CARACTERISTICAS GERAIS DA ENFERMAGEM: O PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO

Maria Helena Machado, Wilson Aguiar Filho, Wagner Ferraz de Lacerda, Eliane de Oliveira, Waldirlando Lemos, Mônica Wermelinger, Monica Vieira, Maria Ruth dos Santos, Paulo Borges de Souza Junior, Everson Justino, Cintia Barbosa

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar os aspectos sócio demográficos dos profissionais de enfermagem, que congregam entre enfermeiros, auxiliares e técnicos, mais de um milhão e oitocentos mil trabalhadores, constituindo 50% da Força de Trabalho (FT) que atua no setor saúde. É um estudo transversal cuja população alvo é constituída por todos os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem do Brasil, que possuem registro ativo no Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). O estudo tem representatividade nacional, sendo capaz de gerar resultados para cada unidade da federação. Os dados apontam para algumas tendências importantes, tais como: crescimento da participação dos enfermeiros na equipe de trabalhadores; rejuvenescimento da FT, desequilíbrio entre oferta e demanda; concentração nos grandes centros urbanos, especialmente no Sudeste. Os dados da pesquisa permitem subsidiar a construção de políticas públicas adequadas com a realidade desse imenso contingente de trabalhadores, fundamentais para o Sistema Único de Saúde.

Descritores: perfil da enfermagem, perfil sócio demográfico, equipe de enfermagem.

Analyze the socio-demographic aspects of nursing professionals, connecting between nurses, assistants and technicians, which has more than one million eight hundred thousand workers, constituting 50% Workforce (FT) which operates in the healthcare system. It is a cross-sectional study whose target population consists of all nurses, technicians and nursing assistants from Brazil, which have active registration with the Federal Nursing Council (Cofen). The study has a national presence, being able to generate results for each state. The data point to some important trends; process of masculinization, with the increasing growth of men; rejuvenation FT, imbalance between supply and demand; concentration in large urban centers, especially in the Southeast. The survey data may subsidize the construction of public policies adequate to the reality of the huge number of workers, essential for the National Health System.

Descriptors: profile of nursing, social demographic profile, the nursing staff

El artículo tiene como objetivo analizar los aspectos socio-demográficas de los profesionales de enfermería, de conexión entre enfermeras, asistentes y técnicos, que tiene más de un millón ochocientos mil trabajadores, que constituyen el 50% Fuerza de Trabajo (FT) que opera en el sistema de la salud. Las enfermeras, técnicos y auxiliares de enfermería de Brasil, que tienen el registro activo con el Consejo Federal de Enfermería (Cofen). El estudio tiene una presencia nacional, siendo capaz de generar resultados para cada estado. Tendencias importantes, como el crecimiento de la participación de las enfermeras en el personal; Franco proceso de masculinización, con el aumento del crecimiento de los hombres; rejuvenecimiento FT, el desequilibrio entre la oferta y la demanda; concentración en los grandes centros urbanos, sobre todo en el sureste. Los datos de la encuesta pueden subsidiar la construcción de políticas públicas adecuadas a la realidad de la gran cantidad de trabajadores, esenciales para el Sistema de Salud.

Descriptores: el perfil de la enfermería, perfil demográfico sociales, el personal de enfermería.

Texto completo:

PDF

Referências


Machado MH (Coord), Aguiar WF, LacerdaWF,Oliveira E,W Lemos,Wermelinger M, et al. Relatório final da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil (Convênio: Fiocruz/Cofen). Rio de Janeiro:28 volumes, NERHUS-DAPS-Ensp/Fiocruz e Cofen;2015.

Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). O exercício da Enfermagem nas instituições de saúde do Brasil, 1982-1983. Volume 1. Força de Trabalho em Enfermagem. Rio de Janeiro: Conselho Federal de Enfermagem; 1985.

Machado MH. A mão de obra feminina no setor saúde no Brasil. In: Labra ME, organizadora. Mulher, Saúde e Sociedade no Brasil. Petrópolis: Vozes; 1989.

Barreira IA, Baptista SS, Sauthier J, Santos TCF, Aperibense PGGS, Peres MAA, Oliveira AB et al. Primeira República: a implantação da enfermagem laica e seus desdobramentos (1889-1930). In: Padilha MI, Borenstein MS, Santos I, organizadores. Enfermagem: história de uma profissão. São Caetano do Sul: Difusão Editora; 2011.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2016.v7.nESP.686

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.