IMAGEM DO ENFERMEIRO SOB A ÓTICA DO ACADÊMICO DE ENFERMAGEM

Rosimere Vieira Souza, Luanna Carolina Alves, Lorena Lobo Leite Bhering Barra, Luiza Marques Fernandes, Patrícia de Oliveira Salgado, Selma Maria da Fonseca Viegas

Resumo


Objetivo: conhecer a imagem do enfermeiro frente ao acadêmico de enfermagem. Metodologia: estudo de caso qualitativo fundamentado na Sociologia Compreensiva do Cotidiano, realizado com 26 participantes do 9º período de uma instituição de ensino superior. Os dados foram coletados por meio da entrevista individual e analisados segundo Análise de Conteúdo Temática. Resultados: a imagem se postula em um profissional essencial na área da saúde, que organiza o setor, gerencia ações, lidera a equipe, presta assistência aos pacientes e é referência para outros profissionais. Conclusão: a (des)valorização do profissional foi um dos aspectos na construção dessa imagem e na percepção positiva/negativa do acadêmico frente ao futuro na profissão.

Descritores: Educação em Enfermagem, Imagem, Prática Profissional, Pessoal de Saúde, Enfermagem.

IMAGE OF NURSE UNDER THE PERSPECTIVE OF THE NURSING ACADEMIC

Objective: to know the image of the nurse in front of the nursing academic. Methodology: a qualitative case study based on the Comprehensive Sociology of Daily Life, carried out with 26 participants from the 9th period of an institution of higher education. The datas were collected through the individual interview and analyzed according to the Thematic Content Analysis. Results: The image postulates itself in a essencial professional in the health area, which organizes the sector, manages actions, leads the team, provides assistance to patients and is a reference for other professionals. Conclusion: The (de) valuation of the professional was one of the aspects in the construction of this image and in the positive / negative perception of the academic towards the future in the profession.

Descriptors: Education, Nursing, Image, Professional Practice, Health Personnel, Nursing

IMAGEN DE ENFERMERAS DE LA PERSPECTIVA DE ENFERMERIA ACADÉMICO

Objetivo: conocer la imagen de la enfermera en el estudiante de enfermería. Metodología: estudio de caso cualitativo basado en la sociología comprensiva de la vida cotidiana, que se celebró con 26 participantes del noveno período de una institución de educación superior. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas individuales y se analizaron mediante análisis de contenido temático. Resultados: La imagen se postula un profesional esencial en el campo de la salud, que organiza el sector, gestiona las acciones, dirige el equipo, ayuda a los pacientes y es un punto de referencia para otros profesionales. Conclusión: La (des) valoración profesional fue uno de los aspectos de la construcción de la imagen y la percepción positiva / negativa frente académico del futuro en la profesión.

Descriptores: Educación en Enfermería, Imagen, Práctica Profesional, Personal de Salud, Enfermería.

Texto completo:

PDF

Referências


Vale EG, Pagliuca LMF. Construção de um conceito de cuidado de enfermagem: contribuição para o ensino de graduação. Rev. bras. enferm., 2011; 64(1): 106-113.

Campos PFS, Oguisso T. A Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo e a reconfiguração da identidade profissional da Enfermagem Brasileira. Rev. bras. enferm., 2008; 61(6):892-898.

Machado MH, Filho WA, Lacerda WF, Oliveira E, Lemos W, Wermelinger M, et al. Caracteristicas gerais da enfermagem: o perfil sócio demográfico. Enferm. Foco 2015; 6 (1/4): 11-17.

American Psychological Association. Dicionário de Psicologia APA. Artmed, 1 ed, 2010. p. 1042

Fonseca LF, Silva MJP. Desafiando a imagem milenar da enfermagem perante adolescentes pela internet: impacto sobre suas representações sociais. Cienc Cuid Saude 2012; 11(suplem.):054-062.

Yin RK. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução de Crsithian Matheus Herrera. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015. 290 p.

Maffesoli M. O conhecimento comum: introdução à sociologia compreeensiva. Traduzido por Aluizo Ramos Trinta. Porto Alegre: Sulina, 2010. 295 p.

Bardin L. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011. 279 p.

Merighi MAB, Jesus MCP, Domingos SRF, Oliveira DMO, Ito TN. Ensinar e aprender no campo clínico: perspectiva de docentes, enfermeiras e estudantes de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2014;67(4):505-11

Viegas SMF, Penna CMM. A construção da integralidade no trabalho cotidiano da equipe saúde da família. Esc. Anna Nery. 2013; 17(1): 133-141

Amestoy SC, Backes VMS, Trindade LL, Canever BP. Produção científica sobre liderança no contexto da enfermagem. Rev. esc. enferm. USP, 2012; 46(1): 227-33

Pires DP. Transformações necessárias para o avanço da Enfermagem como ciência do cuidar. Rev. bras. enferm. 2013 ; 66(spe): 39-44

Ribeiro JMS. Autonomia profissional dos enfermeiros. Rev. Enf. Ref., Coimbra, 2011; serIII(5): 27-36

Avila LI, Silveira RS, Silveira JT, Lunardi VL, Ommeren LV, Fernandes GFM. Visibilidade da enfermagem sob a ótica de universitários. Enferm. Foco 2013; 4(3,4) 211 - 214

Déborah Ramos KRR, Mesquita SKC, Galvão MCB, Enders BC. Paradigmas da saúde e a (des)valorização do cuidado em enfermagem. Enfermagem em Foco 2013; 4(1): 41-44

Corradi EM, Zgoda LTRW, Paul MFB. O gerenciamento de conflitos entre a equipe de enfermagem. Cogitare Enferm., 2008; 13(2): 184-193

Pires MRGM. Limites e possibilidades do trabalho do enfermeiro na estratégia saúde da família: em busca da autonomia. Rev. esc. enferm. USP. 2011; 45( spe2 ): 1710-1715




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2017.v8.n1.763

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.