PACIENTE QUE REQUER CUIDADOS PALIATIVOS: PERCEPÇÃO DE ENFERMEIRAS

Jaqueline Holz Machado, Rosemary Silva da Silveira, Valéria Lerch Lunardi, Geani Farias Machado Fernandes, Naiane Glaciele da Costa Gonçalves, Rodrigo Cavalli Prestes

Resumo


Objetivou-se conhecer a percepção de enfermeiras de uma Unidade de Clínica Médica sobre os cuidados paliativos. Pesquisa
qualitativa, desenvolvida através de entrevista semiestruturada e análise textual discursiva. Emergiram duas categorias: Percepções
de enfermeiras acerca dos cuidados paliativos e o modo como as enfermeiras exercem seu fazer diante da impossibilidade
de cura. Percebeu-se que existe dificuldade em desempenhar os cuidados paliativos devido à carência de conhecimento
por parte das enfermeiras e da estrutura institucional, que não é direcionada para cuidados paliativos.

Descritores: Cuidados Paliativos, Morte, Enfermagem.

PATIENTS REQUIRING PALLIATIVE CARE: NURSES ´PERCEPTION

It aimed to find out the nurses’ perception at a medical unity on the palliative care. Qualitative research, developed through a
semi structured interview and discourse textual analysis. Two categories emerged: Nurses’ perception on palliative care and the
way how nurses carry out their tasks before the impossibility of cure. There seems to be difficult to perform palliative care due
to lack of knowledge on the part of the nurses and the institutional structure, which is not geared to palliative care.

Descriptors: Palliative care, Death, Nursing.

PACIENTE QUE REQUIERA CUIDADOS PALIATIVOS: PERCEPCIONES DE LAS ENFERMERAS.

Se objetivó comprender la percepción de enfermeras de una unidad de clínica médica sobre los cuidados paliativos. Investigación
cualitativa desarrollada a través de entrevistas semi-estructuradas y análisis del texto discursivo. Emergieron dos categorias:
Percepciones de enfermeras sobre los cuidados paliativos y la manera cómo las enfermeras hacen su ejercicio frente a la
imposibilidad de cura. Se percibió que hay dificultad en desempeñar los cuidados paliativos debido a la carencia de conocimiento
por parte de las enfermeras y de la estructura institucional, que no es direccionada a los cuidados paliativos.

Descriptores: Cuidados Paliativos, Muerte, Enfermería.


Referências


Santos FS. O desenvolvimento histórico dos cuidados paliativos e a filosofia hospice. In: Santos FS (Org). Cuidados paliativos – diretrizes, humanização e alívio dos sintomas. 2ª ed., São Paulo: Atheneu; 2011. 3-15.

Silva MM, Moreira CM. Sistematização da assistência de enfermagem em cuidados paliativos na oncologia: visão dos enfermeiros. Acta Paul Enferm. 2011;24(2):172-8.

Sales CA, Silva VA. A atuação do enfermeiro na humanização do cuidado no contexto hospital. Cienc Cuid Saude. 2011 Jan/Mar; 10(1): 66-73.

Sales CA, D’artibale EF. O cuidar na terminalidade da vida: escutando os familiares. Cienc Cuid Saude. 2011; 10(4):666-673.

World Health Organization. Definition of palliative care. Genebra: World Health Organization; 1990.

Silva DIS. Significados e práticas da espiritualidade no contexto dos cuidados paliativos em pacientes oncológicos adultos. Revista HCPA. 2011; 31 (3): 353-8.

Almeida AH, Soares CB. Educação em saúde: análise do ensino na graduação em enfermagem Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2011; Jun; 19 (3): [08 telas] 614-621

Silveira RS, Martins CR, Lunardi VL, Vargas MA, Lunardi Filho WD, Avila LI. A dimensão moral do cuidado em terapia intensiva. Ciênc Cuid Saúde. 2014; 13(2): 01-12.

Moraes R, Galiazzi MC. Análise textual discursiva. 2 ed. rev. Ijuí: Ed Unijuí, 2011.

Vasques TCS, Lunardi VL, Silveira RS, Gomes GC, Lunardi Filho WD, Pintanel AC. Percepção dos trabalhadores de enfermagem acerca da implementação dos cuidados paliativos. Rev Enferm UERJ. 2013; 21 (1): 16-22.

Silveira RS, Martins CR, Lunardi, VL, Vargas MA, Lunardi Filho WD, Avila LI. A dimensão moral do cuidado em terapia intensiva. Ciênc Cuid Saúde. 2014; 13 (1): 01-12.

Monteiro FF, Oliveira M, Vall J. A importância dos cuidados paliativos na enfermagem. Rev Dor. 2010; Jul/Set; 11 (3): 242-8.

Barlem JGT, Lunardi VL, Barlem ELD, Bordignon SS, Zacarias CC, Lunardi Filho WD. Fragilidade, fortalezas e desafios na formação do Enfermeiro. Esc Anna Nery. 2012; Abr/Jun; 16 (2): 347-53.

Silva AF, Issi HB, Motta MGC. A família da criança oncológica em cuidados paliativos: o olhar da equipe de enfermagem. Cienc Cuid Saude. 2011; 10 (4): 820-7.

Fonseca JVC, Rebelo T. Necessidades de cuidados de enfermagem do cuidador da pessoa sob cuidados paliativos. Rev. Bras. Enferm. 2011; 64 (1): 180- 4.

Medeiros MB, Pereira ER, Silva RMCRA, Silva MA. Dilemas éticos em UTI: contribuições da teoria dos valores de Max Scheler. Rev Bras Enferm. 2012; Mar/Abr; 65 (2): 276-84.

Formozo GA, Oliveira DC, Costa TL, Gome AMT. As relações interpessoais no cuidado em saúde: Uma aproximação ao Problema. Rev Enferm UERJ. 2012; Jan/Mar; 20 (1): 124-7.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2015.v6.n1/4.580

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.