Percepção de acadêmicos de enfermagem sobre o processo morte e morrer: implicações na formação profissional

Christiane Teresa Aleixo dos Santos, Suelen Da Silva Miranda (in memorian), Karina De Oliveira Freitas, Esleane Vilela Vasconcelos

Resumo


Objetivo: Analisar e descrever as percepções dos acadêmicos de enfermagem frente ao processo de morte e morrer e suas implicações para a formação profissional. Método: Estudo descritivo de abordagem qualitativa, realizada com 30 acadêmicos de enfermagem, no período de agosto a outubro de 2018, por meio da entrevista semiestruturada e analisada pela técnica de análise temática. Resultados: Os depoimentos foram sintetizados em quatro unidades temáticas: “A morte e seus significados”; “A morte e seu ensino na formação acadêmica”; “Sentimento de preparo para o enfrentamento do processo morte e morrer”; e “A postura do futuro profissional frente às situações que englobam a morte”. Conclusão: Dentre as percepções encontradas, destaca-se a visão da morte como um processo natural/biológico, bem como, o despreparo enfrentado pelos acadêmicos no lidar com a finitude, dado a forma de abordagem do tema na graduação, implicação que se não for sanada influenciará na atuação destes futuros profissionais.

Descritores: Educação em Enfermagem; Morte; Educação Superior.

 

PERCEPTIONS OF NURSING ACADEMICS ABOUT THE DEATH AND DYING PROCESS: IMPLICATIONS IN VOCATIONAL TRAINING

Objective: To analyze and describe the perceptions of nursing students regarding the process of death and dying and its implications for professional training. Method: Descriptive study with a qualitative approach carried out with 30 nursing students, from August to October 2018, through the semi-structured interview and analyzed using thematic analysis technique. Results: The statements were summarized in four thematic units: “Death and its meanings”; "Death and its teaching in academic formation"; “Feeling prepared to face the death and dying process”; and "The attitude of the future professional in the face of situations that include death". Conclusion: Among the perceptions found, the view of death as a natural / biological process stands out, as well as the unpreparedness faced by academics in dealing with finitude, given the way of approaching the theme in undergraduate courses, an implication that if not addressed will influence in the performance of these future professionals.

Descriptors: Nursing Education; Death; Higher Education.

 

PERCEPCIONES DE ACADÉMICAS DE ENFERMERÍA SOBRE EL PROCESO DE MUERTE Y MORIR: IMPLICACIONES EN LA FORMACIÓN PROFESIONAL

Objetivo: analizar y describir las percepciones de los estudiantes de enfermería sobre el proceso de muerte y morir y sus implicaciones para la formación profesional. Metodo: Estudio descriptivo con enfoque cualitativo, realizado con 30 estudiantes de enfermería, de agosto a octubre de 2018, a través de la entrevista semiestructurada y analizada mediante la técnica de análisis temático. Resultados: Las declaraciones se resumieron en cuatro unidades temáticas: "La muerte y sus significados"; "La muerte y su enseñanza en la formación académica"; "Sentirse preparado para enfrentar el proceso de muerte y morir"; y "La actitud del futuro profesional ante situaciones que incluyen la muerte". Conclusión: Entre las percepciones encontradas, se destaca la visión de la muerte como un proceso natural / biológico, así como la falta de preparación que enfrentan los académicos al tratar con la finitud, dada la forma de abordar el tema en la graduación, una implicación que si no se aborda influirá en el desempeño de estos futuros profesionales.

Descriptores: Educación en Enfermería; Muerte; Educación Superior.


Texto completo:

PDF

Referências


Kovács MJ. Educação para a morte. Psicol Ciênc Profissão [Internet]. 2005 [cited 2020 fev 15];25(3):484-97. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932005000300012.

Lima R, Borsatto AZ, Vaz DC, Pires ACF, Cypriano VP, Ferreira MA. A morte e o processo de morrer: ainda é preciso conversar sobre isso. REME - Rev Min Enferm [Internet]. 2017 [cited 2020 fev. 10];21:e-1040. Available from: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1178.

Araújo RM, Álvares ACM, Jesus ALS. O impacto do processo de finitude e morte de pacientes no cotidiano do profissional de enfermagem. Rev Inic Cient Ext [Internet]. 2018 [cited 2020 fev 15];1(Esp.4):400-4. Available from: https://revistasfacesa.senaaires.com.br/index.php/iniciacao-cientifica/article/download/127/85/.

