Automutilação na adolescência: fragilidades do cuidado na perspectiva de profissionais de saúde mental

Felipe Bruno Gualberto de Aragão, Johnatan Martins Sousa, Érika de Sene Moreira, Raquel Rosa Mendonça do Vale, Mário Henrique Cardoso Caixeta, Camila Cardoso Caixeta

Resumo


Objetivo: Analisar os aspectos que dificultam a consolidação do cuidado prestado a adolescentes que praticam automutilação assistidos por um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil da região central do Brasil, sob a ótica dos profissionais de saúde. Método: Trata-se de um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa. Participaram seis profissionais de saúde. Para a coleta de dados, foi utilizada a técnica da entrevista individual semiestruturada e os dados foram submetidos à análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: Após a análise dos dados, emergiu a categoria temática: Cuidados, que se desdobrou em três subcategorias: Fragilidades estruturais, Fragilidades técnicas e Fragilidades de gestão que revelam os fatores que prejudicam o cuidado psicossocial integral aos adolescentes que praticam automutilação. Considerações finais: Faz-se necessário aprimorar as instalações físicas do CAPSi, oferecer capacitação técnica permanente aos profissionais e gestores, além de desenvolver planos de cargos e salários mais sólidos.


Texto completo:

PDF

Referências


Pereira DEM, Onocko-Campos RT. Fluxos da rede de atenção psicossocial infantojuvenil: compreensão por meio da construção de itinerários. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental. [internet] 2019 [cited 2021 Jan 19];11(30):170-191. Available from: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69710/42278

Fernandes ADSA, Matsukura TS, Lussi IAO, Ferigato SH, Morato GG. Reflexões sobre a atenção psicossocial no campo da saúde mental infantojuvenil. Cad. Bras. Ter. Ocup. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];28(2):725-740. Available from: https://www.scielo.br/pdf/cadbto/v28n2/2526-8910-cadbto-2526-8910ctoARF1870.pdf

Belotti M, Maia CC, Avellar LZ, Silva POM. Concepções de Profissionais de Saúde sobre as Atribuições de um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil. Psicol. teor. pesqui. [internet] 2018 [cited 2021 Jan 19];34(e34430):1-9. Available from: https://www.scielo.br/pdf/ptp/v34/1806-3446-ptp-34-e34430.pdf

Sousa JM, Vale RRM, Pinho ES, Almeida DR, Nunes FC, Farinha MG, et al. Efetividade dos grupos terapêuticos na atenção psicossocial: análise à luz dos fatores terapêuticos. Rev. bras. enferm. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];73(suppl. 1):01-09. Available from: 2020-0410 - POR.indd (scielo.br)

Ribeiro MC. Trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial de Alagoas, Brasil: interstícios de uma nova prática. Interface comun. saúde educ. [internet] 2015 [cited 2021 Jan 19];19(52):95-107. Available from: https://www.scielo.br/pdf/icse/v19n52/1807-5762-icse-19-52-0095.pdf

Cardoso CS, Coimbra VCC, Andrade APM, Martins MFD, Guedez AC, Pereira VR. Trajetórias terapêuticas das crianças que frequentam um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil. Rev. gaúcha enferm. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];41(e20190166):1-10. Available from: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v41/pt_1983-1447-rgenf-41-e20190166.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. Centros de Atenção Psicossocial e Unidades de Acolhimento como Lugares de Atenção Psicossocial no Territórios: Orientações para elaboração de projetos de construção, reforma e ampliação de CAPS e de UA. Brasília-DF: Ministério da Saúde, 2015. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/centros_atencao_psicossocial_unidades_acolhimento.pdf

Moraes DX, Moreira ES, Sousa JM, Vale RRM, Pinho ES, Dias PCS, et al. “Caneta é a lâmina, minha pele o papel”: fatores de risco da automutilação em adolescentes. Rev. bras. enferm. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];73(suppl. 1):01-09. Available from:2020-0578 - POR.indd (scielo.br)

