Perfil dos acidentes de trânsito atendidos por Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

Agnes Claudine Fontes de La Longuiniere, Ana Claudia Batista Silva, Deisiane Rodrigues de Araújo, Gabriel Cardoso da Silva, Mariana Oliveira Antunes Ferraz

Resumo


Objetivo: descrever o perfil dos acidentes de trânsito e das vítimas assistidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Método: estudo epidemiológico descritivo. A coleta dos dados foi realizada em 633 fichas de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de uma cidade do interior do Brasil. Os dados foram transferidos para o programa estatístico Statistical Package for Social Sciences e realizada uma análise descritiva dos dados. Resultados: 74% das vítimas foram do sexo masculino, com idade mais prevalente de 20 a 29 anos (37%). As motocicletas estiveram mais envolvidas nos acidentes e ocorreram em maior parte nos dias de finais de semana. Todos os óbitos registrados por esse serviço envolviam motos. Conclusão: os dados apresentados neste estudo são semelhantes com as características do perfil de acidentes de trânsito encontradas em outras pesquisas realizadas no país, principalmente em relação a motociclistas.   


Texto completo:

PDF

Referências


Carvalho ICCM, Saraiva IS. Perfil das vítimas de trauma atendidas pelo serviço de atendimento móvel de urgência. Rev. Interdisciplinar, 8(1):137-148, 2015. Disponível em: http://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/392/pdf_192

Ipea (BR). Relatório de Pesquisa: Rodovias Federais Brasileiras: caracterização, tendências e custos para a sociedade. Brasília, 2015. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/ images/stories/PDFs/relatoriopesquisa/150922_ relatorio_acidentes_transito.pdf

Paiva L, Monteiro DAT, Pompeo DA et al. Readmissions Due to Traffic Accidents at a General Hospital. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet] 2015 jul/ago; 23(4):693-9. doi: https://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.0242.2623

Cavalcante AKCB, Holanda VM, Rocha CFM et al. Perfil dos Acidentes de Trânsito atendidos por Serviço Pré-Hospitalar Móvel. Revista Baiana de Enfermagem. 2015; 29(2): 135-145. doi: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v29i2.12656

Gomes ATL, Silva MF, Dantas BAS et al. Caracterização dos acidentes de trânsito assistidos por um serviço de atendimento móvel de urgência. Rev. pesqui. cuid. fundam. [Internet]. 2016: 4269-4279. doi: http://dx.doi.org10.9789/2175-5361.2016.v8i2.4269-4279

Castillejos MAC, Cadena JLR, Romero RMSV, Rodriguez EB, Luna LM, Zetina CC. Frequency of vertebral fractures in high-energy trauma. Coluna/Columna. 2018 jun;17(2):147-150. doi http://dx.doi.org/10.1590/ s1808-185120181702189443.

Zanette GZ, Waltrick RS, Monte MB. Perfil epidemiológico do trauma torácico em um hospital referência da Foz do Rio Itajaí. Rev. Col. Bras. Cir. [Internet]. 2019; 46(2):e2121. doi http://dx.doi.org/10.1590/0100-6991e-20192121.

Moreira MR, Ribeiro JM, Motta CT, Motta JIJ. Mortalidade por acidentes de transporte de trânsito em adolescentes e jovens, Brasil, 1996-2015: cumpriremos o ODS 3.6? Ciência & Saúde Coletiva, 23(9):2785-2796, 2018. doi: 10.1590/1413-81232018239.17082018.

Greve JMD, Resende MR, Carvalho HB, Andreuccetti G, Bernini CO, Leyton V. Factors related to motorcycle accidents with victims: an epidemiological survey. Medical Express (São Paulo, online) [Internet]. 2018 [cited 2019 July 03] ; 5: mo18007. doi: http://dx.doi.org/10.5935/medical express.2018.mo.007.

Silva PF, Silva AS, Olegário WKB, Furtado BMASM. Caracterização das vítimas de traumatismo encefálico que evoluíram para morte encefálica. Rev Cuid [Internet]. 2018; 9(3): 2349-2360. Doi: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v9i3.565.

Ganne N, Martinez AT, Rodrigues C, Delgado MHC, Souza FA. Estudo sobre acidentes de trânsito envolvendo motocicletas, ocorridos no Município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil, no ano 2010. Rev Pan-Amaz Saude. 2013; 4(1):15-22. doi: http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232013000100003

Souza HNF, Malta SC, Freitas MI. Narrativas de motociclistas accidentados sobre riesgos y los diversos medios de transporte. Interface (Botucatu) [Internet]. 2018; 22(67): 1159-1171. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622017.0333.

Peres A. Velozes e vulneráveis. RADIS, 2019, nº 197.

WHO. Global status report on road safety 2018. Geneva: World Health Organization; 2018.

Brasil. Presidência da República. Lei 11.705 de 19 de junho de 2008. Brasília; 2008.

Dantas BAS, Gomes ATL, Silva MF, Dantas RAN, Torres GV. Avaliação do trauma nos acidentes com motocicletas atendidos por um serviço pré-hospitalar móvel de urgência. Revista Cubana de Enfermería. 2017; 33 (2). Disponível em http://www.revenfermeria.sld. cu/index.php/enf/article/view/1026/255

Mascarenhas MDM, Souto RMCVR, Malta DC, Silva MMA, Lima CMC, Montenegro MdeMS. Características de motociclistas envolvidos em acidentes de transporte atendidos em serviços públicos de urgência e emergência. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2016 Dez; 21 (12) : 3661-3671. doi: https://doi.org/10.1590/1413-812320152112.24332016

Barros CS, Dias ML, Silva TFA, Fernandes FECV. Characterization of land transport accidents occurring in federal roads. Arq. Ciênc. Saúde. 2018; 25 (1): 35-40. doi: https://doi.org/10.17696/2318-3691.25.1.2018.864.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n4.4625

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.