Perfil de saúde e qualidade de vida de idosos de Santa Juliana-MG

Álvaro da Silva Santos, Joilson Meneguci, Rodrigo Eurípedes da Silveira, Fernanda Avelar Marquez, Verônica Aparecida Ferreira, Dayane Aparecida Viana

Resumo


Resumo: Estudo quantitativo que analisou o perfil de saúde e qualidade de vida da população idosa do município de Santa Juliana-MG. Entre os
207 idosos, 53,6% eram mulheres, com idade média de 70±7,5 anos. 56% vivem com companheiro e 78,7% são aposentados. A Hipertensão Arterial,
a cardiopatia e doenças reumáticas foram as mais relatadas e com relação à qualidade de vida, o domínio meio ambiente era o mais prejudicado. A
pesquisa aponta a necessidade de ações de promoção e educação em saúde tendo como foco o autocuidado, a prevenção de agravos e incorporando
estratégias de atenção social ao idoso.

Descritores: Perfil de saúde, Idoso, Qualidade de vida.

Health profile and quality of life of the elderly in Santa Juliana (MG)

Abstract: Quantitative study that examined the health profile and quality of life of the elderly population of the municipality of Santa Juliana-MG.
Among the 207 individuals, 53.6% were women, aged about 70 ± 7.5 years. 56% live with companion and 78.7% are retired. High blood pressure, heart
disease and rheumatic diseases were the most reported and with regard to the quality of life, the environment was the most affected. This research points
the need for promotional and health education focusing the self-care, prevention of diseases and social attention strategies incorporating the elderly.

Descriptors
: Health profile; Aged; Quality of life.

Perfil de salud y calidad de vida de los ancianos de Santa Juliana (MG)

Resumen: Estudio cuantitativo que examina el perfil de salud y la calidad de vida de la población anciana del municipio de Santa Juliana-MG. Entre los
207 individuos, 53,6% eran mujeres, con edad media de 70 ± 7,5 años. 56% vive con acompañante y 78.7% son aposentados. La presión arterial alta,
enfermedades del corazón y enfermedades reumáticas fueron las más reportadas y con respecto a la calidad de vida, el medio ambiente fue el dominio
más afectado. Esa investigación apunta la necesidad de promoción y educación para la salud centrándose en autocuidado, prevención de enfermedades
y estrategias de atención social incorporando los ancianos.

Descriptores: Perfil de salud; Anciano; Calidad de vida.


Texto completo:

PDF

Referências


- Veras R. Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações. Rev Saúde Pública. 2009; 43 (3):548-54.

- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Observações sobre a evolução da mortalidade no Brasil: o passado, o presente e perspectivas. IBGE: Rio de Janeiro, 2010.

- Clares JWB, Freitas MC, Almeida PC, Galiza FT, Queiroz TA. Perfil de idosos cadastrados numa Unidade Básica de Saúde da Família de Fortaleza-CE. Rev RENE 2011; 12(n. esp.):988-94.

- World Health Organization. Envelhecimento ativo: uma política de saúde / World Health Organization; tradução Suzana Gontijo. – Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005.

- Pereira RJ, Cotta RMM, Franceschini SCC, et al. Analysis of the social and health profile of the elderly: the relevance of the Family Health Program. Rev Med Minas Gerais 2010; 20(1): 5-15.

- Lourenço RA, Veras RP. Mini-Exame do Estado Mental: características psicométricas em idosos ambulatoriais. Rev Saúde Pública 2006; 40(4):712-9.

- Organização Mundial de Saúde- OMS. WHOQOL, abreviado, versão em português. Disponível em:. Acesso em 10/10/2012.

- Lino VTS, Pereira SEM, Camacho LAB, Ribeiro Filho SR, Buksman S. Adaptação transcultural da Escala de Independência em Atividades da Vida Diária (Escala de Katz). Cad Saude Publica 2008; 24:103-12.

- Guigoz Y, Vellas B. A Mini avaliação nutricional (MAN) na classificação do estado nutricional do paciente idoso: apresentação, história e validação da MAN. In: Mini Avaliação Nutricional (MAN): pesquisa e prática no idoso. Nestlé Nutr Workshop. Rev Clin Perform Programme. 1998; 1:01-02.

- WHO. World Health Organization. Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Genebra: WHO; 1998.

- Matos-Nascimento C, Ribeiro AQ, Cotta RMM, et al. Nutritional status and associated factors among the elderly in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil. Cad. Saúde Pública 2011; 27(12):2409-18.

- Santos MAB, Mattos IE. Condições de vida e saúde da população idosa do Município de Guaramiranga-CE. Epidemiologia e Serviços de Saúde 2011; 20 (Supl. 1):59-67.

- Pilger C, Menon MH, Mathias TAF. Características sociodemográficas e de saúde de idosos: contribuições para os serviços de saúde. Rev. Latino-Am. Enferm.[online] 2011;19(5):[09 telas]. Disponível em: www.eerp.usp.br/rlae. Acesso em 10/10/2012.

- Inouye K, Pedrazzani E. Nível de instrução, status socioeconômico e avaliação de algumas dimensões da qualidade de vida de octogenários. Rev. Latino-Am. Enferm. 2007; 15(n. spe):742-7.

- Jacinto LTA, Santos AS, Dias FA, Silveira RE, Silvano CM. Fatores de risco para doença arterial coronariana em idosos: Perspectivas para a atuação da Enfermagem. Nursing (São Paulo), 2012; 169: 326-30.

- Giacomin KC, Peixoto SV, Uchoa E, Lima-Costa MF. Estudo de base populacional dos fatores associados à incapacidade funcional entre idosos na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Cad Saúde Pública. 2008; 24:1260-70.

- Cavalcanti CL, Gonçalves MCR, Asciuti LSR, Cavalcanti AL. The prevalence of chronic disease in a group of elderly Brazilian people and their nutritional status. Rev Salud Pública. 2009;11(6):865-77.

- Tavares DMS, Dias FA. Capacidade funcional, morbidades e qualidade de vida de idosos. Texto contexto - enferm. 2012; 21(1):112-20

- Cimirro PA, Rigon R, Vieira MMS, Pereira HMCTCG, Creutzberg M. Qualidade de vida de idosos dos centros-dia do Regado e São Tomé – Portugal. Enfermagem em Foco 2011; 2(3):195-8.

- Mastroeni MF, Erzinger GS, Mastroeni SSBS, Silva NN, Marucci MFN. Perfil demografico de idosos da cidade de Joinville, Santa Catarina: estudo de base domiciliar. Rev Bras Epidemiol. 2007; 10(2):190-201.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2014.v5.n3/4.566

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.