Skegg K. Self-harm. Lancet. [internet] 2005 [cited 2021 Jan19];366(9495):1471–1483. Available from: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(05)67600-3/fulltext

Freitas EQM, Souza R. Automutilação na adolescência: prevenção e internação em psicologia escolar. Revista Ciência (In) Cena. On-line. [internet] 2017 [cited 2021 Jan 19];1(5):158-174. Available from: http://periodicos.estacio.br/index.php/cienciaincenabahia/article/viewFile/4356/pdf4356

Silva JK, Lima VHB. A adolescência e as automutilações. Cad. psicol. [internet] 2019 [cited 2021 Jan 19];1(2):7-25. Available from: https://seer.cesjf.br/index.php/cadernospsicologia/article/view/2480/1615

Batista MMSM, Cavalcante LEM, Conceição PWR. Manejos da psicologia no tratamento de adolescentes com comportamentos autolesivos com ênfase na automutilação. Braz. J. of Develop. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];6(7): 44598-44611. Available from: https://www.researchgate.net/publication/343455272_Manejos_da_psicologia_no_tratamento_de_adolescentes_com_comportamentos_autolesivos_com_enfase_na_automutilacao

Moreira ES, Vale RRM, Caixeta CC, Teixeira RAG. Automutilação em adolescentes: revisão integrativa da literatura. Ciênc. saúde colet. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];25(10):3945-3954. Available from: SciELO - Saúde Pública - Automutilação em adolescentes: revisão integrativa da literatura Automutilação em adolescentes: revisão integrativa da literatura (scielosp.org)

Silva SED, Padilha MICS, Santos LMS. A enfermagem estimulando o autocuidado de adolescentes a partir das representações sociais desses sobre as bebidas alcoólicas. Enferm. foco (Brasília). [internet] 2011 [cited 2021 Jan 19];2(3):160-163. Available from: A enfermagem estimulando o autocuidado de adolescentes a partir das representações sociais desses sobre as bebidas alcoólicas | Semantic Scholar

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de pesquisa em enfermagem: avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 9 ed. Porto Alegre, RS: Artmed; 2019.

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. Int J Qual Health Care. [internet] 2007 [cited 2021 Jan 19];19(6):349-57. Available from: https://academic.oup.com/intqhc/article/19/6/349/1791966

Bardin L. Análise de conteúdo: edição revista e ampliada. São Paulo, SP: Edições 70; 2016.

Ministério da Saúde (BR). Portaria n° 336, de 19 de fevereiro de 2002. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Brasília-DF: Ministério da Saúde, 2002. Available from: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2002/prt0336_19_02_2002.html

Souto RSF, Silva TV, Souza SAN, Santos WL. As dificuldades enfrentadas pelo enfermeiro no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) - revisão de literatura. Rev. Inic. Cient. e Ext. [internet] 2018 [cited 2021 Jan 19];1(Esp.2):226-36. Available from: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/view/84

Batista EC, Ferreira DF, Batista LKS. O cuidado em saúde mental na perspectiva de profissionais de um CAPS I da Amazônia. Rev. PsicoFAE, Pluralidades em Saúde Mental [internet] 2018 [cited 2021 Jan 19];7(1):77-92. Available from: https://revistapsicofae.fae.edu/psico/article/view/152

Santos RCA, Pessoa Júnior JM, Miranda FAN. Rede de atenção psicossocial: adequação dos papéis e funções desempenhados pelos profissionais. Rev. gaúcha enferm. [internet] 2018 [cited 2021 Jan 19];39(e57448):1-10. Available from: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v39/1983-1447-rgenf-39-e57448.pdf

Duarte KL, Souza EM, Rodrigues L. Importância e desafios do trabalho em rede entre a escola e um serviço de saúde mental infantojuvenil brasileiro. Revista de Psicologia da Criança e do Adolescente. [internet] 2017 [cited 2021 Jan 19];8(1):155-171. Available from: http://revistas.lis.ulusiada.pt/index.php/rpca/article/view/2484

