Carga de trabalho na enfermagem: variável do dimensionamento de pessoal

Márcia Elisa Binder Neis, Francine Lima Gelbcke

Resumo


O objetivo deste estudo foi conhecer a produção teórica sobre carga de trabalho enquanto variável do dimensionamento de pessoal de enfermagem a partir da revisão da literatura em trabalhos na forma de artigos, teses ou dissertações, em português, indexados na base de dados BDTD e BVS, nos últimos dez anos. Foram selecionados 26 artigos de periódicos e 22 teses/dissertações. Os resultados evidenciaram a associação da carga de trabalho a quatro grupos: instrumentos para mensurar carga de trabalho, carga de trabalho em UTI, carga de trabalho e condições de trabalho e “outros”, por serem de áreas bem diferentes.

Descritores: Carga de Trabalho, Enfermagem, Pessoal de Enfermagem.

Workload in nursing work: variable dimensioning of nursing staff

The aim of this study was to know the theoretical production on workload, while variable dimensioning of nursing staff, from a review of literature in papers in article format, thesis or dissertations, in Portuguese, indexed in the database DBTD and BVS, in the last ten years. Twenty-six journal articles and twentytwo dissertation/thesis have been selected. The results showed the association of the workload to four groups: instruments for measuring workload, workload in the ICU, workload and working conditions and “others” for being from very different areas.

Descriptors: Workload, Nursing, Nursing Staff.

Carga de trabajo de enfermería: variable del dimensionamiento de enfermeras

El objetivo de este estudio era entender la producción teórica sobre la carga de trabajo, mientras que la escala variable para dimensionamiento de enfermeras, en revisión de la literatura en forma de artículos, tesis o disertaciones, en portugués, indexada en la base de datos BDTD y BVS, en los últimos diez años. Se han seleccionado los 26 artículos de publicaciones periódicas y 22 tesis/disertaciones. Los resultados revelan la carga de trabajo de asociación a cuatro grupos: instrumentos para medir la carga de trabajo, carga de trabajo en UTI y las condiciones de trabajo, y “otro” por ser bastante diferentes áreas.

Descriptores: Carga de Trabajo, Enfermería, Personal de Enfermería.

Texto completo:

PDF

Referências


Brasil. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Lei 7498 de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre o regulamento e o exercício da enfermagem e dá outras providências. Brasília, junho de 1986, seção 1.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução 293/2004. Fixa e estabelece parâmetros para o dimensionamento do quadro de profissionais de enfermagem nas unidades assistenciais das instituições de saúde e assemelhados. São Paulo: Cofen, 2004.

Gaidzinski, R.R., Fugulin, F.M.T., Castilho, V. “Dimensionamento de pessoal de enfermagem em instituições de ensino”. In: Kurcgant, P. (coordenador). Gerenciamento em Enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2005.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 189/1996. Estabelece parâmetros para dimensionamento do quadro de profissionais de enfermagem nas instituições de saúde. In: Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo. Documentos Básicos de Enfermagem: Enfermeiros, Técnicos, Auxiliares. São Paulo: Coren/SP, 2001.

Gaidzinski, R.R. Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem em Instituições Hospitalares [livre docência]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 1998.

Conishi, R.M.Y., Gaidzinski, R.R. “Nursing Activities Score (NAS) como instrumento para medir carga de trabalho de enfermagem em UTI adulto”. Rev. Esc. Enferm. USP, 2007, 41(3).

Ganong, L.H. “Integrative review of nursing research”. Res. Nurs. Health, 1987, 10(1):1-11.

Perroca, M.G. Instrumento de Classificação de Pacientes de Perroca: Validação Clínica [tese]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2000.

Nunes, B. Tradução para o Português e Validação de um Instrumento de Medida de Gravidade em UTI: Tiss-28 – Therapeutic Intervention Scoring System [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2002.

Queijo, A.F. Tradução para o Português e Validação de um Instrumento de Medida de Carga de Trabalho de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva: Nursing Activities Score (NAS) [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2002.

Ducci, A.J., Zanei, S.S.V., Whitaker, I.Y. “Carga de trabalho de enfermagem para quantificar proporção profissional de enfermagem/paciente em UTI cardiológica”. Rev. Esc. Enferm. USP, 2008, 42(4).

Sousa, C.R., Gonçalves, L.A., Toffoleto, M.C., Leão, K., Padilha, K.G. “Preditores da demanda de trabalho de enfermagem para idosos internados em unidade de terapia intensiva”. Rev. Latinoam. Enferm., 2008, 16(2):218-23.

Balsanelli, A.P., Zanei, S.S.V., Whitaker, I.Y. “Carga de trabalho de enfermagem e sua relação com a gravidade dos pacientes cirúrgicos em UTI”. Acta Paul. Enferm., 2006, 19(1):16-20.

Nogueira, G.P. Indicadores de Gravidade em Unidades de Terapia Intensiva: Estudo Comparativo entre o “Therapeutic Intervention Scoring System-28 e Sua Versão Reduzida” [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2002.

Santos, E.M., Araújo, T.M. “Processo de trabalho e saúde dos trabalhadores no Hospital Universitário Professor Edgard Santos”. Rev. Baiana Saúde Pública, 2003, 27(2):155-68.

Sêcco, I.A.O. Acidentes e Cargas de Trabalho dos Trabalhadores de Enfermagem de um Hospital Universitário do Norte do Paraná [tese]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2006.

Cheavegatti, D. Trabalho e Adoecimento na Perspectiva de Agentes Comunitários de Saúde da Coordenadoria de Saúde Centro-Oeste do Município de São Paulo [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da USP, 2008.

Costa, C.C. Aspectos Ergonômicos na Organização do Trabalho da Equipe de Enfermagem de uma UTI Adulto [dissertação]. Rio Grande do Sul: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008.

Piesanti, S,R. A Carga de Trabalho dos Auxiliares de Enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva de um Hospital Neurocirúrgico [dissertação]. Rio Grande do Sul: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2004.

Ribeiro, E.J.G., Shimizu, H.E. “Acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem”. Rev. Bras. Enferm., 2007, 60(5):535-40.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2011.v2.n1.65

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.