Mudando a forma de nascer: parto na água no centro de parto normal intra-hospitalar

Rafaela Faria Gomes da Silva, Maryângela Araújo da Costa, Suellen do Nascimento Barbosa, Gisele Vieira, Gilmara Lucia dos Santos

Resumo


Objetivo: relatar a experiência da atuação de enfermeiras obstétricas no processo de implementação da atenção ao parto e nascimento, em especial realizado na água, em Centro de Parto Normal Intra-hospitalar em uma maternidade pública no estado do Amazonas, Brasil, no período de outubro de 2017 a dezembro de 2020. Método: estudo descritivo, do tipo relato de experiência, realizado a partir da atuação de enfermeiras obstétricas no processo de implementação da atenção ao parto e nascimento realizado na água. Resultados: o Centro de Parto Normal Intra-hospitalar passou a contar com 4 quartos pré-parto, parto e pós-parto, sendo destes, 2 com banheiras para o parto na água e, um destes caracterizado como multicultural. Os indicadores de boas práticas de atenção ao parto e nascimento apresentaram melhores resultados gradativamente com inserção da oferta da assistência ao parto na água. Considerações Finais: essa experiência trouxe elementos para os avanços da prática da enfermagem obstétrica no Amazonas e o rompimento de velhos paradigmas a respeito do desempenho desses profissionais, incorporando a categoria na vinculação, acolhimento, internação, assistência ao parto e nascimento e alta segura do binômio mãe e bebê, tornando-se peça fundamental para a melhoria da assistência no atendimento respeitoso à mulher e sua família.

Texto completo:

PDF

Referências


Terto RL, Silva TPR, Viana TGF, Sousa AMM, Martins EF, Souza KV, et al. Association between early pregnant hospitalization and use of obstetric interventions and cesarean: a cross sectional study. Rev Bras Enferm. 2021;74(4):e20200397. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0397

ONU. Organização das Nações Unidas. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. [Internet]. 2018. [citado 27 jun 2021]. Disponível: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 2019. [citado 27 jun 2021]. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/ods/ods3.html

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n.º 1.459, de 24 de junho de 2011. Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde a Rede Cegonha. Diário Oficial da União 27 jun. 2011; Seção 1. [Internet]. 2011 [citado 28 jun 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt1459_24_06_2011.html

Ferreira Júnior AR, Brandão LCS, Teixeira ACMF, Cardoso AMR. Atuação do enfermeiro no Centro Parto Normal. Esc Anna Nery 2021;25(2):e20200080. https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2020-0080

Oliveira APC, Ventura CAA, Silva FV, Neto HA, Mendes IAC, Souza KV et al. The State of Nursing in Brazil. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2020;28: e3404 DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0000.3404

Maciel VS, Dornfed D, Inserção da enfermeira obstétrica na assistência hospitalar. Enferm. Foco [Internet] 2019; 10 (4): 148-152. [Internet]. [citado 28 jun 2021]. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/979/618

Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Lei nº 7.498/86, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências [Internet]; [citado 27 jun 2021]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/lei-n-749886-de-25-de-junho-de-1986_4161.html

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde. Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal. Brasília: Ministério da Saúde [Internet]. 2017 [acesso 28 jun 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_nacionais_assistencia_parto_normal.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Humanização do parto e do nascimento / Ministério da Saúde. Universidade Estadual do Ceará. – Brasília: Ministério da Saúde [Internet]. 2014. 465 p.: il. - (Cadernos HumanizaSUS; v. 4). [acesso em 27 jun 2021]. Disponível em: https://www.redehumanizasus.net/sites/default/files/caderno_humanizasus_v4_humanizacao_parto.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação n.º 3, de 28 de setembro de 2017. Consolidação das normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União 03 out 2017; Seção Suplemento. [Internet]. [acesso em 27 jun 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prc0003_03_10_2017.html

Organização Pan-Americana da Saúde. Organização Mundial da Saúde – Brasil. Folha Informativa-COVID-19 (Doença Causada Pelo Novo Coronavírus) [Internet]. [acesso em 28 de jun de 2021]. Disponível em: https://www.paho.org/pt/covid19/historico-da-pandemia-covid-19

Nakamura-Pereira M, Amorim MMR, Pacagnella RC, Takemoto MLS, Penso FCC, Rezende-Filho J, et al. COVID-19 and Maternal Death in Brazil: An Invisible Tragedy. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. 2020;42(8):445-7. DOI: https://doi.org/ 10.1055/s-0040-1715138




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2021.v12.n7.SUPL.1.5204

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.