Ziwchak DJV, Aristides JL. Percepção de familiares quanto ao seu papel no cuidado à criança e ao adolescente usuários de um CAPS infantojuvenil. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR. [internet] 2019 [cited 2021 Jan 19];23(3):181-187. Available from: https://revistas.unipar.br/index.php/saude/article/view/6759/3834

Camargo VP, Lena MS, Dias HZJ, Roso AR. Costurando saúde: Possibilidades de integração por meio da confecção de bonecos(as) de pano em um CAPS infantil. Psicol. argum. [internet] 2011 [cited 2021 Jan 19];29(64):101-108. Available from: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/20365/19633

Paiva ACA. A fragilidade na estrutura familiar e seus impactos no desenvolvimento psicossocial infanto-juvenil. Pretextos: Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas. [internet] 2019 [cited 2021 Jan 19];4(7):237-249. Available from: http://periodicos.pucminas.br/index.php/pretextos/article/view/18635

Oliveira NS, Lima AB, Alencar FS, Oliveira GL, Freitas LVT, Alencar VT, et al. Vínculo familiar na atenção psicossocial a adolescentes do CAPSi. ID online REVISTA DE PSICOLOGIA. [internet] 2014 [cited 2021 Jan 19];8(22):145-181. Available from: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/270/367

Salvador DB, Pio DAM. Apoio Matricial e Capsi: desafios do cenário na implantação do matriciamento em saúde mental. Saúde debate. [internet] 2016 [cited 2021 Jan 19]; 40(111):246-256. Available from: https://doi.org/10.1590/0103-1104201611119

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional do Ministério Público. Atenção Psicossocial a Crianças e Adolescentes no SUS: Tecendo Redes para Garantir Direitos. Brasília-DF: Ministério da Saúde, 2014. Available from: https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/cnmp/atencao_psicossocial_criancas_adolescentes_sus.pdf

Costa JP, Jorge MSB, Coutinho MPL, Costa EC, Holanda ITA. A reforma psiquiátrica e seus desdobramentos: representações sociais dos profissionais e usuários da atenção psicossocial. PsicoL. saber soc. [internet] 2016 [cited 2021 Jan 19];5(1):35-45. Available from: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/psi-sabersocial/article/view/15855

Azevedo CS, Sá MC, Cunha M, Matta GC, Miranda L, Grabois V. Racionalização e Construção de Sentido na Gestão do Cuidado: uma experiência de mudança em um hospital do SUS. Ciênc. Saúde Colet. [internet] 2017 [cited 2021 Jan 19];22(6):1991-2002. Available from: https://www.scielo.br/pdf/csc/v22n6/1413-8123-csc-22-06-1991.pdf

Kappel VB, Goulart BF, Pereira AR, Chaves LDP, Iwamoto HH, Barbosa MH. Comunicação profissional-família em um Centro de Atenção Psicossocial infantojuvenil: facilidades e dificuldades. Texto & contexto enferm. [internet] 2020 [cited 2021 Jan 19];29(e20190025):1-15. Available from: https://www.scielo.br/pdf/tce/v29/pt_1980-265X-tce-29-e20190025.pdf

Anjos Filho NC, Souza AM. A percepção sobre o trabalho em equipe multiprofissional dos trabalhadores de um Centro de Atenção Psicossocial em Salvador, Bahia, Brasil. Interface comun. saúde educ. [internet] 2017 [cited 2021 Jan 19];21(60):63-76. Available from: https://www.scielo.br/pdf/icse/v21n60/1807-5762-icse-1807-576220150428.pdf

Moreira RM, Rocha KB. O trabalho na gestão dos serviços substitutivos de saúde mental: aproximações entre Saúde Coletiva, Saúde Mental e Psicanálise. Physis (Rio J.). [internet] 2019 [cited 2021 Jan 19];29(2):1-20. Available from: https://www.scielo.br/pdf/physis/v29n2/0103-7331-physis-29-02-e290216.pdf




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n4.4477

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.