Oliveira ES, Agra G, Morais MF, Feitosa IP, Gouveia BLA, Costa MML. O processo de morte e morrer na percepção de acadêmicos de enfermagem. Rev enferm UFPE on line [Internet]. 2016 [cited 2020 fev 18];10(5):1709-16. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/13546/16319.

Stochero HM, Nietsche EA, Salbego C, Pivetta A, Schwertner MVE, Fettermann FA, et al. Sentimentos e dificuldades no enfrentamento do processo de morrer e morte por graduandos de enfermagem. Aquichan [Internet]. 2016 [cited 2020 fev 15];16(2):219-29. Available from: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?lsisScript-iah/iah.xis&src=google&base=LILACS〈=p&nextAction=lnk&exprSearch=791092&indexSearch=lD.

Mons SC, Pereira GS, Lima LLM, Leite CN, Fernandes RTP. Estratégias de defesa no processo de morte e morrer: um desafio aos profissionais da enfermagem. Res Soc Dev [Internet]. 2020 [cited 2020 fev 10];9(2):e190922139. Available from: https://www.researchgate.net/publication/338426348_Estrategias_de_defesa_no_processo_de_morte_e_morrer_um_desafio_aos_profissionais_da_enfermagem.

Bardin L. Análise de conteúdo. 4. ed. Lisboa: Edições 70, p.95-127, 2010.

Trevisano RG, Almeida JV, Barreto CA. O olhar da enfermagem no processo de luto. Rev Saúde Foco [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 18];(11):574-87. Available from: http://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2019/05/052_O-OLHAR-DA-ENFERMAGEM-NO-PROCESSO-DE-LUTO.pdf.

Couceiro FBL, Bonini LMM, Afférri C, Imada HN, Nictheroy LM, Silva RA. A percepção da morte e do morrer por estudantes de medicina. Diálogos interdisciplinares [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 15];8(10):1-13. Available from: http://www.seer.ufal.br/index.php/nuspfamed/article/view/2526.

Gonçalves JR, Simões JRS. A percepção do enfermeiro no lidar com a morte durante a assistência. Rev JRG [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 15];II(5):166-82. Available from: http://www.revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/77.

Lysakowski S, Menin GE. Utilização de simulação clínica no ensino sobre terminalidade da vida na enfermagem: relato de experiência. Rev Docência Ens Sup [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 15];9(1):e002559. Available from: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2559.

Martins LA, Cunha JHS, Ferreira LA, Frizzo HCF, Carvalho LBCP. Significado da morte de pacientes para os profissionais de saúde em unidade de terapia intensiva. REFACS [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 13];7(4):448-57. Available from: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/691.

Ivo OP, Pedroso KO. O Processo da Morte e do Morrer: uma Visão dos Acadêmicos de Enfermagem. ID online Rev Multidisc Psicologia [Internet]. 2017 [cited 2020 fev 15];11(34):271-80. Available from: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/691/970.

Lima MJV, Andrade NM. A atuação do profissional de saúde residente em contato com a morte e o morrer. Saúde soc [Internet]. 2017 [cited 2020 fev 15];26(4):958-72. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010412902017000400958.

Vasques TCS, Lunardi VL, Silva PA, Avila LI, Silveira RS, Carvalho KK. Equipe de enfermagem e complexidades do cuidado no processo de morte-morrer. Trab Educ Saúde [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 15];17(3):e0021949. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462019000300504.

Lima JMA, Santos TS, Guimarães MN, Rocha VLG, Santos EA. “Reflections on tanatology for healthcare professionals working in intensive care: An integrative review”. Int J Dev Res [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 18];9(12):32717-22. Available from: http://www.journalijdr.com/reflections-tanatology-healthcare-professionals-working-intensive-care-integrative-review.

Heliodoro EA, Rosa DOS. Aspectos éticos e legais da morte encefálica conhecidos por estudantes de enfermagem. Enferm Foco [Internet], 2019 [cited 2020 mai 04];10(1):140-5. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1489/510.

Santos ATS, Oliveira CB, Passos MC, Andrade ASA, Gallotti FCM. Integralidade do cuidado na formação do enfermeiro: visões e vivências do acadêmico de enfermagem. Enferm Foco [Internet], 2019 [cited 2020 mai 04];10 (1): 122-6. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1397/507.

Santos TF, Pintarelli VL. Educação para o Processo do Morrer e da Morte pelos Estudantes de Medicina e Médicos Residentes. Rev Bras Educ Med [Internet]. 2019 [cited 2020 fev 17];43(2):5-14. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0100-55022019000200005&lmg=pt&nrm=iso.




DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n3.3243

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Eletrônico ISSN: 2357-707X

Impresso ISSN: 2177-4285

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.