado representada por investigaciones y actividades terapéuticas sobre las repercusiones de la enfermedad en el cuerpo, que está marcada por signos y síntomas. Sin embargo, en este sentido, con un enfoque en la enfermedad, la clínica hace poco para resolver los problemas de salud. Conclusion: Se propone que Clinical Care representa un nuevo campo conceptual, con el establecimiento de nuevas relaciones entre los sujetos, que se detiene en los signos y síntomas, pero también en las repercusiones psicológicas y sociales de la enfermedad, considerando a la persona centralmente y no a la persona. enfermedad y su contexto de vida.

Descriptores: Enfermeras y enfermeros; Atención de enfermería; Signos y síntomas


Texto completo:

PDF

Referências


Monteiro PV, Barbosa EMG, Nogueira JM, Pereira MLD, Freitas MC, Rodrigues DP. Em busca do cuidado clínico em enfermagem. In: Moreira TMM, Monteiro ARM, Silva LMS, Rodrigues DP. O cuidado clínico de enfermagem. 1ª Ed. Fortaleza: EdUECE; 2015.

Silveira LC, Vieira AN, Monteiro ARM, Miranda KCL, Silva LF. Clinical care in nursing: development of a concept in the perspective of professional practice reconstruction. Esc. Anna Nery [Internet]. 2013 Aug [cited 2019 Jul 3];17(3):548-54. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452013000300548

Waldow VR. Enfermagem: a prática do cuidado sob o ponto de vista filosófico. Investig Enferm. Imagen Desarr [Internet]. 2015 [cited 2020 Jul 3];17(1):13-25. Available from: http://dx.doi.org/10.11144/Javeriana.IE17-1.epdc

Boff L. Saber cuidar: ética do humano: compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes; 1999.

Noddings N. O cuidado: uma abordagem feminina à ética e à educação moral. Tradução: Magda Lopes. São Leopoldo: Unisinos; 2003.

Waldow VR. Cogitando sobre o cuidado humano. Cogitare Enferm [Internet]. 1998 Jul/Dec [cited 2019 Jul 3];3(2):7-10. Available from: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/download/44316/26805

Santos JLGS, Pestana AL, Guerrero P, Meirelles BSH, Erdmann AL. Nurses’ practices in the nursing and health care management: integrative review. Reben [Internet] 2013 mar-abr [cited 2020 Jul 3];66(2):257-63. Available from: https://www.redalyc.org/pdf/2670/267028666016.pdf

Vale EG, Pagliuca LMF. Construção de um conceito de cuidado de enfermagem: contribuição para o ensino de graduação. Rev Bras Enferm [Internet]. 2011 Feb [cited 2017 Jul 1];64(1):106-13. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672011000100016

Pozzobon A. Etimologia e abreviatura de termos médicos. Lajeado: Editora Univates, 2011.

Foucault M. O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1977.

Canguilhem G. O Normal e o Patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

Deleuze G. Crítica e clínica. São Paulo: 34, 1993.

Campos GWS. A clínica do sujeito: por uma clínica reformulada e ampliada. Saúde Paidéia. São Paulo: Hucitec, 2002.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n1.4174

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.