Paradigmas da saúde e a (des)valorização do cuidado em enfermagem

Déborah Karollyne Ribeiro Ramos, Simone Karine da Costa Mesquita, Mayana Camila Barbosa Galvão, Bertha Cruz Enders

Resumo


Este artigo objetiva promover uma reflexão crítica acerca da influência paradigmática na (des)valorização do cuidado em enfermagem, abordando os aspectos teórico-conceituais que regem a prática desta categoria profissional. Trata-se de um ensaio teórico e analítico, apresentado na forma de exposição lógico-reflexiva, com ênfase na argumentação e interpretação pessoal. O cuidado de enfermagem sofre influência de paradigmas que permeiam os modelos de atenção à saúde no Brasil. Tal fato implica diretamente nas divergências evidenciadas na práxis dos profissionais da área e nos impulsiona a repensar o saber/fazer da profissão.

Descritores: Cuidados de Enfermagem, Atenção à Saúde, Enfermagem.

Health paradigms and (de)valorization of the nursing care

This article aims to promote a critical reflection on the paradigmatic influence on the (de)valorization of the nursing care, approaching the theoretical-conceptual aspects ruling the practice of this profession. This is a theoretical and analytical study, presented as a logical-reflexive exposition, focusing on the personal argumentation and interpretation. The nursing care is influenced by paradigms permeating the healthcare models in Brazil. Such fact directly implies the evidenced divergences in the praxis of the professionals in this area and makes us to have a second thought on the knowing/doing aspects of the profession.

Descriptors: Nursing Care, Healthcare, Nursing.

Paradigmas de la salud y la (des)valorización del cuidado en enfermería

Este artículo tiene el objetivo de promover una reflexión crítica sobre la influencia paradigmática en la (des)valorización del cuidado en enfermería, abordando los aspectos teóricos e conceptuales que rigen la práctica de esta categoría profesional. Se trata de un ensayo teórico y analítico, presentado en la forma de exposición lógica y reflexiva, con énfasis en la argumentación e interpretación personal. El cuidado de enfermería sufre influencia de paradigmas que permean los modelos de atención a la salud en Brasil. Tal hecho implica directamente en las divergencias evidenciadas en la praxis de los profesionales del área y nos impulsa a repensar el saber/hacer de la profesión.

Descriptores: Cuidados de Enfermería, Atención a la Salud, Enfermería.

Texto completo:

PDF

Referências


Waldow VR. Cuidar: expressão humanizadora da enfermagem. Petrópolis (RJ): Vozes; 2007.

Boff L. Saber cuidar: ética do humano – compaixão pela terra. Petrópolis (RJ): Vozes; 1999.

Terra MG, et al. O significado do cuidado no contexto do pensamento complexo: novas possibilidades para a enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2006;15(esp):164-9.

Bueno FMG, Queiroz MS. O enfermeiro e a construção da autonomia profissional no processo de cuidar. Rev Bras Enferm. 2006;59(2):222-7.

Silva IJ, et al. Cuidado, autocuidado e cuidado de si: uma compreensão paradigmática para o cuidado de enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2009;43(3):697-703.

Kuhn TA. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva; 1970.

Mendes EV. Uma agenda para a saúde. 2ª ed. São Paulo: Hucitec; 2006.

Santos JLF, Westphal MF. Práticas emergentes de um novo paradigma de saúde: o papel da universidade. Estud Av. 1999;13(35):71-88.

Coelho EAC, Fonseca RMGS. Pensando o cuidado na relação dialética entre sujeitos sociais. Rev Bras Enferm. 2005;58(2):214-7.

Capra F. O ponto de mutação: a ciência, a sociedade e a cultura emergente. 1ª ed. São Paulo: Cultrix; 1986.

Silva AL, Ciampone MHT. Um olhar paradigmático sobre a assistência de enfermagem: um caminhar para o cuidado complexo. Rev Esc Enferm USP. 2003;37(4):13-23.

Pain JS, Filho NA. Saúde coletiva: uma “nova saúde pública” ou campo aberto a novos paradigmas? Rev Saúde Pública. 1998;32(4):299-316.

Egry EY. Um olhar sobre as ciências da enfermagem: as vertentes analíticas das práticas assistenciais. Rev Esc Enferm USP. 2001;35(3):265-70.

Colliére MF. Promover a vida: da prática das mulheres de virtude aos cuidados de enfermagem. Lisboa: Sindicato dos Enfermeiros Portugueses; 1989.

Consoli GL, Hirdes A, Costa JSD. Saúde mental nos municípios do Alto Uruguai, RS, Brasil: um diagnóstico da reforma psiquiátrica. Ciênc Saúde Coletiva. 2009;14(1):117-28.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2013.v4.n1.501

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.